sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

A Face Está Suja e as Roupas Rasgadas, mas é Bela...E o Brasil Mata




video

Último dia do ano, muitos sites, muitas redes de tv em todo mundo fazem retrospectiva e também escolhem o melhor de cada coisa durante 2010. Aqui, vamos mostrar uma retrospectiva de uma das instituições mais importantes do mundo, a Igreja Católica. O ano foi extremamente difícil, mas acho que a instituição, pela graça divina, tem o melhor papa que os problemas requerem.

O site Rome Reports escolheu as mais importantes notícias do Vaticano em 2010 (vídeo acima).

São elas:

10o Lugar -  O estabelecimento do Conselho Pontifício para a Nova Evangelização, que procurará especialmente lidar com a queda no número de cristãos na Europa e na América do Norte. O papa também convocou um sínodo sobre o tema em 2012.

9o Lugar - O Papa formou uma comissão para investigar as aparições da Virgem Maria em Medjugorje na Bósnia. O trabalho é feito de forma estritamente secreta e seus resultados serão levados apenas para a Congregação da Doutrina da Fé.

8o Lugar -  A indicação do Cardeal Velasio De Paolis pelo Papa para trazer ordem para a Congregação dos Legionários de Cristo depois dos escândalos do fundador da Congregação, padre Marcial Maciel, que teve uma vida pecaminosa. Teve três filhos e casos de pedofilia. O Papa já o chamou de "falso profeta", mas tenta recuperar a ordem, usando fé, esperança, e amor para com os membros. Quem não pensaria em destruir toda a Congregação vendo todos os defeitos do padre Maciel?

7o Lugar - A exposição do Santo Sudário em Turim, que reuniu milhões de pessoas. Eu sou uma delas, graças a Deus.

6o Lugar - A nomeação de novos 24 cardeais. Agora são 121 que têm poder de voto para escolher um novo papa.

5o Lugar -  Sínodo dos Bispos do Oriente Médio, para tentar conter o êxodo de cristãos da Terra Santa.

4o Lugar - Entrevista ao Papa finalizada na publicação do livro "Luz do Mundo" e a publicação do livro "Verbum Domini" sobre teologia. Eu ainda colocaria nessa posição a publicação do primeiro livro do Papa sobre Jesus (serão três).

3o Lugar - O fechamento do Ano dos Padres. O papa reuniu 15 mil padres e celebrou a maior missa da história na praça de São Pedro. Na oportunidade, ele pediu perdão a Deus e às vítimas dos abusos sexuais. Ele disse que a Igreja fará tudo para que fatos, como pedofilia, nunca mais se repitam.

2o Lugar - Depois do estabelecimento de duas investigações na Irlanda contra dúzias de padres acusados de pedofilia, o Papa ordenou que os casos sejam enfrentados com coragem e honestidade para que eles não se repitam. Também enviou uma carta para todos os católicos da Irlanda, na qual ele pessoalmente pede perdão às vítimas e disse que não se deve silenciar para proteger a Igreja.

1o Lugar - Viagem ao Reino Unido. Realmente foi um sucesso estrondoso, pela força que o Papa trouxe contra algumas leis que estavam sendo discutidas no parlamento inglês (o vídeo do Rome Reports esquece de mencionar isso), pela beatificação de John Newman (um importante teólogo anglicano que se converteu ao catolicismo), pelo impacto da fé e amor que ele mostrou aos governantes ingleses, e pela relação com a Igreja Anglicana, na qual o Papa abriu as portas do catolicismo para aqueles anglicanos que não estão satisfeitos com as últimas mudanças feitas nesta Igreja. Além da posição aberta e franca em relação aos abusos sexuais feitos por padres.

No final do ano, em uma reunião com a Cúria, o Papa fez uma avaliação do ano também.

E disse que a Igreja Católica, para ele, lembrava uma imagem da Santa Hildergard de Bigen do século 12, que era teóloga e mística. Hildergard teve uma visão em 1170 de uma mulher bela, mas que tinha as faces sujas com poeira, as roupas rasgadas, a capa tinha perdido o brilho e os sapatos estavam enegrecidos. Ela, assim como o Papa, identificou essa mulher como a Igreja Católica. Ele disse que as sujeiras da Igreja eram provenientes dos grandes pecados cometidos pelos padres.

Ele disse, diante desses problemas, que a Igreja deve "aceitar a humilhação como uma exortação da verdade e um chamado para renovação. Apenas a verdade salva".

Ao final o Papa, lembrou, no entanto, que os abusos sexuais no mundo não se restringem aos membros da Igreja Católica. É um problema universal que deve ser enfrentado. Ele disse: "Nós estamos cientes da gravidade particular dos pecados cometidos pelos padres e de nossa responsabilidade. Mas, nós também não podemos ficar calados com o contexto em que esses problemas ocorreram. Há um mercado de pornografia infantil que parece que a sociedade considera cada vez mais normal".

Para fechar, e sendo muito importante não apenas para o catolicismo, mas para a segurança pública e a política internacional, cabe ainda dizer que em 2010, 23 Missionários Católicos foram mortos no mundo, sendo 5 por motivos religiosos e 18 por roubo ou vingança. O pior é que o Brasil se destaca neste triste número. É o país com maior número de assassinatos (5), sendo 1 por motivo religioso, que foi o do padre Rubens de Almeida Gonçalves que se recusou a alugar salão paroquial da Igreja de Campos Belos, Goiás.

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Dois Anos de Crise: 1931 e 2010




A revista Weekly Standard dessa semana traz um extenso e excepcional texto de Matthew Continetti sobre os últimos dois anos de crise financeira no mundo. O texto na internet tem três páginas, na revista, que eu não vi, deve ocupar umas dez páginas.

É um excelente artigo, pois faz uma comparação minuciosa entre dezembro de 1931 e dezembro de 2010. Em 1931, também tínhamos dois anos de crise financeira, logo após o crash nas bolsas dos Estados Unidos em 1929. Continetti comparou os jornais dos dois anos, o sentimento da população e o momento histórico. Ele conseguiu montar um quadro super interessante das duas épocas, comparando-as. Recomendo a leitura do texto, mas vou resumir suas comparações aqui.

Claro que as semelhanças entre dois períodos são sempre imperfeitas. Mas, como em 2010, em 1931, tínhamos uma crise moral, militar, ética e política, além de uma crise financeira.

Em 1931, os Estados Unidos tinham elegido um presidente em 1928 (antes da crise), Herbert Hoover, que não tinha experiência política alguma, a não ser como secretário de estado para o comércio dos dois últimos presidentes. O país vivia uma época de prosperidade. Hoover era engenheiro de minas e se elegeu pelo partido republicano. Houve grande apoio para ele, pois ele era conhecido por ter feito um trabalho humantário de distribuir alimentos durante a Primeira Guerra Mundial na Europa. Ao final de seu mandato, em 1932, Hoover não conseguiu se eleger, principalmente por não ter vencido a crise.

Em 2010, os Estados Unidos têm um presidente, Barack Obama, que era quase desconhecido até sua eleição nas primárias do partido Democrata. Sua experiência política era apenas como um discreto senador, cuja participação era sempre relacionada à extrema esquerda do seu partido. Obama é formado em direito e professor em Harvard, e não tem experiência no mercado privado. O fato de ele ser o primeiro negro eleito para presidente trouxe imenso apoio popular não apenas nacional mas internacional e facilitou sua eleição. Sua chegada ao poder veio com grande expectativa e esperança. Mas, em 2010, sua popularidade é negativa.

Os dois presidentes defendem intervenção governamental. Não acreditam que as forças do mercado podem ser as mais importantes para resolver uma crise financeira. Mas Hoover era bem mais reticente em usar essa intervenção do que Obama.

Nos dois anos, nas eleições parlamentares, o partido no poder perdeu controle sobre a Câmara dos Deputados e por pouco não perdeu o controle do Senado. Nos dois dezembros, a discussão no Congresso era sobre aumento de tributos. Em 1931, esse aumento foi aprovado, mas em 2010 a pressão dos republicanos evitou esse aumento. Em 1931 aprovou-se uma lei que proibia homossexuais nas forças armadas, e em 2010, Obama aprovou uma lei que permite não apenas a participação dos homossexuais (o que já era permitido), mas que eles sejam ativos na exibição de suas preferências sexuais dentro das forças armadas. 

Em termos de crise financeira, há uma grande diferença de magnitude. De acordo como o National Bureau of Economic Research, a crise financeira inicial de 1929 (pois ocorreram vários pedaços de crises até a Segunda Guerra) se arrastou por 43 meses, de agosto de 1929 a março de 1933. Neste período, o PIB americano caiu 30%. Enquanto, a crise inicial de 2010 já acabou. Ela se alastrou por 18 meses e o PIB caiu por apenas 4%, no período. Em 1931, a taxa de desemprego era de 15,9% (chegaria a 25% em 1933), hoje está por volta de 10%.

