sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Um caso de Exorcismo domina os Estados Unidos e faz incrédulos acreditarem


Nos Estados Unidos, no estado de Indiana, uma mãe e três filhos apresentaram vários surtos psicóticos, do tipo até com filhos subindo pelas paredes de costas. Chamaram médicos, psicólogos e a polícia e todos ficaram estupefatos, até acreditarem que era coisa de outro mundo e chamaram um padre.

Ontem, eu vi na Fox News, o Billl O'Reilly (um católico) entrevistar o padre  Michael Maginot, que fez o exorcismo na mãe. O´Reilly diz que estava cético com relação ao caso, mas o padre confirmou que havia possessão demoníaca na família.

O texto do jornal Indianapolis Star sobre o assunto é imenso. Não vou traduzir tudo, só algumas partes (em azul). Para ler tudo, clique no link.

Uma mulher e três crianças afirmaram estar possuídas por demônios. Um menino de 9 anos de idade, teria andado de costas em uma parede na presença de um gestor de caso de família e a enfermeira do hospital. 

O Capitão Charles Austin disse que era a história mais estranha que ele já tinha ouvido. 

Austin, um veterano do Departamento de Polícia de Gary de 36 anos, disse que inicialmente pensou que Latoya Ammons e sua família inventaram um conto elaborado como uma forma de ganhar dinheiro. Mas depois de várias visitas à sua casa e entrevistas com testemunhas, Austin disse simplesmente: "Eu acredito neles".

A história da família é mais bizarra porque envolve uma intervenção Departamento de Crianças  (DCS), uma série de avaliações psicológicas, uma investigação policial e, em última análise, uma série de exorcismos. 

É tudo começou com moscas.

Em novembro de 2011, a família Ammons se mudou para uma casa alugada na Rua Carolina em Gary, numa rua tranquila repleta de pequenas casas térreas. Moscas pretas grandes de repente invadiram sua varanda, apesar do frio do inverno. 

Havia outros acontecimentos estranhos, também. 

Depois da meia-noite, Campbell (a avó das crianças) e Ammons disseram que ouviam passos subindo as escadas do porão e o ranger da porta se abrindo entre o porão e cozinha. Ninguém estava lá. 

Certa vez, Campbell disse que ela correu para o seu quarto, onde estava sua neta de 12 anos de idade, a neta estava levitando inconsciente.

A família diz que demônios possuíam Ammons e seus filhos, então com idades entre 7, 9 e 12. Os olhos das crianças incharam, e suas vozes mudavam cada vez que isso aconteceu.

DCS investigou Ammons para possível abuso ou negligência . O interlocutor, que não é nomeado no relatório DCS  especulou que Ammons pode ter uma doença mental. 

Gerente do caso da família DCS Valerie Washington foi convidada para lidar com a investigação inicial. Ela deu o seguinte relato à polícia e no relatório do seu oficial de admissão :

O pessoal hospitalar examinaram Ammons e seus filhos e dissram que eles eram saudáveis. Um psiquiatra do hospital avaliou Ammons e determinou que ela era de "mente sã. "

Washington entrevistou a família no hospital. Enquanto ela falava com Ammons, o menino de 7 anos de idade, começou a rosnar com sua exibição dentes. Seus olhos giravam em sua cabeça.

O menino trancado as mãos em torno da garganta de seu irmão mais velho e se recusou a deixar ir até adultos arrancarem suas mãos.

Mais tarde naquela noite, Washington e enfermeira Willie Lee Walker trouxeram os dois meninos em uma pequena sala de exames para uma entrevista. Campbell se juntou a eles .

A 7 anos de idade, olhou nos olhos de seu irmão e começou a rosnar de novo.

" É hora de morrer", disse o garoto com uma voz profunda, não natural . "Eu vou matar você".

Enquanto o menino mais jovem falava, o irmão mais velho começou a golpes de cabeça no estômago da avó.

Campbell agarrou as mãos de seu neto e começou a rezar .

O que aconteceu depois abalaria as testemunhas, e iria oferecer não só evidências, mas provas de atividade paranormal.

De acordo com o relatório DCS original de Washington - um fato corroborado por Walker, a enfermeira - a criança de 9 anos de idade que tinha um "sorriso estranho"  caminhou para trás em uma parede até o teto. 

Mais tarde, a polícia perguntou a Washington se o menino tinha subido na parede, realizando um truque acrobático. 

Não, Washington disse a eles. Ela disse que o menino "deslizou para trás no chão, parede e teto," de acordo com um relatório policial.

---
A partir daí, descreve-se as sessões de exorcismo do padre Maginot que livrou a casa dos demônios.

Rezemos pela proteção divina sempre.

Eu carrego a cruz de São Bento comigo.


quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Gay que fornecia Drogas para Obama foi morto a martelada porque soltava Pum!


Bom, seguramente esta é uma das histórias mais bizarras e funestas que já li. E porque esta notícia é tão relevante para ser noticiada nesta semana pelo jornal inglês Daily Mail apesar do assassinato ter ocorrido em 1986?

O jornal não diz, mas eu respondo:
1) A vítima fornecia maconha para Obama e seus amigos;

2) Obama era um dos mais viciados da turma e gostava de fumar até a última fumaça de maconha trancado em um carro;

3) A vida pregressa de um presidente é importante para conhecer o que ele pensa no cargo;

4) Obama este mês falou que maconha é tão ruim quanto álcool (comentei isto no meu outro blog);

5) O grande efeito perverso da maconha é sobre o cérebro (também comentei aqui neste blog);

6) Será que o cérebro de Obama foi afetado pela maconha?

Bom, eu não tenho certeza. Mas Obama não libera suas notas da faculdade para o público (por que será?). Também a mídia dominada pelo amor a Obama não costuma comentar as gafes e estupidezes dele, mas o cara já esqueceu o nome das filhas e já inventou uma língua (o austríaco), além de outras inúmeras gafes (também já falei disto aqui neste blog). A Revista Time fez uma lista das 10 maiores gafes. Há gente que mostra que Obama fez mais gafes que George Bush e Sarah Palin juntos. E há também sites que catalogam as gafes de Obama.

