quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Investimentos Chineses no Brasil. Vamos Olhar para o Que Fazem na África


O que se poderia esperar de um país que não respeita nem seus próprios filhos, nem qualquer religião, nem qualquer regra de mercado?

Tenho certa experiência em negociação com chineses, pois trabalhei por três anos com o G-20, do qual fazem parte o Brasil, a China e muitos dos principais países do mundo (como EUA, Alemanha, Japão,...). Eu geralmente dou duas dicas para quem negocia com chineses: não confie (nem em papel assinado por eles) e nunca espere que eles resolverão rápido. Nunca se sabe quem está negociando do lado da mesa. Acho que Trump sabe dessas minhas dicas, hehehe.

Chineses sempre chegam com muitas cifras, e elas vão desaparecendo rapidamente após a primeira reunião de acordo.

Mas hoje eu li um artigo no site The National Interest, que fala de como a China está entrando na África para controlar os recursos do continente e o autor falar que o "Global South" (sul do mundo,em geral, isso quer dizer nós, latinos-americanos, e os africanos. A Austrália é excluída desse conceito) deve ver o que a China faz na África para se preparar.

Em tempos em que a ditadura chinesa mostra todas as suas garras contra estudantes de Hong Kong não deveria precisar desse aviso, mas vamos lá.

O texto diz por exemplo que um ministro de Zâmbia declarou: "Nós temos recebido pessoas ruins. Os brancos são ruins, os Indianos são piores, mas os chineses são os mais terríveis"

Em geral, os chineses investem na África, mesmo quando se trata de infraestrutura, para facilitar os negócios das próprias firmas chineses. São trilhos feitos por chineses, para passar vagões chineses, para ajudar companhias chinesas, com apoio do setor público dos países africanos, deixando enormes problemas ambientais, dependência tecnológica com a China e países africanos endividados.

Como o autor diz, os países ocidentais desprezam o que acontece na África (eu diria que o mundo todo despreza, não são apenas os países ocidentais), enquanto isso, diante do silêncio, os chineses avançam seu imperialismo, levando dinheiro para eles mesmos em outros países.

Bom, vale à pena ler o artigo, cliquem aqui..



quarta-feira, 20 de novembro de 2019

João Paulo II Também Idolatrou Ídolos Pagãos?


Em setembro deste ano, Francisco disse que tudo que ele faz é "copiar" o que fez João Paulo II, querendo dizer que os conservadores que gostam tanto de João Paulo II deviam gostar dele também.

Será?

Bom, não se pode negar que João Paulo II exaltou o ecumenismo (como Francisco), não se pode negar que João Paulo II se aproximou do Islã (chegando até a beijar o Alcorão), não se pode negar que João Paulo II foi fraco com os abusadores sexuais (Francisco além de ser fraco protegeu alguns) e não se pode negar que João Paulo II liberou de forma exagerada a beatificação de santos (ação mantida por Francisco).

Por outro lado, João Paulo II respeitou a Doutrina milenar da Igreja com respeito a todos os sacramentos, em especial aos sacramentos da Eucaristia e do casamento (que Francisco está em vias de destruir. Inclusive Francisco está tentando destruir a base doutrinária para a família do Instituto João Paulo II de Roma), atacou o comunismo e a teologia da libertação (que Francisco tanto exalta), defendeu o capitalismo (sobretudo depois da queda do muro de Berlim), era amigo dos Estados Unidos (que Francisco tanto detesta), não fez acordos com países comunistas (que Francisco adora fazer).

Em suma, a fala de Francisco de que copia João Paulo II é bisonha.

Hoje li no site do Marco Tosatti, que como os conservadores querem reconsagrar o Vaticano depois das celebrações a ídolos pagãos que ocorreram durante o Sínodo da Amazônia, alguns defensores de Francisco dizem que João Paulo II também fez isso quando visitou o México na Igreja de Nossa Senhora de Guadalupe.

Será?

Não, claro que não. João Paulo II não fez celebração a ídolos pagãos no México, ele recebeu oferendas indígenas durante o ofertório da missa. Ofertas feitas a Cristo, Nosso Senhor, não foram oferendas a nenhuma "mãe terra".