Em 1931, não havia estabilizadores sociais. Isto é, não havia seguro-desemprego ou depósito compulsório bancário para evitar crise financeira, nem sistema público de saúde. A pobreza estava realmente presente nos Estados Unidos. No entanto, apesar disso, as pesquisas de opinião da época mostram um povo mais otimista do que as pesquisas de hoje. Hoje os Estados Unidos são muito mais ricos e estáveis do que eram em 1931, mas são mais pessimistas.

Em termos de desejo da população, comparando os dois períodos. O povo americano em 1931, talvez pela falta de qualquer amparo social e porque o governo era bem pequeno na época, era muito mais intervencionista do que é hoje. Eles queriam saúde de graça, subsídios para crianças, dinheiro sem juros para agricultores, limites para gastos militares e mesmo que o governo assumisse as indústrias de eletricidade e de munição. O povo queria mais poder para o governo federal.  

Hoje, as pesquisas de opinião mostram que a maioria deseja um governo pequeno, com um mínimo de intervenção no setor privado e nas questões sociais. Basta ver a força que o movimento Tea Party conseguiu. Em 1931, era o partido comunista que conseguia agregar pessoas. O capitalismo não era atrativo, outras ideologias eram mais influentes. O mundo comunista se apresentava como uma forte alternativa. Ainda não se conhecia o desastre que ele traria.

Em 1931, o padrão ouro estava sendo abandonado. Em 2010, há um forte risco que o dólar perca seu poder como moeda de troca no mundo.

Em termos internacionais, tínhamos quase dez anos de permanência de Mussolini na Itália e o governo japonês invadiu e dominou a Manchúria chinesa. Hitler já era bastante conhecido e influente, mas não tinha ainda chegado ao poder. Nazismo alemão, fascismo italiano, imperialismo japonês e comunismo soviético formavam a estrutura internacional de 1931.

Hoje, temos ameaça de destruição nuclear em várias frentes (Irã, Coréia do Norte, Paquistão), grandes problemas civilizacionais (guerra cultural e religiosa), terrorismo em várias partes do globo (Colômbia, Tríplice Fronteira, Sri Lanka, Somália, Iraque, Iemên, Palestina, Afeganistão, Líbano, Síria) e excesso de presença do estado na grande maioria dos países.  

Em 1931, o mundo não controlou as ameaças. O comunismo, o nazismo, o fascismo e o imperialismo japonês prosperaram e provocaram devastações que se alastraram até a década de 90. E agora?

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Avanço na Guerra Cultural e Religiosa





No cabeçalho deste Blog eu digo que escrevo envolvido em uma guerra cultural que precisa ser vencida. Este post é relacionado com isso.

No Brasil, nós temos muitas escolas cristãs, católicas e protestantes, como Colégio Imaculada Conceição, Colégio Santo Inácio, Colégio Batista, Colégio Salesiano, etc. Imagine que um desses colégios tradicionais fosse tomado por, por exemplo, chineses que nem falassem português e que desejam que o ensino religioso fosse abolido. E o colégio chegasse ao ponto de que a diocese tivesse de vender o colégio ou repassar para a comunidade chinesa, porque não tem nenhum aluno cristão.

Pois é, isso foi exatamente o que aconteceu na Inglaterra, apenas substituindo chineses por muçulmanos.

O jornal Daily Mail mostrou no dia 25 de dezembro que os padres diretores de uma escola católica para crianças chamada Sacred Heart (foto acima), na cidade de Blackburn (Inglaterra), passarão a escola para uma mesquita muçulmana porque em 10 anos a escola foi tomada por crianças islâmicas que hoje formam 95% dos alunos. Muitas das crianças nem falam inglês. A Diocese achou que dado a formação dos alunos não faria mais sentido estar a frente da escola. A escola que acabou se posicionando em um bairro dominado por asiáticos, não consegue nem encontrar professores locais que sejam católicos. Há apenas cinco ou seis crianças católicas na escola.

Um representante da cidade de Blackburn para questões da infância, Harry Devonport, disse:

"This is merely a technical change which will involve the same staff. There will be no disruption for our children at this school. Our main focus is ensuring that pupils have access to quality education." (Isto é apenas uma questão técnica que envolverá o mesmo staff. Não ocorrerá interrupção para nossas crianças nesta escola. Nosso principal foco é assegurar que os alunos tenham acesso a educação de qualidade).

Parece-me que o tal de Devonport não entendeu nada!! 
Isso não é uma simples questão técnica. Isto envolve questões como imigração, cultura e formação religiosa de um país. Um dos grandes fatores que derrotaram Gordon Brown nas últimas eleições inglesas foi justamente o modo fraco que o governo dele lidava com a imigração. Ocorreu inclusive uma gafe famosa em que ele é perguntado nas ruas sobre imigração por uma eleitora. Ele responde mal, e depois, sem querer, manteve o microfone ligado, e xingou a eleitora. Depois teve de se retratar e ir pedir desculpas, mas já era tarde, tinha perdido as eleições.

A foto abaixo mostra o impacto cultural e religioso que é um avanço dos muçulmanos. Eles seguram cartazes que dizem que o Islã irá conquistar "Roma", isto é, eles irão conquistar a cultura ocidental e que Jesus nada mais é do que escravo de Alá. Isso não é "apenas uma questão técnica", teríamos um novo mundo, teríamos de abandonar nossa formação cristã de séculos. Eu não quero esse mundo.


terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Quem Desafiará Obama em 2012?


Obama já passou metade de seu governo. Oficialmente, eu sei, a metade só ocorre no dia 20 de janeiro, mas após as eleições em outubro de 2012, se ele perder, já perdeu o cargo. Então, podemos considerar que metade já passou. Nas eleições parlamentares desse ano, os opositiores do Partido Republicano fizeram a maioria da Câmara dos Deputados e a maioria dos Governadores, faltou pouco para conseguir maioria do Senado. Obama está sob pressão, muitos já escreveram que é melhor, ele não tentar a reeleição. Mas, certamente, ele tem chance de reverter o momento até 2012.

E quem será o candidato do Partido Republicano que irá enfrentá-lo? A disputa no partido já começou e as pesquisas também. A Fox News fez um programa em que descreveu 12 possíveis candidatos do partido, em uma série chamada 12 em 2012, que era comanadade por Bret Baier.

Mas as pesquisas têm se concentrado em quatro candidatos: Mitt Romney, Sarah Palin, Mick Huckbee, Newt Gingrich. Além desses quatro, o senador Jim Demint é sempre citado.

Até agora, Mitt Romney aparece com pequena vantagem sobre os outros candidatos, como mostra a pesquisa acima do Real Clear Politics. Seguido de muito perto por Sarah Palin e Mick Huckabee.

Vamos para uma pequena descrição dos três.

Mitt Romney foi governador de Massachusetts, é um empresário de grande sucesso e seu pai foi governador de Michigan e também tentou se candidatar a presidência pelo partido Republicano, mas perdeu nas primárias para Richard Nixon. O grande trunfo de Romney é ser um empresário de sucesso. Isso é muito relevante nos Estados Unidos. Ele também comandou com louvor as olimpíadas de inverno de 2002. O grande problema dele é o sistema de saúde que ele implementou no seu estado, durante seu mandato. Esse plano de saúde é muito semelhante ao do Obama, que os americanos repelem, e está cada vez mais deficitário, prejudicando as finanças do estado. Outro problema é a questão religiosa. Romney é um mormon, e vacila na defesa de princípios religiosos. Já disse que era pró-vida e também que era a fabor do aborto.

Sarah Palin foi prefeita de Wasilla, no Alasca de 1996 a 2002 e depois governadora do estado de 2007 a 2009 e foi candidata a vice-presidente na chapa com John McCain, nas últimas eleições presideciais. Depois da derrota de McCain, renunciou ao mandato de governadora, para estar mais presente na política do país, lançou dois livros que foram best sellers, se firmou como comentarista de política para a Fox News e recentemente apresenta um programa que mostra a vida das pessoas no Alaska, tentando ativar o turismo no estado. Quando se lançou a vice-presidente era uma desconhecida, mas as suas posições em defesa da vida (contra o aborto), e em defesa dos princípios americanos (individualismo, empreendedorismo) e pela redução do tamanho do estado, fizeram com que ela se tornassem uma forte presença na política americana, com forte base de apoio de eleitores conservadores. Ela se tornou uma espécie de líder do movimento Tea Party e o apoio dela é muito procurado entre os candidatos republicanos nos Estados Unidos. Mas ela também é muito atacada pela mídia da esquerda, que procuram sempre rotulá-la de estúpida ou ignorante. Dentro do próprio partido, ela tem inimigos que acham que ela é uma ameaça aos que comandam o partido e que falta "gravitas" (ar de seriedade) para ela. Ele ainda sofre para conseguir apoio da grande maioria do eleitorado, mas está avançando, mesmo que lentamente.