Finalmente, por que um blog católico como este acha esta notícia importante?

Por que a esposa do assassino fala uma verdade: o que pode curar o vício da droga é a família. No caso de Obama, certamente deve ter sido o apoio dos avós maternos.

Voltando à notícia que saiu ontem no jornal inglês Daily Mail, traduzo o texto do jornal abaixo (em azul) :

EXCLUSIVO: traficante de colégio de Obama que ele agradeceu pelos "bons tempos "foi espancado até a morte com um martelo por seu amante gay.

O traficante colegial que o presidente Barack Obama agradeceu em seu anuário pelos "bons tempos" foi espancado até a morte por seu amante, após uma série de brigas por flatulência e drogas, o MailOnline pode revelou.

Raymond Boyer, conhecido como "Gay Ray" por Obama e pela gangue  Choom Gang foi espancado até a morte com um martelo, em 1986, sete anos após ter vendido drogas ao futuro presidente e seus amigos.


Sua amante Andrew Devere, um prostituto, deu à polícia uma longa lista de razões para o assassinato, incluindo que Boyer, um surfista e desempregado chefe de cozinha, constantemente o derrubava, fazia o amante implorar por drogas e tinha o hábito de soltar pum no rosto de Devere.



O fim sórdido para a vida de Ray aos 37 anos estava em contraste direto com a vida dos jovens que ele fornecia drogas, que levaram uma vida bem sucedida e produtiva.

Desde que ficava dopado com Obama e seus amigos de uma escola privada, Ray perdeu o emprego como gerente de uma pizzaria local e acabou vivendo de ajuda governamental em cima de uma oficina de automóveis.

A extensão total do fim terrível de Ray e os motivos bizarros para isso foram definidos na pleito judicial de Devere, que foi condenado à prisão perpétua pelo assassinato.

Documentos judiciais de 1991 descobertos pela primeira vez pelo MailOnline, revelam que Devere matou Ray no dia de Ano Novo de 1986 porque: 1) Ray estava matando um amigo de Devere de tanto fornecer drogas; 2) Ray tinha envergonhado Devere na frente de outras pessoas; 3) Ray tinha desenvolvido o hábito de soltar pum na cara de Devere; 4) Ray uma vez atacou Devere com uma faca, cortando o dedo de Devere; 5) Ray fez Devere implorar por drogas.

Por fim, os documentos dizem que a gota d'água veio na manhã em que Devere matou Ray, quando a vítima se recusou a dar Devere dinheiro para comprar medicação para aliviar dor de garganta do assassino.


Obama nunca escondeu que na sua juventude consumia drogas e recentemente colocou no registro que ele sentia que a maconha não era pior do que o álcool.

Obama mencionou em sua própria autobiografia que ele usava drogas. E o livro de David Maraniss "Barack Obama: The Story"  revelou a existência do Choom Gang (Choom é uma gíria para fumar maconha) e seu revendedor Ray. 

Sabia-se que Ray tinha sido assassinado, mas só agora o MailOnline pode revelar a trágica história completa de sua vida. 

Raymond Boyer, originário da Califórnia, era um surfista atlético que ganhava a vida como gerente de uma pizzaria perto da escola privada onde Obama e seus amigos adolescentes foram ensinados no Havaí. 


Mama Mia Pizza restaurante, que também tinha um bar, ficava no centro de uma próspera universidade em Honolulu durante os dias de contra cultura de 1979. 

Na época, a maconha - ou pakalolo como era conhecido localmente - estava florescendo na ilha. Ela era cultivada nas colinas e fumava-se abertamente nas ruas e praias.

Ray, 30 na época, viveu a existência hippie arquetípica, dormindo em um ônibus velho com dois macacos de estimação, e desfrutava em pleno do estilo de vida promíscuo e hedonista da comunidade gay na ilha do Pacífico.

Ele também distribuía drogas para os amigos - e foi através do fornecimento de maconha que ele entrou em contato com o jovem Obama, conhecido como Barry, que estava freqüentando a escola Punahou nas proximidades.

Obama, 18 anos, estava apenas começando a explorar suas raízes negras - sendo criado por seus avós brancos - foi um dos principais membros de um grupo chamado Choom Gang.

Choom é gíria da ilha para fumar maconha e o grupo fazia excursões para o campo, onde eles ficavam dopados e faziam festas, às vezes viajavam na van de Ray.

Os membros da gangue também gostavam de cerveja e basquete, e criou-se regras para o fumo de 'Bud'.

Um delas era que perdia-se a vez se não inalasse corretamente e outra, a favorita de Obama, era de que você podia furar a fila e fumar duas vezes ao cortar o círculo e gritar "interceptado".

O jovem Obama popularizou o conceito de "hits do telhado", quando todas as janelas de um carro eram fechadas para  que você pudesse sugar a última fumaça de maconha no teto.


Ray, apesar de mais velho, era uma parte integrante da gangue, conhecido por sua capacidade de "marcar bom bud" e conduzi-los até o Monte Tântalo para a festa.

Ele até tem uma menção no anuário da escola de Obama, em que ele escreveu seus agradecimentos a: "Tut [a avó], Vovô, Choom Gang, e Ray por todos os bons momentos."

Enquanto os outros membros da quadrilha foram para universidade e fizeram carreiras como advogados, escritores e homens de negócios, a vida selvagem de Ray estava apenas começando a desvendar.

Ele perdeu o emprego no Mama Mia e viveu em cima de uma oficina de automóveis em uma área decadente do centro de Honolulu.

Seus relacionamentos se tornaram cada vez mais sórdidos e ele acabou dormindo com um viciado em drogas chamado Andrew Devere, 17 anos mais jovem.

Enquanto ele dormia no dia de Ano Novo 1986, Devere, chateado com o tratamento de Ray, pegou um martelo e, literalmente, esmagou os miolos de Ray. Seu corpo não foi encontrado até oito dias depois.