Francisco se rebaixou aos ídolos pagãos em celebrações, homenageou a tal "mãe terra Pachamama", permitiu igrejas serem profanadas com ídolos pagãos e colocou oferendas no altar, onde só cabe pão, vinho e o Evangelho.

Tosatti traz fotos para mostrar as diferenças, vejamos:

 1) João Paulo II


2) Francisco





João Paulo II é um santo da Igreja Católica, nenhum santo jamais foi perfeito, pois nenhum homem é perfeito como Cristo, todos são pecadores, deve-se copiar o que eles acertaram e não o que eles erraram. Temos santos que erraram em algum momento da vida em inúmeros pecados.

A santificação de uma pessoa na Igreja significa que foi santificado no céu? Eu já li sobre isso, mas foi só um artigo. Há teólogos que dizem que sim e há teólogos que dizem que não. Como dizem os americanos, "it is above my paygrade" (está acima da minha capacidade) opinar sobre isso.

Rezemos pela intercessão de São João Paulo II.


segunda-feira, 18 de novembro de 2019

População do Irã Incendeia Banco Central do País



O país do petróleo resolveu aumentar em 50% o preço da gasolina. Acho que é bem pior do que aumentar em 20 centavos o preço da passagem de metrô no Chile.

Além disso, claro, Irã é uma ameaça nuclear global e especial para Israel e seus aliados. Trump abandonou o acordo com o Irã para conter o avanço nuclear do país feito pelo Obama e os europeus, porque o Irã estava violando-o continuamente, e continua violando. Trump também fez sanções econômicas contra o Irã por conta dessas violações e assim o país está em caos econômico.

Em todo caso, a população tocou fogo no Banco Central do País e realizou outros atos violentos, como relata a BBC




Protestos alcançam 100 cidades iranianas. E governo fechou acesso à internet.

Abaixo parte de notícia do site Politico que mostra o líder islâmico do país, Khamenei, ameaçando a população (que ele chama de baderneiros) por conta dos protestos. Ele acusou a família do ex-shah do Irã, Reza Pahlavi, e uma organização chamada MEK (Mujahedeen-e-Khlaq) que anteriormente ajudou a derrubar Reza Pahlavi mais hoje é inimiga do poder islâmico no Irã (parece ter viés esquerdista, mas é uma questão complexa)

Iran’s top leader warns ‘thugs’ as protests reach 100 cities

The government recently raised gasoline prices by 50 percent.


DUBAI, United Arab Emirates — Iran’s supreme leader on Sunday cautiously backed the government’s decision to raise gasoline prices by 50% after days of widespread protests, calling those who attacked public property during demonstrations “thugs” and signaling that a potential crackdown loomed.

The government shut down internet access across the nation of 80 million people to staunch demonstrations that took place in a reported 100 cities and towns. That made it increasingly difficult to gauge whether unrest continued. Images published by state and semiofficial media showed the scale of the damage in images of burned gas stations and banks, torched vehicles and roadways littered with debris.

Since the price hike, demonstrators have abandoned cars along major highways and joined mass protests in the capital, Tehran, and elsewhere. Some protests turned violent, with demonstrators setting fires as gunfire rang out.

It remains to be seen how many people were arrested, injured or killed. Videos from the protests have shown people gravely wounded.

Iranian authorities on Sunday raised the official death toll in the violence to at least three. Attackers targeting a police station in the western city of Kermanshah on Saturday killed an officer, the state-run IRNA news agency reported Sunday. A lawmaker said another person was killed in a suburb of Tehran. Earlier, one man was reported killed Friday in Sirjan, a city some 500 miles southeast of Tehran.

In an address aired Sunday by state television, Ayatollah Ali Khamenei said “some lost their lives and some places were destroyed,” without elaborating. He called the protesters “thugs” who had been pushed into violence by counterrevolutionaries and foreign enemies of Iran.

Khamenei specifically named those aligned with the family of Iran’s late shah, ousted 40 years ago, and an exile group called the Mujahedeen-e-Khalq. The MEK calls for the overthrow of Iran’s government and enjoys the support of President Donald Trump’s personal lawyer, Rudy Giuliani.