Mick Huckabee terminou em segundo lugar nas primárias, que deram a vitória a John McCain de 2008, foi governador de Arkansas, e comanda um programa aos domingos na Fox News. Ele é conhecido como um "nice guy" (um cara legal), uma pessoa com que tomaríamos uma cerveja. Isso facilita para conseguir recursos para a campanha. Nos princípios religiosos, ele é pró-vida e contra casamento de homossexuais. Ele é um pastor Batista. Mas como governador, ele foi em favor de aumentos dos gastos públicos e dos impostos, um método que não é republicano. Além disso, ele sofre por ter dado clemência a Maurice Clemmons que matou quatro policiais.

Tudo pode mudar. Acho que Jim Demint ainda pode se apresentar como um forte candidato, pois usará os próximos dois anos para se destacar no Senado Federal combatendo as políticas de Obama. Além disso, o próximo Speaker John Boehner também terá bastante mídia para se apresentar.

Ainda está em aberto. Mas, se eu fosse americano, não votaria em Romney.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

O Que Sabemos Sobre Mudança Climática? Resposta: NADA!



Um dos sites mais lidos do mundo por céticos em relação a possibilidade do homem provocar mudança climática (mudança climática antropogênica - MCA), como eu, é o site Watts Up With That que pertence a Anthony Watts. Ele tem vasta experiência em questões climáticas. Este site sempre explica cientificamente, com credibilidade, os problemas relativos ao MCA.

Ontem, o site publicou um artigo de Paul Murphy, que mostra as dificuldades para se determinar se realmente estamos em fase de mudança climática. Não se discute o MCA, apenas os problemas científicos de se determinar uma mudança climática.

É muito interessante, pois mostra que simples fatores estão indisponíveis para que se possa afirmar sobre uma variação radical no clima do planeta, como:

1) Não há uma base climática para avaliar alteração de clima. Então não sabemos se está ocorrendo mudança climática;

2) Não temos uma avaliação de custo-benefício, então não sabemos se a mudança será benéfica ou meléfica. Tanto ursos polares como faixas costeiras sobreviveram ao aquecimento do período medieval; 

3) E se ocorrer mudança climática, não sabemos quais são as causas, apenas conhecemos uma grande quantidade de possíveis causadores (sol, geologia, correntes marítimas, vapor de água, carbono, etc.);

Como não sabemos esses três fatores básicos, qualquer um que alegue que há mudança climática o faz sem qualquer suporte científico.

Pois é, todos já ouvimos falar que a ONU reuniu milhares de cientistas para determinar se há ou não mudança climática. Mas a verdade é que a grande maioria não é cientista metereológico e que muitas conclusões já foram reveladas como falsas, basta pesquisar no Google por Amazongate, Africagate, Himalaia gate e Climategate. Sem falar, que o próprio relatório da ONU não dá ceretza do MCA, apenas diz que é muito próvavel.

Eu sou um daqueles que acha que o meio ambiente virou patrimônio de comunistas, que procuramm usar a defesa da natureza como ferramenta política e apoio financeiro. São os chamados melancias,  verdes por fora e vermelhos por dentro. A ONU é dominada por eles.

Paul Murphy expõe muitos fatos científicos que necessitam atenção e estudo, recomendo a leitura do artigo.

sábado, 25 de dezembro de 2010

Ele Nasceu de Novo!

Caros, apesar de ter recebido apenas um comentário, fiquei surpreso pelo número de acessos ao Blog durante minhas férias de uma semana. Obrigado.

Abaixo, as crianças contam em inglês, mas qualquer um com um mínimo conhecimento da Bíblia vai entender.

Amanhã, ou segunda-feira, retorno para escrever. Fiquem com as crianças, por enquanto.

video

sábado, 18 de dezembro de 2010

Charlie Brown em Desespero - O QUE É O NATAL?

video

Caros, só voltarei a escrever no dia 26 de dezembro.

Como um FELIZ NATAL a todos que leram este blog neste primeiro ano, uma historinha de Charlie Brown. Acima está o vídeo, traduzo abaixo.

O mundo está esquecendo o que é o Natal. Charlie Brown desesperado pergunta:

- Existe alguém que pode me dizer o que significa o Natal?

Linus responde:

- Tá certo, Charlie Brown, eu posso lhe responder o que significa o Natal?

- Luzes por favor

"And there were in the same country shepherds abiding in the field, keeping watch over their flock by night. And, see, the angel of the Lord came on them, and the glory of the Lord shone round about them: and they were sore afraid. And the angel said to them, Fear not: for, behold, I bring you good tidings of great joy, which shall be to all people. For to you is born this day in the city of David a Savior, which is Christ the Lord. And this shall be a sign to you; You shall find the babe wrapped in swaddling clothes, lying in a manger. And suddenly there was with the angel a multitude of the heavenly host praising God, and saying, Glory to God in the highest, and on earth peace, good will toward men."

Tradução:

Naquela região havia pastores, que passavam a noite nos campos, tomando conta do rebanho.Um anjo do Senhor apareceu aos pastores; a glória do Senhor envolveu-os em luz e eles ficaram com muito medo. Mas o anjo disse aos pastores: «Não tenhais medo! Eu anuncio-vos a Boa Notícia, que será uma grande alegria para todo o povo: hoje, na cidade de David, nasceu-vos um Salvador, que é o Messias, o Senhor. Isto vos servirá de sinal: encontrareis um recém-nascido, envolto em faixas e deitado numa manjedoura». De repente, juntou-se ao anjo uma grande multidão de anjos. Cantavam louvores a Deus, dizendo: «Glória a Deus no mais alto dos céus e paz na terra aos homens por Ele amados». (Lucas 2, 8-14)

- Isso é o que é Natal, Charlie Brown.

behold, I bring you good tidings of great joy, which shall be to all people. For to you is born this day in the city of David a Savior, which is Christ the Lord. . And this shall be a sign to you (Eu anuncio-vos a Boa Notícia, que será uma grande alegria para todo o povo: hoje, na cidade de David, nasceu-vos um Salvador, que é o Messias, o Senhor. Isto vos servirá de sinal)

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Perigosos Pato Mancos




Talvez fosse uma boa sugestão mudar o período em que um congresso finaliza as suas sessões legislativas. O período de Natal em que os eleitores estão em férias, longe de jornais e notícias da televisão ajuda para que os parlamentares em fins de mandato (patos mancos, na expressão norte-americana) façam coisas que seria bastante difíceis em outros períodos.

Antes de ontem, no Brasil, o Congresso brasileiro aprovou em apenas 5 minutos (o que é assustador para quem conhece os regimentos internos do Congresso Nacional) aumentos até acima de 140%. Um deputado sem nenhuma formação educacional, como Tiririca, receberá igual a um ministro do Supremo que (supostamente, pois hoje nesse isso é garantido no Brasil) finalizou incluisve doutorado na área jurídica e teve anos a fio de experiência.

Nos Estados Unidos, não é diferente, ontem na discussão de uma lei que procura extender a redução de impostos para tentar reativar a economia, os parlamentares americanos enfiaram milhares de gastos orçamentários (earmarks) em projetos sem a menor importância, no momento em que o país vive uma crise financeira sem precendentes.

A charge acima de Michael Ramirez no site townhall.com, mostra como os americanos estão indignados (nós, brasileiros, somos bem mais apáticos). Na Charge, Ramirez brinca com o fato de um bicho chamado Dodo está em extinção. Riscou o nome Dodo e substituiu por Lame Duck (pato manco). A extinção do Lame Duck é explicada por 6.631 emendas orçamentarárias de parlamentares (earmarks), por passar a reforma no sistema de saúde no mesmo período do ano (nas vésperas do Natal), por se recusar a ler a lei que contém todas as emendas (um parlamentar republicano, Jim Demint, contrário a aprovação dos earmarks na lei, pediu que fossem lidas todas as emendas, para que a lei possivelmente não fosse aprovada), e por mandar os eleitores catar coquinhos (frase que sai de uma parte íntima do Dodo).Talvez lembrando uma expressão em inglês: "kiss my ass", que é usada para mandar alguém para aquele lugar.