Devere disse que ele tinha a intenção de dar um tito em Ray, mas não conseguiu obter uma arma e estava planejando matá-lo à noite, mas ele caiu no sono. Ele finalmente o espancou até a morte na manhã seguinte.

Ele disse : "Eu não estava bravo com ele no momento em que eu fiz isso .... Mas eu sabia que tinha que fazer isso porque .... mais tarde ... Eu sabia que eu iria fazer, você sabe, eu iria esquecer como ele me tratava."

Devere, que foi condenado à prisão perpétua pelo assassinato, foi solto em 2007, desde então se mudou para o continente.

Ele agora tem uma esposa e, embora desde então tenha sido condenado por delitos de drogas leves, mas ele tem um emprego.

Ele está muito traumatizado para falar sobre sua antiga vida, mas sua esposa, Elizabeth, disse ao MailOnline que o episódio macabro é um aviso para qualquer um.

"Ele está envergonhado sobre isso, mas eu disse a ele que você não pode fugir disso. As drogas sempre alteram a sua mente. Eu também tenho um passado. Por causa das drogas e seu estilo de vida frequentava um ambiente muito duro para se sobreviver. Ele sobreviveu sendo prostituto. Eu acho que as drogas afetam as pessoas de maneiras diferentes. Depende de como você é criado. Se você tiver as ferramentas adequadas para lidar com elas, então está tudo bem. Mas, se não, elas definitivamente não lhe farão bem."

----

Qualquer um já fez besteiras na vida (muitos santos católicos cometeram pecados gravíssimos), a questão é o arrependimento e o conhecimento do que é certo. Obama parece que ainda não se arrepende ou sabe o que é certo.


(Agradeço o texto do Daily Mail ao site Weasel Zippers)

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

O que os Papas falaram sobre São Tomás de Aquino.


Hoje é o dia da festa de São Tomás de Aquino, patrono deste blog. Dentre vários sites que vi comemorando a data, vi um que faz uma compilação do que vários papas falaram sobre o Doutor Angélico.

Vou colocar aqui no blog. Vocês vão me permitir colocar o texto em inglês, pois estou sem nenhum tempo para traduzir e não gostaria de traduzir o que os papas disseram sobre São Tomás de forma apressada.

Texto retirado do site do Thomas Aquinas College.

The following is a compilation of various popes’ comments regarding the importance of the works of St. Thomas Aquinas to Catholic education. It is excerpted and adapted from the essay The Formation of the Catholic Mind by the College’s founding president, Dr. Ronald P. McArthur.

What does the Church, to whom Christ has entrusted His concerns for us, teach concerning theological doctrines?

1. Pope John XXII, speaking about St. Thomas, said before his canonization that “his life was saintly and his doctrine could only be miraculous … because he enlightened the church more than all the other doctors. By the use of his works a man could profit more in one year than if he studies the doctrine of others for his whole life.”
Pope Pius V2. St. Pius V declared him a Doctor of The Church, saying he was “the most brilliant light of the Church,” whose works are “the most certain rule of Christian doctrine by which he enlightened the Apostolic Church in answering conclusively numberless errors … which illumination has often been evident in the past and recently stood forth prominently in the decrees of the Council of Trent.”
Pope Benedict XIII3. Benedict XIII wrote to the Order of Preachers that they should “pursue with energy your Doctor’s works, more brilliant than the sun and written without the shadow of error. These works made the Church illustrious with wonderful erudition, since they march ahead and proceed with unimpeded step, protecting and vindicating by the surest rule of Christian doctrine, the truth of our holy religion.”
Pope Leo XIII4. Leo XIII stated that “this is the greatest glory of Thomas, altogether his own and shared with no other Catholic Doctor, that the Fathers of Trent, in order to proceed in an orderly fashion during the conclave, desired to have opened upon the altar together with the Scriptures and the decrees of the Supreme Pontiffs, the Summa of St. Thomas Aquinas whence they could draw counsel, reasons and answers.”
Again from Leo XIII: “This point is vital, that Bishops expend every effort to see that young men destined to be the hope of the Church should be imbued with the holy and heavenly doctrine of the Angelic Doctor. In those places where young men have devoted themselves to the patronage and doctrine of St. Thomas, true wisdom will flourish, drawn as it is from solid principles and explained by reason in an orderly fashion … Theology proceeding correctly and well according to the plan and method of Aquinas is in accordance with our command. Every day We become more clearly aware how powerfully Sacred Doctrine taught by its master and patron, Thomas, affords the greatest possible utility for both clergy and laity.
5. St. Pius X said that the chief of Leo’s achievements is his restoration of the doctrine of St. Thomas. For he “restored the Angelic Doctor … as the leader and master of theology, whose divine genius fashioned weapons marvelously suited to protect the truth and destroy the many errors of the times. Indeed those principles of wisdom, useful for all time, which the holy Doctors passed on to us, have been organized by no one more aptly than by Thomas, and no one has explained them more clearly.” Indeed, Pius said, those who depart from the teaching of St. Thomas “seem to effect ultimately their withdrawal from the Church … As we have said, one may not desert Aquinas, especially in philosophy and theology, without great harm; following him is the safest way to the knowledge of divine things.… If the doctrine of any other author or saint has ever been approved at any time by us or our predecessors with singular commendation joined with an invitation and order to propagate and to defend it, it may be easily understood that it was commended only insofar as it agreed with the principles of Aquinas or was in no way opposed to them.” Theology professors “should also take particular care that their students develop a deep affection for the Summa … In this way and no other will theology be restored to its pristine dignity, and the proper order and value will be restored to all sacred studies, and the province of the intellect and reason flower again in a second spring.”
Pope Benedict XV6. Benedict XV stated that “the eminent commendations of Thomas Aquinas by the Holy See no longer permit a Catholic to doubt that he was divinely raised up that the Church might have a master whose doctrine should be followed in a special way at all times.”
Pope Piux XI7. Pius XI said that “indeed, We so approve of the tributes paid to his almost divine brilliance that we believe Thomas should be called not only Angelic but Common or Universal Doctor of the Church. As innumerable documents of every kind attest, the Church has adopted his doctrine for her own.… It is no wonder that the Church has made this light her own and has adorned herself with it, and has illustrated her immortal doctrine with it … It is no wonder that all the popes have vied with one another in exalting him, proposing him, inculcating him, as a model, master, doctor, patron and protector of all schools … Just as it was said of old to the Egyptians in time of famine: ‘Go to Joseph, so that they should receive a supply of corn to nourish their bodies, so to those who are now in quest of truth We now say: ‘Go to Thomas’ that they may ask from him the food of solid doctrine of which he has an abundance to nourish their souls unto eternal life.”
8. Bl. John Paul IIBl. John Paul II said: “[T]he Church has been justified in consistently proposing Saint Thomas as a master of thought and a model of the right way to do theology….
“[T]he Magisterium has repeatedly acclaimed the merits of Saint Thomas’ thought and made him the guide and model for theological studies.… The Magisterium’s intention has always been to show how Saint Thomas is an authentic model for all who seek the truth. In his thinking, the demands of reason and the power of faith found the most elevated synthesis ever attained by human thought, for he could defend the radical newness introduced by Revelation without ever demeaning the venture proper to reason.”
Pope Benedict XVI9. Pope Benedict XVI said, “In his encyclical Fides et Ratio, my venerated predecessor, Pope John Paul II recalled that ‘the Church has been justified in consistently proposing St. Thomas a master of thought and a model of the right way to do theology’ (No. 43).
“It is not surprising that, after St. Augustine, among the writers mentioned in the Catechism of the Catholic Church, St. Thomas is quoted more than any other — some 61 times! He was also called the Doctor Angelicus, perhaps because of his virtues, in particular the loftiness of his thought and purity of life.
“In short, Thomas Aquinas showed there is a natural harmony between Christian faith and reason. And this was the great work of Thomas, who in that moment of encounter between two cultures — that moment in which it seemed that faith should surrender before reason — showed that they go together, that what seemed to be reason incompatible with faith was not reason, and what seemed to be faith was not faith, in so far as it was opposed to true rationality; thus he created a new synthesis, which shaped the culture of the following centuries.”