“Setting a bank on fire is not an act done by the people. This is what thugs do,” Khamenei said. The supreme leader carefully backed the decision of Iran’s relatively moderate President Hassan Rouhani and others to raise gasoline prices. While Khamenei dictates the country’s nuclear policy amid tensions with the U.S. over its unraveling 2015 accord with world powers, he made a point to say he wasn’t an “expert” on the gasoline subsidies.









sábado, 16 de novembro de 2019

"Papa" Quer Incluir Pecado Ecológico, Pecado Pessoa Jurídica, contra o "Ecocídio"



Já passou muito da hora de tirar esse impostor de lá do Vaticano.

Vejam o discurso dele, veja se ele entende o que significa pecado. Não, se entende, despreza completamente. Ele fala de um pecado pessoa jurídica, as empresas teriam que se confessar em nome da selva.



quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Escolha seu Lado. O que é Golpe Político Hoje em Dia?


Hoje li o historiador Victor Davis Hanson explicar a estupidez do processo de impeachment nos EUA com 10 razões de por que isso é estúpido. Só o niilismo explica tamanha loucura. Leia as 10 razões da estupidez do processo de impeachment de Trump clicando aqui.

O niilismo anarquista nunca esteve tão forte no mundo. Perde-se dia após dia a ideia do certo e errado. Quando não se sabe o que é certo, o errado já venceu.

Inúmeros países estão em crise, por vezes provocadas por coisas impensadas há pouco tempo.

Quem imaginaria alguém acusar o presidente do pais mais rico do mundo com base em uma conversa que não presenciou, só ouviu falar e isso se tornar sério a ponto de ser base de impeachment, mesmo que os acusadores sejam só da oposição (não há um só membro do partido do presidente no Congresso que apoia tamanho exemplo de niilismo)?

Quem imaginaria um país no qual um condenado por corrupção por 8 juízes em duas instâncias jurídicas, passando por todos os métodos jurídicos com toda a grana possível, fosse solto por 11 membros da suprema corte, em ato que põe toda a ordem jurídica de um país de joelhos por causa de  um condenado?

E na Bolívia, onde um presidente renunciou, depois de tentar subverter a constituição para ficar pela quarta vez no poder e de fraudar as eleições, que este ex-presidente diz que sua renúncia foi um golpe. Quem pode acreditar nisso? Mas tem muita gente que acredita.

E sobre a Venezuela, onde o povo morre de fome por conta do tal socialismo bolivariano, até o Papa apoia o regime. Quem imaginaria isso da decrepitude da Igreja junto com a Venezuela?

E na Argentina, com inflação gigantesca, o povo eleger quem colocou o país nisso. Quem imaginaria?

E no Chile, onde manifestantes matam policiais e destroem igrejas a luz do dia e ninguém faz nada. Quem imaginaria um governo tão inepto?



Prof.Hermes Nery sobre Sínodo da Amazônia na Câmara dos Deputados



Meu amigo, professor Hermes Rodrigues Nery, fez um pronunciamento sobre o Sínodo da Amazônia e os riscos para a soberania brasileira na Câmara dos Deputados. Assistam, acima.

terça-feira, 12 de novembro de 2019

G.K Chesterton viu o Lula


Chesterton, até onde eu sei, nunca falou sobre o Brasil ou América Latina, ele escreveu sobre e visitou os Estados Unidos. Mas os Estados Unidos são muito diferente da América Latina, além de serem muito diferente da Europa, como o próprio Chesterton disse.

Mas sempre me perguntei o que escreveria Chesterton sobre a América Latina, com toda a nossa tendência para desprezar princípios, leis, sejam positivistas ou religiosas. Nós realmente parecemos achar que a vida acaba hoje e não vale à pena respeitar nenhum princípio, seja ele o mais basilar da humanidade. O céu e o inferno parecem ser semelhantes para os latino-americanos.

Mas o que Chesterton diria ao ver o Lula?

Vou aqui seguir o modelo do petista Elio Gaspari e imaginar como seria isso. Viaje comigo, imagine que tenha recebido um email de Chesterton do céu que fale do Lula.