O comentarista de maior audiência na TV a cabo norte-americana, Bill O'Reilly, também reagiu ontem indignado com as emendas e mostrou que nenhuma emenda atacava os problemas mais sérios do país.

Espero que os americanos consigam exterminar o Lame Duck. Nós, brasileiros, também poderíamos fazer o mesmo. Mas onde estão nossos comentaristas indignados na TV?

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

"Se a ignorância é o paraíso, maconha é um ticket de ida para o nirvana"





Caros, hoje eu vou reproduzir algumas frases de um excepcional artigo de Toby Young publicado no jornal The Telegraph. O artigo nos fala por que não se deve legalizar a maconha.

No Brasil, há muitos defensores disso, passando por Fernando Henrique Cardoso, Nelson Motta (compositor e escritor), Sergio Cabral (governador do Rio) e  muitos (se não maioria) dos parlamentares. No mundo, há também muitos defensores e Young escreve especialmente para um parlamentar esquerdista inglês que deseja legalizar a droga.

No artigo, Young diz que a razão que não se deve legalizar a maconha é devido aos efeitos que ela provoca no cérebro dos usuários (efeito já comprovado pela ciência). Os que aderem a legalização costumam dizer que a maconha não provoca problemas físicos nas pessoas, como a Cocaína e o álcool, esquecendo dos efeitos mentais.

O texto de Young é muito inteligente e tem muito humor. Recomendo a leitura no original. Mas aqui vai a tradução do que achei mais interessante.

" Não há nada mais agradável do que sentar em volta de uma mesa com um grupo de amigos intimos. Mas no momento que eles puxam seus cigarros de maconha, você percebe que é o momento de ir embora. Assim que o cigarro passa de boca em boca, eles ficam incapazes de fazer qualquer comentário inteligente. No proximo minuto, eles estarão discutindo se o filme Avatar foi um marco na história cinematográfica"


"Se a ignorância é o paraíso, maconha é um ticket apenas de ida para o nirvana."

"Claro que maconha pode ser combinada com vestígios de inteligência, a droga leva algum tempo para fazer efeitos na capacidade mental das pessoas. Mas o veterano no uso da droga pode parar um conversa para procurar a palavra certa. Quando ele se lembra, já esqueceu o assunto. Isso não seria tão ruim se a palvra fosse "shadenfreude", mas geralmente é "cadeira" ou "cachorro".

"Eu não estou dizendo que maconha é responsável pelo declínio da Civilização Ocidental, mas alguém acreditaria no poder de cura dos cristais se não estivesse drogado?

"Defensores da droga dizem às vezes que fumar maconha não matará ninguém, enquanto 10 mil pessoas morrem todo ano por causa da bebida. Mas por que nós deveríamos colocar o saúde física acima da saúde mental? O álcool destrói seu fígado, mas ele não faz você pensar que Stonehenge é uma fonte cósmica de energia. "

"A dependência alcóolica pode ter matado grandes escritores - Fitzgeral, Hemingway, Lowry - mas não impediu eles de escrevem grandes romances. A única literatura inspirada pela maconha é  Zen and the Art of Motorcycle Maintenance and The Fabulous Furry Freak Brothers...Apenas maconha pode fazer isso, pois ela destrói partes do corpo humano que o álcool não alcança."

"Depois de fumar maconha, o jovem é mais provável de atacar um sorvete de Haagan-Dazs do que um pilicial. O efeito é mais sério na sua coleção de CD que na sua saúde física. Depois de uso prolongado, inevitavelmente, você ficará dependente de Bob Marley."

"Seria absurdo dizer que eu perdi amigos por causa da maconha, mas você perde algo. Muitas vezes eu fui para um jantar esperando boa companhia e conversa inteligente, apenas para acabar jogando um partida de Trívia com crianças de cinco anos. Você pode não sentir falta de alguém como você sentiria se ele fosse dependente de heroína ou LSD. Mas você ver que eles não são mais a companhias agradáveis e inteligentes que costumavam ser."

Comparado aos amigos de Young, os meus amigos que fumam maconha com regularidade já passaram pela cadeia e suas vidas estão destruídas. Os que fumam de vez em quando conseguem manter a capacidade mental, mas suas opiniões são bem mais relativas em matéria de moral ou ética e suas vidas pessoais refletem isso. No caso dos que usam álcool, eles conseguem ser moralmente conservadores. A maconha tem uma lógica moral e ética completamente diferente do álccol. Ela carrega uma ideologia de submundo, de destruição das instituições.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Mães que Matam seus Filhos







Imagine você sufocando um recém-nascido. Pois é isso que muitas mães, mais do que imaginavam as autoridades, fazem na França, e certamente em muitos lugares do mundo.

Pesquisa na França mostra que mais mães e pais matam seus recém nascidos que se imaginava!!!

Na França, o aborto é permitido até 12 semanas (acima você vê uma foto de uma criança com 8 semanas) e depois basta convencer dois médicos que a saúde da mãe não está perfeita para que se possa fazer o aborto, isto é, para se matar a criança dentro do útero materno.

Então, por que essas mães esperam o bebê nascer para matá-lo?

Um grupo de médicos examinou os arquivos de conhecidos homicídios de crianças em três regiões da França entre 1996 e 2000 e encontrou que um terço dos casos eram de neonaticídio (assassinato de recém-nascidos), quando a criança é morta por seus pais no primeiro dia de sua vida.

A pesquisa identificou que 2,1 recém-nascidos eram mortos para cada 100 mil crianças vivas. Antes se achava que esse número era de 0,39 para as três regiões.Cabe dizer, que nem todos os casos de homicídio de crianças são reportados para a polícia.

Dos 27 casos estudados, 18 mães foram identificadas. Nesses casos, as mães esconderam a gravidez de seus familiares e amigos e todas, menos três, deram à luz sozinhas, escondidas. A maioria das mulheres estavam empregadas e viviam com seus maridos, pais das crianças. O método mais comum usado foi morte por asfixia.

Foi feito uma avaliação da saúde em 17 das mulheres, e viu-se que as mulheres eram imaturas (não diga!) e sofriam de baixa estima (baixa estima?!) e metade estavam deprimidas (as crianças não tiveram chance de ficarem deprimidas). Mas não foi identificado doença mental.

A pesquisa foi publicada no Archives of Disease in Childhood.

Uma outra conclusão é que focar em mulheres desempregadas para prevenir aborto pode ser equivocado. Não diga! Descobriram que existe a moral ou temor a Deus que é mais forte para se prevenir matanças.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Um Erro do Google Maps pode Provocar Guerra Latino-Americana




O Google Maps considerou que a ilha Calero estava no território nicaraguense, e o exército da Nicarágua, supostamente observando o Google Maps, resolveu, no começo de novembro passado, estacionar suas tropas na Ilha. A Costa Rica , que não tem exército desde 1948, apenas polícia, resolveu apelar para a Organização dos Estados Americanosm (OEA).

A ilha fica na fronteira atlântica dos dois países, separada pelo Rio San Juan. Ela sofre disputas territoriais, mas é reconhecida como parte da Costa Rica desde 1897. O Ministro das Relações Estrangeiras da Nicarágua disse ao Google, no entanto, que estava certo considerar a Ilha como sendo da Nicarágua e o comandante, Eden Pastora, que invadiu a ilha, citou um acordo de 1858 como dando suporte para a invasão.

O Google acusou o Departamento de Estado dos Estados Unidos por ter fornecido erros de informação e corrigiu o seu mapa para que a ilha pertencesse a Costa Rica.

Até agora, mesmo depois da correção do Google,  nada foi resolvido. A OEA, no dia 13 de novembro, pediu a retirada das tropas, mas a Nicarágua não cumpriu a ordem. O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, ameaçou deixar a organização. E tudo ficou por isso mesmo (!).

A Nicarágua é o segundo país mais pobre do hemisfério ocidental, só supera o Haiti. Ortega é ex-guerrilheiro sandinista, que governou o país entre 1985 e 1990, e assumiu novamente a presidência em 2007. Ele tem se aproximado de Hugo Chávez e de Ahmadinejad, alterou a Constitutição do país de forma fraudulenta para que fique o tempo que quiser no cargo (próximas eleição é em 2011) e também fraudou as últimas eleições municipais.

Apesar disso tudo, os Estados Unidos, para continuar na série "erros na diplomacia amaericana", continuam ajudando o regime de Ortega.

E a OEA serve para quê mesmo?

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Diplomacia Americana (Haiti vs. Honduras)





Por vezes, eu acho que temos no Brasil, ou mesmo na América Latina, uma visão conspiratória dos Estados Unidos. O país estaria sempre atrás de um objetivo funesto em todas as suas ações. Isso revela simplesmente ignorância e mesmo um exagero na capacidade americana.