Since Sacred Theology uses philosophy as a handmaid, the Church’s duty does not end with a judgment upon Theology alone, but extends to philosophy as well.
Pope Pius XII1. Pius XII said that “… the Angelic Doctor interpreted [Aristotle] in a uniquely brilliant manner. He made that philosophy Christian when he purged it of the errors into which a pagan writer would easily fall; he used those very errors in his exposition and vindication of Catholic truth. Among the important advances which the Church owes to the great Aquinas this certainly should be included that so nicely did he harmonize Christian truth with the enduring peripatetic philosophy that he made Aristotle cease to be an adversary and become, instead, a militant supporter for Christ … Therefore, those who wish to be true philosophers … should take the principles and foundations of their doctrine from Thomas Aquinas. To follow his leadership is praiseworthy: on the contrary, to depart foolishly and rashly from the wisdom of the angelic Doctor is something far from Our mind and fraught with peril … For those who apply themselves to the teaching and study of Theology and Philosophy should consider it their capital duty, having set aside the findings of a fruitless philosophy, to follow St. Thomas Aquinas and to cherish him as their master and their leader.”
St. Pius X2. St. Pius X said that “all who teach philosophy in Catholic schools throughout the world should take care never to depart from the path and method of Aquinas, and to insist upon that procedure more vigorously every day...We warn teachers to keep this religiously in mind, especially in metaphysics, that to disregard Aquinas cannot be done without suffering great harm.”
3. Benedict XV said that “along with our predecessors We are equally persuaded that the only philosophy worth our efforts is that which is according to Christ. Therefore the study of philosophy according to the principles and system of Aquinas must certainly be encouraged so that the explanation and invincible defense of divinely revealed truth may be as full as human reason can make of it.”

---
Viva São Tomás, para mim, simplesmente o maior filósofo (que me perdoe quem acha que foi Aristóteles) e maior teólogo ( que me perdoe quem acha que foi Santo Agostinho) de todos os tempos.


segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Filme "America". O que Esquerda Radical pensa nos Estados Unidos


Como ser patriota se você odeia seu país? É o assunto do novo filme de Dinesh D' Souza. Ele já fez um filme sobre Obama, explicando o que pensa Obama (falei aqui no blog deste documentário), agora ele faz um filme de como os Estados Unidos está sendo dominado pelo pensamento esquerdista. O filme se chama "America" e vai sair do dia da Independência dos Estados Unidos (4 de julho).

No vídeo abaixo, D'Souza explica "America". Digo o que ele diz em seguida.



Ele diz no vídeo que baseia seu filme no que disse Edmund Burke: "você deve amar seu país, não porque você nasceu nele, mas porque é  um bom país".

Ele diz que a esquerda nos Estados Unidos, representada por pessoas como Noam Chomsky, acha que a história dos Estados Unidos é uma história de roubo, o País roubou os índios, os negros e os mexicanos. E faz guerras no Oriente Médio para continuar roubando.

O filme procura mostrar como esta ideia é equivocada. Não deve ser difícil fazer isso. O argumento é muito fraco e a esquerda quando está no poder em qualquer lugar do mundo tem uma longa história de roubo. Mas deve ser um filme interessante.

Uma coisa interessante é que Dinesh D'Souza está sendo perseguido pela justiça americana, será ódio do governo Obama e da esquerda dentro dos tribunais? Parece.

O produtor de Dinesh está com medo do governo.


(Agradeço a indicação do filme ao site Weasel Zippers)

sábado, 25 de janeiro de 2014

Você aprova aborto nos casos de estupro e incesto? Pense melhor.


Quantas pessoas que passam por nossas vidas foram geradas em um estupro ou por incesto? Deve ser muito penoso para elas falarem disso. Mas as pessoas da foto acima venceram o medo. Durante a Marcha pela Vida em Washington, do último dia 22, elas exibem cartazes que dizem que elas foram geradas por estupro e incesto e que defendem a vida.