O caso do Wikileaks, por exemplo, mostrou mais uma vez, para mim, que muitos diplomatas americanos são despreparados. Fiz um post sobre quem os diplomatas americanos achavam que ia ser o novo papa depois do João Pualo II e neste mesmo post mostrei que o que o Wikileaks revelou era na grande maioria dos casos conhecido por todos .

Hoje, Mary O'Grady fala de outro erro da diplomacia americana. Desta feita, em relação a América Latina. Os Estados Unidos nunca priorizam a América Latina. Aliás, eu acho que o mundo não olha para a América Latina. O mundo acha que nossos problemas com guerra ou terrorismo (FARC, Tríplice Fronteira) não são sérios o bastante, que nossas carências humanitárias não são tão urgentes quanto as da África, que os governos latino-americanos não ameaçam ninguém, que não temos problemas de conflitos religiosos ou étnicos, que a corrupção que assola a região não tem solução, e também que nossa produção econômica não é tão relevante, nossas relações comerciais não têm impacto elevado no mundo.

Essa falta de priorização faz com que os diplomatas que vem servir na região não são os de primeira categoria.Se aqueles na Europa, China e Rússia já falavam e faziam bobagens...

Mary O´Grady no jornal Wall Street Journal fala da falta de visão da administração Obama ao não focar, nas suas relações com a América Latina, na crise humanitária e política do Haiti.

Este país sofreu com um terremoto que devastou completamente o país no início do ano. Doenças, omo cólera, estão decontroláveis no país. A corrupção é um mal incurável e as eleições do dia 28 de novembro foram fraudulentas. O'Grady diz que o presidente Preval manipulou o resultado para que seu candidato (Jude Celestin) ficasse em segundo (atrás de Mirlande Manicat), para que ocorresse segundo turno. Além disso, seu partido ganhou supostamente a maioria do parlamento, permintindo que nomeie o primeiro-ministro. O resultado da manipulação foi mais crise política e mais violência nas ruas (foto acima).

O Haiti vive completamente dependente de ajuda externa, especialmente dos Estados Unidos. Mas, o Departamento de Estado dos Estados Unidos enviou na semana passada seu representante para América Latina, Arturo Valenzuela, não para o Haiti para tentar resolver o caos político e humanitário, mas para Honduras para tentar com que estre país não processe criminalmente Manuel Zelaya.

Por que Obama está preocupado com Zelaya? Será para satisfazer os esquedistas latino-americanos que o defenderam quando foi deposto?

Para mim, quando um país rejeita seus princípios para ser aceito, está fazendo um jogo que só terá  a perder, não será aceito e ainda perderá credibilidade interna e externa.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Depois de Liu Xiaobo que tal Ayatollah Boroujerdi ?





Esta semana houve a cerimônia de entrega do Prêmio Nobel da Paz para Liu Xiaobo, dissidente chinês que está preso por desejar que o seu país tenha mais democracia.

Praveen Swami diz que a história do Prêmio da Paz mostra que é um prêmio político, não premia santidade. Isso é verdade, mas há defesa de certos princípios, como a paz, é claro, e a democracia. O prêmio para Obama em 2009, foi apenas político, mas a grande maioria dos vencedores tiveram boa relação com esses princípios, como foi o caso de Xiaobo, este ano.

E se é para ser político e observar esse princípios, então que tal agora premiar Ayatollah Boroujerdi (foto cima) em 2011?

Quem é ele? A resposta está hoje no site da revista Weekly Standard.

Boroujerdi está preso desde 2006. Ele tem 50 anos e é herdeiro de uma família de clérigos xiitas. Ele nasceu em Teerã e foi educado em Qom. Como seu pai, Grand Ayatollah Seyyed Mohammad Ali Kazemeyni Boroujerdi (1924-2002), Boroujerdi prega uma interpretação do xiismo antes de Khomeini, que procura manter a religião longe do estado. Mesmo preso, ele continua denunciando o regime iraniano e seu presidente Ahmadinejad, defendendo o secularismo. Ele tem declarado que “the regime is adamant that either people adhere to political Islam or be jailed, exiled or killed. Its behavior is no different from that of Osama bin Laden or Mullah Omar.” (o regime insiste que ou as pessoas aderem ao Islã ou são presas, exiladas ou mortas. Esse comportamento não é diferente de Osama bin Laden ou Mulá Omar).

Em novembro, de acordo com o blog Voice of Freedom, cinco mulheres e um homem que apóiam Boroujerdi foram presos pela quarta vez. Em dezembro, outro seguidor de Boroujerdi foi preso e desapareceu no sistema penintenciário iraniano.

Boroujerdi e seus seguidores chegam ao nível de parabenizar os judeus em suas festividades, dando sinais que respeitam as outras religiões.

Bom, um clérigo muçulmano, que defende o estado laico e o respeito às outras religiões, está preso por uma tirania que ameaça o mundo.

Eu nunca ouvi falar de nenhum outro deste tipo, nem fora do Irã. Então, para mim, seria uma ótima escolha para Prêmio Nobel da Paz.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Obama esquece Deus. Será de Propósito?







No preâmbulo da Constituição brasileira está escrito: " promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte Constituição da República Federativa do Brasil".

No Regimento Internao do Senado Federal está escrito (art.155, § 1º): "Ao declarar aberta a sessão, o Presidente proferirá as seguintes palavras: "Sob proteção de Deus iniciamos nossos trabalhos".

Esse Deus certamente é o Deus cristão, pela formação da esmagadora maioria do povo brasileiro.

Nos Estados Unidos, a Declaração de Independência de 1776, diz

"We hold these truths to be self-evident, that all men are created equal, that they are endowed by their Creator with certain unalienable Rights, that among these are Life, Liberty and the pursuit of Happiness." (Nós consideramos que essas verdades sejam evidentes, que todos os homens são criados iguais, que eles são dotados pelo Criador com certos direitos inalienáveis, que entre eles estão Vida, Liberdade e Busca da Felicidade). Isto é, é o Criador, Deus, que proporciona todos os direitos ao homem e não um Estado ou uma pessoa.

Esse Deus também é o cristão, também pela formação do país.

O lema dos Estados Unidos é: "In God we Trust". (Em Deus Nós Confiamos).

Mas o Obama não sabe deste último fato. 

No mês passado, quando falava na Universidade da Indonésia em Jacarta, Obama tentou estabelecer um semelhança entre os dois países (!), e disse:  "it is a story written into our national mottos."
"In the United States, our motto is E pluribus unum — out of many, one,...The Indonesian motto is Bhennika Tunggal Ika — unity in diversity." (É uma história escrita nos próprios lemas dos países. Nos Estados Unidos, nosso lema é E Pluribus Unum (De muitos, um),...O lema da Indonésia é Bhennika Tunggal Ika (Unidade na Diversidade).

Acontece que "E Pluribus Unum" é lema apenas do selo dos Estados Unidos. O Lema do país desde 1956 é mesmo "In God we Trust".

Como nos Estados Unidos, graças a Deus, a oposição é firme, membros do Congresso americano agora estão exigindo que Obama faça uma correção publicamente.

Os parlamentares também reclamam que Obama evita mencionar o Criador quando recita as "verdades evidentes" da Declaração da Independência.

Em abril do ano passado, Obama foi na Universidade de Georgetown e os órgãos do governo pediram que fossem cobertos todos os símbolos e imagens para que ele discussasse. Veja nas fotos acima, antes e depois do discurso do Obama, que mostra o que foi coberto. A Universidade, que é fundada por jesuítas (cujo símbolo é IHS, que significa o nome de Jesus),  para desespero e reclamação de muitos católicos, cumpriu a ordem da administração.

Eu não acredito que é sem querer. Obama tem realmente um raciocínio contra o cristianismo, apesar de se declarar cristão. Muitos americanos acham até que ele é muçulmano. Ele não é. Para mim, ele tem apenas aquele pensamento esquerdista anti-cristão, contra a igreja, contra o papa, contra a defesa da vida.

Acho que ele não vai se retratar do erro cometido na Indonésia. Se pudesse, ele mudaria o lema do país.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Banir a Água e os Estados Unidos (ou Burrice e Socialismo)





Estudantes do CFACT fizeram duas falsas petições durante a Conferência do Clima em Cancun no México. Vejam que impressionante:

1) Em favor de desestabilizar a economia americana;
2) Em defesa da proibição da água.

A adesão foi enorme. Vejam no vídeo aqui.

A CFACT queria saber quão radicais são os participantes da Conferência. Conseguiu provar.