Muita gente é a favor da vida, mas defende o aborto em caso de estupro e incesto. Já vi muito católico "fervoroso" defender isso. Eu acho que aqueles foram gerados são outras pessoas, apesar de estarem no ventre materno, eles querem viver e a mãe tem o dever de permitir isso. Se não pode criá-los ou não quer criá-los que entregue a criança para doação ou para que o Estado cuide.

O site Business Insider escreveu sobre a defesa da vida de pessoas que foram geradas em estupro e incesto. Elas conseguem convencer aqueles que defendem o aborto em caso de estupro e incesto. É um texto muito bom.

Traduzo o texto da Business Insider abaixo, em azul.

É chocante - e eficaz. O blogueiro libertário Andrew Klavan escreveu no site conservador Truth  Revolt na quinta-feira que as mulheres nestas fotos ajudaram ele a mudar de ideia sobre o aborto . Ele agora acha que a prática deveria ser ilegal em todas as circunstâncias.

O governador do Rick Perry teve uma mudança semelhante de coração depois de se reunir com a ativista anti-aborto Rebecca Kiessling, que foi concebida pelo estupro. Antes das eleições de 2012, ela conversou com Perry. Ela explicou a reunião para o site LifeNews nos seguintes termos:

    
Eu disse a ele: " Quando você faz essa exceção ao estupro, é como se você estivesse me dizendo que eu merecia a pena de morte pelos crimes de meu pai. De acordo com a Suprema Corte dos EUA, meu pai nem sequer merece a pena de morte. A Suprema Corte disse que não há pena de morte para estupradores. Mas você diz que eu, como a criança inocente do estupro, merecia a pena de morte? " E Perry disse:" Não, não, eu não acredito nisso."

  
Perry agora insiste que a vida da mãe deve ser a única exceção quando se trata de aborto.

 

Kiessling é talvez a mais famosa oradora concebida de estupro. Ela foi concebida em 1968, antes da lei que na prática liberou o aborto nos Estados Unidos (Roe versus Wade). Ainda assim, ela diz que foi "alvo de aborto ", que sua mãe biológica quase a abortou duas vezes em situações perigosas, ilegais. Apesar disso, ou melhor, por causa da experiência de sua mãe, Kiessling não acha que o aborto deveria ser legal em nenhuma circunstância. Aproximadamente 20 por cento da população americana concorda com ela. Em seu site , ela conta a sua história :

    
Eu fui adotada quase desde o nascimento. Aos 18 anos, eu aprendi que eu fui concebida a partir de um estupro brutal sob ameaça de faca por um estuprador em série. Como a maioria das pessoas, eu nunca tinha considerado que o aborto se aplicava a minha vida, mas uma vez que eu recebi esta informação, de repente me dei conta de que, não só se aplica a minha vida, mas que tem a ver com a minha própria existência. Era como se eu pudesse ouvir os ecos de todas as pessoas que, com o mais simpático dos tons, diria: Bem, exceto em casos de estupro. ..", Ou que preferem fervorosamente exclamar com nojo!: "Especialmente em casos de estupro" Todas essas pessoas estão lá fora, e nem sequer me conhecem, mas estão de pé no julgamento da minha vida, de modo rápido para rejeitá-la apenas por causa da forma como fui concebida. Eu senti como se estivesse que justificar minha própria existência, que eu teria que me provar para o mundo que eu não deveria ter sido abortada e que eu era digna de viver.

  
Kiessling não está sozinha. A educadora de Abstinência Pam Stenzel (estudantes do ensino médio católicos podem lembrar dela por seus vídeos de educação sexual) também foi concebida por estupro antes de Roe versus Wade. Sua biografia diz:

    
Em 1964, uma menina de quinze anos de idade foi estuprada, engravidou e decidiu levar o feto a termo. Cinco meses depois a menina nasceu, em um ato de coragem e amor a jovem mãe dá sua filha para um ambiente melhor, para uma família adotiva. Aquela criança era Pam Stenzel.


Stenzel repete o apelo de Kiessling no filme "Conceived in Rape":
"Eu não merecia a pena de morte para os crimes de meu pai. "

[No trailler do filme Conceived in Rape ("Concebida em Estupro") também há os casos de incesto. Várias pessoas descrevem como foram geradas e como defendem a vida. É um vídeo muito forte e bonito. O vídeo apresenta os depoimentos de Stenzel, Kiessling, e outras mulheres concebidas por estupro.

video
 
UM subconjunto ainda menor da multidão anti- aborto admite ser concebido pelo incesto. A história de Robert Bennett foi publicada pelo TheUnChoice.com depois que ele falou para a legislatura da Dakota do Sul sobre o aborto. Bennett afirma que a gravidez de sua mãe fez seu avô parar de estuprar sua mãe e sua tia:

 
    
Meu pai biológico é também meu avô. Eu descobri que ele era alcoólatra e costumava estuprar suas duas filhas, minha mãe e minha tia desde o início de 1960. Foi o que aconteceu durante anos até que minha mãe me concebeu dele. Minha tia nunca engravidou, mas os estupros pararam quando minha mãe ficou grávida e deu à luz a mim. Você deve entender que minha vida ajudou a proteger a minha mãe de ser estuprada por mais tempo por seu próprio pai.

  
A ativista anti- aborto Kristi Hofferber também foi concebida de incesto. Seu pai biológico só serviu 18 meses na prisão, e ela acha que, se o tribunal soubesse do nascimento dela, ela teria sido a evidência necessária para dar-lhe uma pena de prisão maior.

As histórias são diferentes, mas a mensagem para aqueles que pensam que o aborto deveria ser legal em casos de estupro ou incesto é o mesma: Será que você quer que sejamos mortos? Por que devemos ser punidos por aquilo que os nossos pais fizeram? Os filhos de incesto muitas vezes pensam que seus nascimentos salvaram suas mães de ataques repetidos.
 

Nem todos os ativistas trazem suas histórias pessoais para o público. As mulheres da foto são membros do Save the 1, um grupo de missão que quer tornar o aborto ilegal - sem exceções. Kiessling acha que isso é possível. A maioria dos conservadores, não.  