A primeira petição se chamou "Petição para Estabelecer um Padrão Global", que procura isolar e punir os Estados Unidos por desafiar a comunidade internacional ao não ratificar o Protocolo de Quioto. A petição defende que as Nações Unidas imponha tarifas e restrições comerciais aos ameiricanos para desestabilizar a economia do país. Em detalhes, deseja-se reduzir o PIB americano em 6% nos próximos dez anos, se os Estados Unidos não assinarem o Protocolo.

A petição conseguiu muitas assinaturas e seria prontamente assinada por muitos presidentes latinos americnaos e párias como Ahmadinejad ou Kim Jong il

A segunda petição teve ainda mais sucesso que a primeira. É chamado "Petição para Banir o Uso de Monóxido de Dihidrogênio (DHMO)"  (ou seja H2O ou água). A petição queria mostrar que os participantes não conseguem entender minimamente questões científicas, então são incapazes de analisar a mudança climática.

A petição sugeria que o mundo deve banir qualquer substância que provoque mudança climática ou outros efeitos danosos. O DHMO, por exemplo, claro, está muito presente na chuva ácida. Todos que se aproximaram assinaram.

Meu Deus...

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Supostos Estupros que Podem Prender o Espião





Não se engane com os cabelos brancos, o cara só tem 39 anos, e anda, como se diz hoje, "tocando o terror" nas noites internacionais, especialmente aquelas que reúnem muita ONG anti-americana. A história abaixo é picante.

Ontem, Julian Assange (foto acima) do site Wikileaks se entregou em Londres e deve ser extraditado para ser julgado na Suécia por acusação de molestamento sexual e estupro. O problema é que fica difícil confiar em todos os envolvidos nos casos. O Jornal Daily Mail relatou os fatos ontem, não vi nenhum jornal brasileiro reproduzir a notícia, então aqui vai.

Assange foi convidado a proferir uma palestra em Estocolmo sobre guerra e mídia (o título era ‘War and the Role of the Media’), ­organizado pelo Brotherhood Movement. Ele chegou à cidade no dia 11 de agosto passado. O contato que ele tinha para a palestra era uma loura muita atraente que o jornal chamou de Sarah (para proteger a identidade dela). Sarah é conhecida na cidade por ser uma feminista aguerrida na universidade local e lutar contra ataques sexuais era seu forte.

Sarah ofereceu a sua residência para que Assange ficasse lá e disse que estaria fora da cidade, mas regressou no dia da palestra, 24 horas antes do marcado para a volta.

Ao se encontrarem, decidiram que Assange continuaria na casa dela e saíram para jantar. Ao voltar para casa, fizeram sexo, mas a camisinha furou (fato que será importante posteriormente).

Durante o seminário, dia 14 de agosto, no quartel-general do sindicato sueco, sentou-se em frente a Assange uma outra linda mulher, que o jornal chamou de Jessica. Jessica não é ligada a nenhuma ONG apenas era uma admiradora de Assange e foi para o seminário por conta própria.

Não se sabe bem como, mas Jessica, depois do Seminário, foi almoçar com Assange e seus amigos, mesmo  sem nunca ter tido contato com Assange. Não se sabe quem a convidou para ir, mas rolou um clima. 

Depois do almoço, Assange e Jessica foram para o cinema e assistiram ao filme Deep Sea. E o clima aumentou. Mas depois disso Jessica voltou para a sua cidade (Enkoping) e Assange foi para uma festa oferecida por Sarah na casa dela para o homenagear.

Aparentemente, Assange ligou para Jessica da casa de Sarah e na segunda-feira, 16 de agosto, eles se encontraram novamente em Estocolmo. Mas decidiram pegar um trem para Enkoping. Jessica pagou as passagens, porque Assange alegou que não podia usar o cartão de crédito para não ser encontrado.

Quando chegaram no apartamento de Jessica em Enkoping, eles fizeram sexo, e Assange usou camisinha. Mas na manhã seguinte, novamente houve relação sexual, e Jessica alega que Assange se recusou a usar camisinha. Assange foi embora no mesmo dia, com Jessica pagando novamente seu bilhete de trem.

Aí começaram os problemas, Jessica, aparentemente, ficou com  receio de doença ou engravidez . Ela então ligou para Sarah. Sarah disse também que tinha dormido com ele. E depois da ligação, Sarah alega que ligou para um amigo de Assange e pediu para que ele deixasse o apartamento dela. Assange afirma que ela só pediu que ele saísse na sexta-feira, três dias depois.

Nesta mesma sexta, 20 de agosto, Sarah e Jessica decidiram denunciar Assange na política de Estocolmo. Alegam que Assange sabotou a camisinha para que ela furasse no relacionamento com Sarah e, no caso de Jessica,  fez sexo sem camisinha e sem consentimento.

Algumas mentes de conspiração alegam que Sarah e Jessica foram plantadas pela CIA. Sarah, no entanto, diz: "The accusations were not set up by the Pentagon or anybody else. The responsibility for what happened to me and the other girl lies with a man with a twisted view of women, who has a problem accepting the word “no”" ( As acusações não foram plantadas pelo Pentágono ou qualquer pessoa. A responsabilidade pelo o que aconteceu comigo e com a outra garota é de um homem que tem uma visão perturbada em relação às mulheres, que tem problema de aceitar um não como resposta.").

Podemos confiar nas mulheres? Sarah tentou apagar vestígios de amizade e respeito por Assange e seu grupo de amigos e é conhecida como agressiva nas posições feministas? Além disso, Sarah fez uma festa para Assange depois da suposta camisinha quebrada.

E Jéssica? Que pagou o café da manhã e o trem de volta de um suposto estuprador?

Tendo a confiar na Jessica, e a ter sérias dúvidas em relação a Sarah. A fúria dela veio depois de saber do caso de Assange com a Jéssica.

Em todo caso, se Assange for preso, será muito bom para o mundo. Capone foi preso por sonegação de impostos e não por crimes contra a vida de ninguém. Assange é um louco com uma visão completamente deturpada e perigosa de governos, segurança mundial e mídia. Ele expõe muitas vidas em jogo agora e no futuro com suas revelações, apesar da grande maioria significar nada.

Além disso, agora que está em maus lençóis, deu para ameaçar o mundo com uma suposta revelação bomba contra as instituições financeiras. O resultado da ameaça até agora foi a retirada de várias de suas fontes de apoio, como o Visa, o Mastercard e mesmo a Amazon.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

China - Duas Notícias Reveladoras




Ontem, recebi um email de uma amiga chamada Carmen Lícia  que passou uma temporada na China. Ela tem um blog que apresenta suas viagens dentro país e conta várias histórias interessantes. Recomendo a visita ao site dela, cliquem aqui. A foto acima é da Carmen.

Por coincidência, hoje praticamente só li sobre China. Duas histórias publicadas no Wall Street Journal revelam a economia e a política chinesa:

1) Vice-primeiro-ministro chinês admite que a China manipula os números do PIB;

2) Arsenal nuclear da Coréia do Norte deve ter sido montando pelos chineses;

O primeiro fato foi revelado pelo Wikileaks e não é nenhuma novidade, como boa parte do que o site revelou. Mas é interessante para mim, porque, quando eu comecei minha formação acadêmica, muita gente falava disso. Diziam que os números da economia chinesa não eram confiáveis. Com o tempo, isso foi esquecido, ninguém falava mais e o mundo, incluindo FMI e Banco Mundial, tratam os números da economia chinesa sem questionar.

Mas a declaração do atual vice-primeiro ministro Li Keqiang lembra de novo que devemos ter bastante cautela ao analisar a economia chinesa. No post que escrevi no dia 30 de novembro sobre uma possível crise chinesa, o analista Mark Hart também fala da falta de confiabilidade dos números econômicos.

Em reunião com o então embaixador dos EUA em Pequim, Clark T. Randt Jr., Li Keqiang teria dito que os dados do PIB da China "são 'manufaturados' . Depois de admitir que os dados do PIB não são confiáveis, ele disse que ao avaliar a economia da cidade dele (Liaoning), Keqiang focaliza três dados: 1) consumo de eletricidade; 2) volume de carga nas ferrovias, que é bastante exato, porque as tarifas são cobradas por unidade de peso; e 3) volume de empréstimos concedidos, que também tende a ser bastante preciso, dados os juros cobrados. Olhando para esses três números, Li disse que pode medir com relativa precisão a velocidade do crescimento econômico. Todos os outros números, especialmente as estatísticas do PIB, são 'apenas para referência'.

A outra notícia é bem mais reveladora do que aquelas do Wikileaks.