Após a eleição de 2012 , Ann Coulter (conservadora muito conhecida) escreveu em TownHall :

    
 

"Nenhuma lei jamais vai exigir uma mulher de ter o filho de seu estuprador. Sim, é bocado tanto a vida como um feto que não é o produto de estupro. Mas os seres humanos dotados de sensibilidade são capazes de gradações ao longo de uma linha de desenho."\

Kiessling respondeu em Save the 1: " Nenhuma lei jamais vai exigir uma mulher a ter o filho de seu estuprador. Eu não acredito nisso. Leis devem proteger as crianças como eu e essas proteções podem e devem ser restauradas".  

Alguns poderiam dizer que as mulheres como a mãe de Kiessling foram vítimas da era do aborto ilegal - que elas foram confrontadas com circunstâncias horríveis e opções limitadas. Os filhos dessas mulheres veem a década de 1960 de forma diferente. Kiessling insiste,
    "Por favor, entenda que sempre que você se identifica como sendo pró-escolha, ou sempre que você fizer essa exceção para o estupro, o que isso realmente se traduz em é você ser capaz de estar diante de mim, me olhar nos olhos e dizer: "Eu acho que sua mãe deveria ter sido capaz de abortar você".

---
Rezemos pela vida de todos.

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Um Aviso Muçulmano onde Jesus Cristo viveu.


A placa acima está na cidade de Nazaré, a cidade onde Jesus viveu até antes de iniciar sua pregação. Atualmente, Nazaré pertence ao estado de Israel, com mais ou menos 30% de cristãos, mas a grande maioria é muçulmana.

A placa foi destaque no jornal Israel Today e diz o seguinte em inglês (apesar de erros gramaticais), para garantir que todos entendam:

"O people of the Scripture (Christians)! Do not exceed the limits of your religion. Say nothing but the truth about Allah (The One True God). The Christ Jesus, Son of Mary, was only a Messenger of God and His word conveyed to Mary and a spirit created by Him. So believe in God and His messengers and do not say: 'Three gods (trinity)'. Cease! It will be better for you. Indeed, Allah is the One and the Only God. His Holiness is far above having a son."

Traduzo:

"Povo da Escritura (Cristãos)! Não excedam os limites de sua religião. Não falem nada sobre Alá (O Único Deus). Cristo Jesus, filho de Maria, era apenas um Mensageiro de Deus e Suas palavras transmitidas para Maria e era um espírito criado por Alá. Então acredite em Alá e em Seus Mensageiros e não falem: "Há três deuses (trindade)". Parem com isso! Será melhor para vocês. Na verdade, Alá é Um e Único Deus. Suas Santidade está muito acima de ter um filho".

Não comentemos os erros teológicos, como o fato de Trindade ser três deuses e a ideia de que Deus teve um filho como os homens têm filhos, fiquemos apenas no fato da existência da Placa ameaçadora para cristãos.

Raymond Ibrahim, para mim, é quem mais sabe sobre a ameaça muçulmana contra cristãos desde os tempos de Maomé até hoje, mesmo porque defierente de muitos intelectuais, ele entende árabe. Eu já recomendei o livro dele, Crucified Again, aqui no blog.



Neste livro que considero de leitura obrigatória, Ibrahim nos fala das Condições de Omar.

Omar foi o segundo califa depois de Maomé. Ele morreu (assassinado) no ano 644. Apesar de estudiosos (especialmente ocidentais) discutirem se estas condições foram mesmo estabelecidas por Omar, isto não importa. Todos reconhecem que a Condições viraram lei no mundo islâmico.

E o que diz estas Condições?

Os cristãos só podem coexistir dentro do mundo muçulmano se pagarem uma taxa de proteção, conhecida como jizyah, estabelecida no Alcorão (verso 9:29). As Condições de Omar determina como deve ser o comportamento dos cristãos dentro do mundo muçulmano. Extrapola o verso 9:29.

Nas Condições de Omar, os cristãos não podem construir nem ao menos reformar Igrejas, cristão não podem levantar a voz contra muçulmanos. Nem de longe comentar sobre o Islã. Em suma, as Condições de Omar determinam a destruição do cristianismo dentro de terras muçulmanas.

O aviso em Nazaré apenas reproduz, de forma bem menos agressiva, o que diz as Condições de Omar.

Ibrahim mostra em seu livro, que mesmo determinando a destruição com o tempo das Igrejas crsitãs, os muçulmanos na história não se contentaram em ver estas igrejas desmonorarem, eles, desde o surgimento do Islã, destruíram milhares de igrejas cristãs, mesmo porque as terras conquistadas pelos muçulmanos (Egito, Síria, Líbano ou Iraque) eram todas cristãs.

O que vemos hoje em dia, ataques a Igrejas em plena comemoração de Natal, na Nigéria ou no Iraque, é apenas continuação da história do Islã.

Leiam o blog de Ibrahim. Leiam o livro de Ibrahim.


(Agradeço a informação do Israel Today ao blog Creative Minority Report)

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

"Primeiro o Povo de Sábado, depois o Povo de Domingo"


Judy Feld Carr (foto acima) é um judia canadense, premiada internacionalmente por salvar milhares de judeus da Síria, inclusive comprando vidas de judeus de terroristas. Ela está assustada com o abandono dos cristãos na Síria agora.

Ela falou com uma reporter da Fox News.

Vou traduzitr o texto da Fox News.

Mas antes de traduzir lembro novamente o aviso que este blog tem permanentemente do lado direiro, de que estas traduções são um trabalho que faço para que notícias em inglês cheguem a brasileiros que não entendem inglês. Mas eu não tenho tempo para traduzir de forma cuidadosa, preocupo-me apenas em passar a mensagem. Por vezes recebo reclamações de pessoas que esperam uma tradução perfeita. Eu não tenho tempo para isso, repito (eu diria que não tenho tempo nem para o blog, mas eu gosto de escrever no blog e conversar com amigos aqui). Às vezes penso em deixar em inglês, como todos os blogs brasileiros fazem, daria bem menos trabalho para mim. Se tiverem alguma sugestão, sobre isso escrevam nos comentários. 