O cientista de energia nuclear Siegfried Hecker, que visitou por quatro vezes as fábricas de energia nuclear da Coréia do Norte,  relata que ficou impressionado com a modernidade das centrífugas e da sala de controle. Os norte-coreanos disseram que era tudo fabricação doméstica. Mas, obviamente, ninguém acreditou nisso. Daí surgiu a pergunta, quem poderia ter fornecido aquilo ao país? Resposta mais provável: Chinal, pela proximidade dos países e pelo histórico chinês.

Um dos cientistas que analisaram a argumentação de Hecker, chamado Thomas Reed, disse que, desde 1982, os chineses decidiram apoiar ativamente a proliferação nuclear no terceiro mundo, especialmente no mundo islâmico e marxista. Na década seguinte, Deng Xiaoping treinou cientistas para transferir tecnologia, vendeu sistemas e construiu infraestrutura nuclear.

Em 2002, descobriu-se que China trabalhou junto com o Irã na formação da fábrica nuclear em Isfahan e também foi relatado que o país vendeu materia nuclear para a Coréia do Norte.

A China é parte do problema para a crise entre as Coréias e mesmo nos conflitos relacionados ao mundo islâmico.

Na economia, o mundo deve olhar com ceticismo os números da economia chinesa e exigir maior transparência e melhor formulação dos dados. Na política, o mundo deve colocar a China do outro lado da mesa.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

O Maior Escândalo Ambiental da História


Quantidade de Créditos de MDL Vendidos Por País




O protocolo de Quioto de 1995 estebeleceu três mecanismos de mercado para negociar a redução de emissão de carbono: 1) Comércio de Emissões; 2) Implementação Conjunta; e 3) Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL).

Dos três, apenas o último interessa ao Brasil ou à China ou à Índia ou a qualquer outro país subdesenvolvido ou pobre, pois esses países não estão obrigados a reduzir suas emissões pelo Protocolo.

Segundo o MDL, os países ou empresas dos países ricos fariam investimentos nas nações menos desenvolvidos para reduzir as emissões de carbono e assim conseguiriam créditos que poderiam ser abatidos nas suas obrigações com o Protocolo.

O problema é que a fiscalização nessas transações de MDL é quase inexistente e acabou gerando vários casos absurdos. Ontem, Christopher Booker relatou que firmas chinesas e indianas estão deliberadamente gerando grandes quantidades de gases altamente poluentes como o HFC-23 (hidroflurocarbono), que é 11 mil vezes mais poluente do que o carbono, para depois cobrar para destruir a geração desse gás.

China e Índia têm licença para produzir o gás refrigerante HFC-22 até 2030, esse gás gera o HFC-23 como subproduto. Para destruir esse subproduto, esses países vendem creditos de MDL, isto é, cobram para destruir esse gás. E, por vezes, essa destruição sai muito mais cara do que seria normal.

O site New Europe disse ontem que a Europa pagará 3,5 bilhões de euros para destruir HFC-23 na China e na Índia até 2012, que custaria normalmente apenas 40 milhões.

Calcula-se que  51% dos projetos do MDL são relacionadas a essas fraudes com HFC-23. Mark Roberts da Agência de Investigação Ambiental diz que esse "This is the biggest environmental scandal in history and makes an absolute mockery of international efforts to combat climate change.”(Este é o maior escândalo ambiental da história e faz zombaria dos esforços internacionais de combate à mudança climática")

Como se vê no gráfico acima retirado do site da ONU, a China e a Índia estão bem na frente do Brasil na venda de MDLs. O Brasil está apresentando um programa de eliminação de HFC e os MDLs brasileiros, até onde eu sei, são mais relacionados a lixões (controle da emissão de metano).

O MDL como está não pode ficar. Só não sei se a atual diplomacia brasileira compartilha da minha opinião.

Eu sou completamente cético em relação à idéia de mudança climática provocada pelo homem, mas o relato de Booker, mostra que além de erros científicos, comunismo (ver o post sobre Tribunal Criminal para o Clima) e lobbies políticos, há muita corrupção debaixo do guarda-chuva de "proteger o planeta".

sábado, 4 de dezembro de 2010

Wikileaks - Como Assim, Ele Ganhou?




Em geral, os últimos documentos liberados pelo espião (sim, eu o considero um espião e perigoso. E o cara ainda é acusado de estupro na Suécia) Julian Assange do site Wikileaks nada mais são do que fofocas e impressões gerais de diplomatas americanos. Imaginem, se os documentos de diplomatas brasileiros fosse liberados ou franceses ou russos ou chineses. Muita bobagem e fofoca sem nenhum relação com a realidade iria aparecer. Eu fiquei supreso foi com a completa falta de informação.

Todo mundo sabia:

1) Que Arábia Saudita e Iêmen querem que os Estados Unidos ataquem o Irã. Eu mesmo já falei disso aqui neste blog. E eu sou um simples analista dos assuntos internacionais que pesquiso sites e jornais;

2) Que os diplomatas americanos atuam como espiões. Que diplomatas não fazem isso?

3) Que a Turquia é um aliado da OTAN que atiça desconfianças. O país é islâmico e tem se aproximado do Irã e do Hamas, ora essa;

4) Que o Berlusconi tem um fraco com mulheres e é pouco atuante na União Européia. Preciso comentar?;

Sobre o Brasil;

5) Que o país tem alto índice de corrupção. Não me diga!;

6) Que a diplomacia brasileira tem um pendor para o anti-americanismo. Basta ler qualquer livro do Samuel Pinheiro Guimarães, ou qualquer pronunciamento do Marco Aurélio Garcia, ou texto sobre política internacional do PT ou frequentar uma universidade de ciências humanas no Brasil;

7) Que o Brasil sofre ameaças terroristas vindas das FARC e da Tríplice Fronteira. Ora, o próprio Bin Laden já esteve na Tríplice Fronteira;

Apesar da grande maioria das vezes ser apenas fofoca,  não se invade textos diplomáticos em vão. Assange está sendo caçado, mas até agora Obama não fez um discurso indignado sobre o caso, deixou a crítica com Hillary Clinton (secretária de estado) ou com Eric Holder (advogado geral). Imaginem se fosse o Bush, a mídia charmaria o "cowboy" de fraco e incompetente.

Mas o que mais assusta mesmo é a falta de informação desses dioplomatas. Um caso que li hoje no Catholic Herald é que os diplomatas americanos pegos pelo Wikileaks ficaram extremamente surpresos com a eleição do cardeal Ratzinger para papa. Eles achavam que o papa eleito seria mais moderno, "saberia usar o computador", e ficaria no meio entre o liberalismo e a ortodoxia católica. Os cardiais, para os diplomatas, não elegeriam alguém tão ortodoxo. Ficaram "speechless" (sem palavras) com a eleição de Ratzinger. Mas bastavam eles saber que Ratzinger  era o cardeal mais próximo do papa mais popular do Século XX.

Sei não, para mim, os Estados Unidos precisam melhorar a formação de seus diplomatas.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Seios de Fora para Afastar Terroristas





Pois é, que beleza, heim?

Li no blog do Praveen Swami,  no jornal inglês The Telegraph (inclusive também copiei a foto de Brigitte Bardot acima, pois não consegui pensar em algo melhor), que Peter Skaarup, porta-voz do Partido do Povo Dinamarquês  (The Dansk Folkspartei), quer que mulheres de topless apareçam em vídeos para imigrantes, para assustar os terroristas islâmicos, pois eles seriam muito puritanos em assuntos sexuais.

Peter Skaarup disse que “Topless bathing probably isn’t a common sight on Pakistani beaches, but in Denmark it is still considered quite normal. I honestly believe that by including a couple of bare breasts in the movie, extremists may have to think twice before deciding to come to Denmark" (Banhos de Topless não é uma visão comum nas praias paquistanesas, mas na Dinamarca é considerado normal. Eu honestamente acredito que incluindo alguns seios de fora no filme, os extremistas pensarão duas vezes antes de vir para Dinamarca.)

Mas eu estou completamente com o Swami, quando se analisa as vidas dos terroristas islâmicos, eles se apresentam bastante abertos sexualmente e também em relação a encher a cara com bebidas. Swami menciona vários exemplos, como aqueles do 11 de setembro que compraram várias revistas pornográficas, objetos de sex shops e assistiram a shows de strip tease.

Eu já tive a opotunidade de ter reuniões internacionais com muçulmanos e nunca os vi negarem álcool. Outra coisa, nenhum país do mundo é mais aberto sexualmente que o Brasil e nós não liberamos seios de fora em todas as nossas praias.

O porta-voz do Partido Conservador, Naser Khader, falou contra a sugestão de Skaarup. Khader disse que, ao contrário, os fundamentalistas são tão obcecados com sexo que eles encheriam as fronteiras.

Por um momento, achei que estava em outro mundo, Khader tem razão, claro,  a Dinamarca atrairia bastantes imigrantes de qualquer credo, com apresentação dos vídeos.

Que loucura!

Tribunal Criminal para o Clima




A Conferência sobre Mudança Climática começou esta semana em Cancun, depois do desastre político que foi a Conferência no ano passado em Copenhague. Em um ano, muito da euforia com a mudança climática se esfacelou com os diversos erros da ONU e dos cientistas envolvidos (basta pesquisar  no Google Climategate, Himalaya Gate, Africagate)

Mas as idéias comunistas disfarçadas de preocupações com o clima continuam.

O embaixador boliviano Pablo Salon disse que a ONU deveria criar um International Tribunal for Climate Justice (poderia ser traduzido por Tribunal Internacional para a Justiça do Clima) que estabeleceria sanções contra os governos que provocasse o chamado "ecocídio", crimes contra a biodiversidade, natureza e Mãe Terra. Mas as sanções seriam aplicadas exclusivamente contra os países ricos. 

Então, está claro que o plano não é proteger o clima ou a biodiversidade, mas atacar os países ricos para estabelecer alguma redistribuição de renda na marra. 

A idéia original do ecocídio não é boliviana, no entanto, e sim de um esquerdista inglês chamado Polly Higgins, que procurava processar petroleiras, mineradoras, indústria química e de desmatamento diante de um Corte Criminal interacional em Haia. Alguns ainda querem processar as pessoas pelo simples fato de negarem a mudança climática. 

Eu estaria no cadafalso. Já li bastante sobre o tema e a minha conclusão atual é que as emissões de carbono provocadas pelo homem não são responsáveis pela mudança climática.

Em abril, o presidente Morales já tinha convocado uma Conferência Mundial sobre Mudança Climática e os Direitos da Mãe Terra em Cochabamba, na Bolívia, que concluiu que os países ricos devem pagar, interromper seus crescimentos econômicos e transferir suas tecnologias para que os países pobres cresçam.

Veja a síntese da tese boliviana pelo próprio Pablo Salon:

We are from the philosophy of ‘living wel.  We think that man has the right to his wealth, but not to try to live better than others, because if he tries to live better, he's going to exploit others, he's going to destroy Mother Earth.”  ("Nós somos da filosofia do viver bem. Nós pensamos que um homem tem o direito de ter sua riqueza, mas não de tentar viver melhor que os outros, porque se ele tenta viver melhor que os outros, ele vai explorar os outros, ele vai destrui a Mãe Terra")

Tudo isso é uma estupidez? É, com certza.  Não há nada científico nisso e seria uma burrice extrema, com impactos devastadores sobre os mais pobres (dentro e fora dos países pobres), se os países ricos parassem de crescer. 

E o negócio da Mãe Terra, como uma entidade superior, uma deusa? Não vou nem comentar.

Isso tem chance prosperar? É uma loucura comunista, mas é sempre bom ficar atento. 

Por sinal, a lógica de redistribuição renda na marra permeia muita discussão na política. Por exemplo, atualmente, nos Estados Unidos, há uma grande pressão para que Obama aumente os impostos dos mais ricos para dá aos mais pobres (Obama prometeu que ia fazer isso, mas agora o Congresso pressiona contra e os seus eleitores da extrema esquerda, a favor). Isso nunca funcionou, pois são os mais ricos que muitas vezes empregam os pobres e os ricos têm mais liberdade tributária, transferem seus recursos mais rapidamente para lugares menos tributados, deixando o Estado sem renda. Além disso, quem são esses ricos? Quando alguém é considerado rico? Como disse P. J O'Rourke: 


The good news is that, according to the Obama administration, the rich will pay for everything. The bad news is that, according to the Obama administration, you're rich. (A boa notícia é que, de acordo com a Administração Obama, os ricos pagarão por tudo. A notícia ruim é que, de acordo com a administração Obama, você é rico.)

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

"Prazer em Conhecê-lo, Suponho que Saiba meu Nome"




video


Como já disse aqui, o Diabo tem um blog. Ontem e na terça, eu vi dois fatos que o alegraram. Eles mostram que o Diabo está forte na guerra cultural.

Os fatos mostram uma satanização da religião cristã. A religião cristã é vista como algo perturbador, que não deve ser exposto publicamente porque magoa as pessoas.

O primeiro fato é que a Apple tirou de seus aplicativos o Manhattan Declaration. O Manhattan Declaration é uma declaração de novembro do ano passado assinada por milhares de protestantes e católicos que defende três pontos da teologia cristã: 1) santidade da vida; 2) matrimônio entre homens e mulheres; e 3) liberdade religiosa.

Grupos gays e pró-aborto atacaram a Apple por liberar esse aplicativo se dizendo ofendidos e a empresa tirou do ar. A Apple disse que removeu o aplicativo “porque ele viola nossas diretrizes para desenvolvedores ao ser ofensivo para grandes grupos de pessoas”.

Quer dizer que as defesas de leis contra o aborto (princípio de santidade da vida), a favor do matrimônio apenas entre homens e mulheres e liberdade religiosa são horrendos, devem ser eliminados do conhecimento aberto ao público.  Parece que só devemos falar disso trancados nas igrejas.

O Manhattan Declaration abriu uma petição para que Steve Jobs da Apple volte com o aplicativo.

O segundo fato que alegrou o Diabo foi a alteração de uma placa de um shopping na Filadélfia. Estava escrito Christmas Holiday, mas a reação de grupos contra o cristianismo fez o shopping mudar para Village Holiday. A desculpa para alteração foi a mesma da Appple. O gerente de marketing do local disse: "People have to go to public buildings. They shouldn't feel offended"(pessoas que visitam prédios públicos não deveriam se sentir ofendidas). Isto é, o nascimento de Cristo é ofensivo, mesmo em países formados por cristãos!

Espero que as pessoas que tomam essas atitudes reconheçam o Diabo. Para elas, ofereço um rock dos Rolling Stones que eu acho sensacional. Se chama "Sympathy for the Devil" (Afinidade com o Diabo).

E o refrão disse: "Prazer em Conhecê-lo, Suponho que saiba meu Nome".

Aqui vai a letra da música para vocês acompanharem. "O Diabo é um homem de riquezas e bom gosto", permita que ele se apresente:

Please allow me to introduce myself
I'm a man of wealth and taste
I've been around for a long, long year
Stole many a man's soul and faith

And I was 'round when Jesus Christ
Had his moment of doubt and pain
Made damn sure that Pilate
Washed his hands and sealed his fate

Pleased to meet you
Hope you guess my name
But what's puzzling you
Is the nature of my game

I stuck around St. Petersburg
When I saw it was a time for a change
Killed the Czar and his ministers
Anastasia screamed in vain

I rode a tank
Held a general's rank
When the Blitzkrieg raged
And the bodies stank

Pleased to meet you
Hope you guess my name, oh yeah
Ah, what's puzzling you
Is the nature of my game, oh yeah
(woo woo, woo woo)

I watched with glee
While your kings and queens
Fought for ten decades
For the gods they made
(woo woo, woo woo)

I shouted out,
"Who killed the Kennedys?"
When after all
It was you and me
(who who, who who)

Let me please introduce myself
I'm a man of wealth and taste
And I laid traps for troubadours
Who get killed before they reached Bombay
(woo woo, who who)

Pleased to meet you
Hope you guessed my name, oh yeah
(who who)
But what's puzzling you
Is the nature of my game, oh yeah, get down, baby
(who who, who who)

Pleased to meet you
Hope you guessed my name, oh yeah
But what's confusing you
Is just the nature of my game
(woo woo, who who)

Just as every cop is a criminal
And all the sinners saints
As heads is tails
Just call me Lucifer
'Cause I'm in need of some restraint
(who who, who who)

So if you meet me
Have some courtesy
Have some sympathy, have some taste
(woo woo)
Use all your well-learned politesse
Or I'll lay your soul to waste, mmm yeah
(woo woo, woo woo)

Pleased to meet you
Hope you guessed my name, mmm yeah
(who who)
But what's puzzling you
Is the nature of my game, mmm mean it, get down
(woo woo, woo woo)

Woo, who
Oh yeah, get on down
Oh yeah
Oh yeah!
(woo woo)

Tell me baby, what's my name
Tell me honey, can ya guess my name
Tell me baby, what's my name
I tell you one time, you're to blame

Oh, who
woo, woo
Woo, who
Woo, woo
Woo, who, who
Woo, who, who
Oh, yeah

What's my name
Tell me, baby, what's my name
Tell me, sweetie, what's my name