Abaixo tradução de parte do texto da Fox News (em azul), que é muito bom para lembrar aos reporteres brasileiros o que realmente acontece na Síria. Ontem, o reporter do Jornal Nacional disse que "em parte" o regime sírio está certo em dizer que terroristas estão na Síria. Perguntei a mim mesmo: "como assim "em parte"? Ou estão ou não estão. É claro que estão e dominam a luta contra o governo sírio.

Tudo começou durante os primeiros dias da Primavera Árabe - outro protesto " pacífico " desafiando outro regime despótico. Hoje, quase três anos depois, esse protesto explodiu em uma guerra civil feroz na Síria.

Guerrilheiros sunitas radicais varrem as fronteiras, assumiram o controle das forças moderadas e estão travando jihad contra o presidente Bashar Assad, que é apiado pelo Irã e seus combatentes xiitas.

As notícias estão cada vez mais horríveis: Massacres. Armas químicas. "Bombas de barril" concebidas para mutilar. "Infiéis" decapitados em vídeos do YouTube. A ONU desistiu de tentar atualizar com precisão o número de mortos, que aumentou além 100.000.


No meio da carnificina generalizada, antiga comunidade cristã da Síria está sendo devastada.

Poucos dias atrás, Investors Business Daily disse que , "a carnificina implacável tomou conta da Síria ao longo dos últimos dois anos e meio e teve um custo particularmente pesado na minoria cristã do país. Um número desconhecido de civis, incluindo figuras religiosas, têm sido raptados ou mortos ou continuam desaparecidos, em uma conflagração que parece não ter fim .... " 

Sexta-feira, minha amiga Judy Feld Carr me enviou uma mensagem: "Eu não consigo entender, por que não há uma palavra na mídia sobre a destruição das igrejas na Síria. Ninguém sequer menciona!" 

Judy Feld Carr sabe muito sobre os perigos que emanam de Damasco, e sobre como o caminho de uma população aniquilada. Além da tortura , assassinato, ou fuga de milhares de judeus sírios do século 20 , a maioria das sinagogas, livros sagrados e milênios de sua história foram perdidos para sempre. 

Carr também sabe alguma coisa sobre o ativismo. Ao longo de 30 anos, ela praticamente sozinha resgatou 3.228 judeus sírios do punho de ferro de Hafez al- Assad. 

A história de Judy Feld Carr é heróica - ela merece muito mais elogios do que ela recebeu. E sua preocupação com os cristãos da Síria é genuína. Como muitos outros judeus, ela pergunta por que a situação dos cristãos é recebida com quase completo silêncio e inação por cristãos ocidentais. 

Valas comuns foram encontradas em aldeias cristãs. Os sacerdotes e clérigos foram raptados, torturados e assassinados. Uma dúzia de freiras da aldeia cristã de Ma'alula foram agredidas e ainda são mantidas em cativeiro. 

Em outubro, Nina Shea citou o arcebispo Selwanos Boutros Alnemeh : "Temos gritado para o mundo, mas ninguém nos ouve. Onde está a consciência cristã ? Onde está a consciência humana? Onde estão meus irmãos ?" . 

O grito do arcebispo mexe com a gente, incluindo Judy Carr. Em uma entrevista sobre a violência em curso na Síria, ela comentou: " Graças a Deus, quase não existem judeus lá [ para matar ou tormentar ] . Os cristãos são os próximos. " 

Como diz o ditado : "Primeiro as pessoas de sábado , então o povo de domingo." 

Claro que hoje em dia, o contrabando de cristãos fora da Síria não é a resposta - centenas de milhares já fugiram, alguns sobrevivendo em campos de refugiados miseráveis.

Ainda vale a pena repetir que não há muito tempo, uma mulher determinada - uma dona de casa canadense, mãe e professora de música - entrou em ação, envolveu outros, e virou a maré mortal. Se Judy Feld Carr salvou mais de 3.000 judeus em perigo de extinção, o que dizer de nós? 

Há milhões de crentes cristãos no mundo. Talvez , juntos, possamos despertar a liderança cristã. 
 
Suponha que cada cristão entre em ação para ajudar os nossos irmãos e irmãs na Síria. O que poderia acontecer?

---
Para esclarecer o título deste post. O povo do sábado são os judeus (que guardam o sábado para levar o pensamento a Deus), o povo de domingo são os cristãos, que vão a missa neste dia.

Interessante é que ontem o evangelho do dia foi uma crítica de Cristo ao comportamento que os judeus tinham (ou têm) no sábado. Deve-se guardar o sábado para orações, mas deve-se também fazer o bem no sábado, como se faz em qualquer outro dia. Vejam abaixo.

Mc 3,1-6

Jesus foi outra vez à sinagoga. Estava ali um homem que tinha uma das mãos aleijada. Estavam também na sinagoga algumas pessoas que queriam acusar Jesus de desobedecer à Lei; por isso ficaram espiando Jesus com atenção para ver se ele ia curar o homem no sábado. Ele disse para o homem:
- Venha cá!
E perguntou aos outros:
- O que é que a nossa Lei diz sobre o sábado? O que é permitido fazer nesse dia: o bem ou o mal? Salvar alguém da morte ou deixar morrer?
Ninguém respondeu nada. Então Jesus olhou zangado e triste para eles porque não queriam entender. E disse para o homem:
- Estenda a mão!
O homem estendeu a mão, e ela sarou. Logo depois os fariseus saíram dali e, junto com as pessoas do partido de Herodes, começaram a fazer planos para matar Jesus.

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Até Mercado Financeiro sabe: A Igreja Católica sempre esteve certa sobre Controle de Natalidade


Nesta semana, eu li que o Papa João Paulo II quase foi abortado, o médico da mãe dele recomendou o aborto, mas ela e o pai do Papa não aceitaram a proposta.

Hoje é dia de Marcha pela Vida nos Estados Unidos, anualmente milhões de americanos se unem para pedir a revogação da lei que facilitou o aborto em 1973.

O que se vê claramente no mundo: crianças sem pais, lares destruídos, casamentos que se acabam em semanas, milhões de abortados, exaltação do sexo e do casamento gay. Está mais do que evidente que a encíclica Humane Vitae do Papa Paulo VI estava certa em condenar métodos contraceptivos.

Um artigo em uma publicação muito conhecida do mercado financeiro, chamada Business Insider, admitiu que a Igreja Católica está certa, os métodos contraceptivos da revolução sexual dos anos 60 trouxeram uma desgraça mundial.

O texto foi escrito por Michael Brendan Dougherty e Pascal-Emmanuel Gobry. É sensacional. Traduzo-o abaixo em azul:

Rotular a Igreja Católica como " fora de contato" é como tirar doce de criança. E nada é mais atacado do que a posição da Igreja contra métodos contraceptivos. 

Muitas pessoas (incluindo o nosso editor ) estão se perguntando por que a Igreja Católica não apenas abandona esse requisito. Eles observam que a maioria dos católicos ignoram, e que a maioria de todo mundo acha divisionista, ou "fora do prazo de validade ." Vamos lá ! É o século 21, eles dizem! Não veem que é estúpido, eles grita. 

A questão é a seguinte, porém: a Igreja Católica é a maior e mais antiga organização do mundo. Ela enterrou tudo os maiores impérios que o homem conhece, desde os romanos aos soviéticos. Tem estabelecimentos literalmente em todo o mundo, tocando todas as áreas da atividade humana. Ela nos deu alguns dos maiores pensadores do mundo, a partir de Santo Agostinho até René Girard. Quando faz as coisas, ela geralmente tem um bom motivo. Todo mundo tem o direito de discordar, mas não é que os católicos sejam um bando de loucos velhos que estão presos na Idade Média .

Então, o que está acontecendo?


A Igreja ensina que o amor, o casamento, sexo e procriação são coisas que estão juntas. Apesar de a Igreja tem ensinado isto por 2.000 anos,  provavelmente nunca foi tão marcante como hoje.

Considerações de hoje contra o controle da natalidade foram afirmadas em um documento de 1968 que o Papa Paulo VI chamou de Humanae Vitae. Ele advertiu de quatro resultados que o uso generalizado de contraceptivos traria:
  •     Rebaixamento geral dos padrões morais
  •     Um aumento na infidelidade, e ilegitimidade
  •     A redução das mulheres a objetos utilizados para satisfazer os homens.
  •     Coerção dos governos em questões reprodutivas.

 
Isso soa familiar?

Porque eu sei como tem acontecido nos últimos 40 anos.

Como George Akerloff escreveu em Slate mais de uma década atrás,

"Ao tornar o nascimento da criança a escolha física da mãe, a revolução sexual tornou o casamento e apoio familiar uma escolha social do pai." 

Em vez de dois pais que são responsáveis ​​pelas crianças que concebem, uma expectativa que foi sustentada por normas sociais e pela lei,  agora é um dado adquirido que nenhum dos pais é necessariamente responsável por seus filhos. Homens agora são considerados como cumprimento de seus deveres apenas através do pagamento de pensão alimentícia, por ordem judicial. Isso é uma redução bastante dramática do nível de "paternidade ".

De que outra forma estamos vivendo esta grande revolução sexual? O casamento de Kim Kardashian durou 72 dias. Ilegitimidade: só sobe. Em 1960, 5,3% de todos os nascimentos na América foram de mulheres solteiras. Até 2010, era de 40,8%Em 1960, as famílias casadas representavam quase três quartos de todas as famílias, mas pelo censo de 2010, eles foram responsáveis ​​por apenas 48 por cento deles. Coabitação aumentou em dez vezes desde 1960.

E se você não acha que as mulheres estão sendo reduzidas a objetos para satisfazer os homens, bem-vindo à internet, há quanto tempo você está aqui? Coerção de governos? Basta olhar para a China (ou na América, quando uma regra do governo sobre a cobertura da contracepção é a razão pela qual nós estamos falando sobre isso agora ).

 Isso é tudo devido a pílula ? Claro que não. Mas a ideia de que a contracepção amplamente disponível não levou à mudança social dramática, ou que essa mudança tem sido exclusivamente para o bem, é uma noção muito mais estúpida do que qualquer coisa que a Igreja Católica ensina.

Mas vamos voltar para um outro aspecto desta questão. A razão pela qual o nosso editor acha que os católicos não devem ser frutíferos e multiplicar não se sustenta, também. A população mundial, escreve ele, está em uma trajetória de crescimento "insustentável ".
 
 
O Bureau de População do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas vê a taxa de crescimento da população desacelerando nas próximas décadas e estabilizando em torno de 9 bilhões em 2050 ... e segurando lá até 2300. ( E note que a ONU, que promove o controle de natalidade e abortos em todo o mundo, não está exatamente na defesa do multiplicai-vos).

De forma mais ampla, a visão malthusiana de crescimento da população tem sido resiliente, apesar de ter sido provado toda hora errada e causando muito sofrimento humano desnecessário. Por exemplo , a China está a caminho de uma crise demográfica e deslocamento social, devido à sua equivocada política do filho único.

O progresso humano são as pessoas. Tudo o que torna a vida melhor, de democracia para a economia da internet ou à penicilina foi descoberto e construído por pessoas. Mais pessoas significa mais progresso. O inventor da cura para o câncer pode ser quarto filho de alguém que decidiu não ter.

Então, só para resumir :
  •     É uma boa ideia para as pessoas a serem frutíferos e multiplicar, e
  •     Independentemente de como você se sente sobre a posição da Igreja sobre o controle da natalidade , ela provou ser bastante profética.
---

Ótimo texto, disse o óbvio de forma muito clara. Gostei especialmente da frase de George Akerloff.

Rezemos pela vida sempre.

PS: Enquanto isso o inimigo (Demônio) e Obama celebram o aborto.


(Agradeço o texto da Business Insider ao site Culture War Notes)