De Chesterton@luzdivina...para o Brasil de Lula

Brasil, eu não conheci vocês em vida, estava ocupado demais nas batalhas intelectuais do meu país. Não posso dizer que me arrependo, pois a casa de uma pessoa é coisa mais importante para ser defendida, mesmo que a pátria seja a mesma de Jeremy Corbyn. Eu colocaria minha armadura para defender Jeremy Corbyn dentro de minha casa, mesmo que aos prantos. Além disso, as batalhas intelectuais que lutei ultrapassaram em muito a Inglaterra, muitos vezes perdi batalhas na China e vejo que perdi muitas batalhas no Brasil.

Olhando para o mundo, eu muitas vezes penso que vi bondade e luz demais em meus inimigos intelectuais, mesmo que os tenha atacado impiedosamente com palavras. Mas talvez tenha sido isso que me trouxe aqui, de frente para a Luz Divina.

Apesar de não ter falado no Brasil, um dos meus maiores amigos aqui é GustavoCorção@luzdivina.... Aliás, HillareBelloc@luzdivina...adora ele também.

Aqui, o tempo é eterno, como todos aí devem saber, menos os jornalistas que sempre falam que fiéis religiosos são do passado. Sendo o tempo eterno e visão de Deus indescritível, como disse em vida nosso amigo SãoTomásAquino@luzdivina..., nós não costumamos nos preocupar muito com o dia-a-dia, na terra, pois até o mal serve ao bem, como disse Tolkien@luzdivina..., o mal nunca vence.

Em todo caso, meu amigo GustavoCorção@luzdivina....estava especialmente frustrado no último dia 7 de novembro, aliás 7 de novembro foi o dia que começou a revolução comunista na Rússia em 1917, ano que a Nossa Senhora estava entre vocês terrenos e avisou sobre a Rússia. Hoje, parece que o mundo está querendo se tornar uma América Latina, pois querem fazer Nossa Senhora de Pachamama, mas isso é assunto para outro email.

Perguntei ao escritor de "Três Alqueires e uma Vaca", por que ele estava tão frustrado naquele dia 7, no momento em que ele piscou os olhos da Luz Divina. Ele me respondeu que eu tinha perdido a batalha na América Latina e que um tal de Lula, que não seria um molusco, mas uma pessoa, seria o maior exemplo de minha derrota.

Em vida, a graça divina me permitiu escrever um livro sobre São Tomás de Aquino sem precisar ler quase nada sobre ele, então não precisei piscar os olhos para entender o Lula.

Vi o Lula saindo de preto entre vermelhos, pois havia sido solto por encapuzados de preto que destilaram sofismos condenados por Sócrates@limbo..., para não citar princípios religiosos.

O discurso de Lula era de alguém que fala para mortos. Lula parecia caminhar em um cemitério, pois suas palavras não eram ouvidas, e não precisavam serem ouvidas. Lula também parece que não sabe o que diz, ele é um louco racional, como qualquer louco, e está bêbado, e os mortos que ouvem também estão bêbados. A racionalidade dele é tão básica que até a matemática parece dizer que 2 mais 2 é 3. Ele quer o poder, o poder sem lei, sem princípios, sem regras, para fazer nada, absolutamente nada.

Se o meu detetive no livro "O Homem que era Quinta-Feira" caça intelectuais e artistas por eles serem mais perigosos que os ladrões. A minha batalha no Brasil foi perdida para todos os três tipos, intelectuais, artistas e ladrões. Também perdi a batalha para os bispos da Terra da Santa Cruz, eles costumam lutar em defesa de uma estrela vermelha e de um anel de tucum.

Não há muitos no Brasil do lado de GustavoCorção@luzdivina..., a imensa maioria não o conhece. Aliás, não consegui descobrir com GustavoCorção@luzdivina...o que os brasileiros estão lendo e ouvindo.O país realmente lembra um cemitério.

Olhei para os chamados poderes terrenos do Brasil, uma casa que parece um H de horda, bando, máfia, parece estar já nas profundezas, do outro lado da rua, vi um palácio segurado por colunas muito finas, construído por alguém que adorava a Rússia, mas o líder da casa tinha consciência mais fina ainda, do lado esquerdo era a casa dos encapuzados que jogaram tapete vermelho para o Lula, estes parecem já desejarem ser anjos de Lúcifer.

GustavoCorção@luzdivina...tem razão para frustração, alías GustavoCorção@luzdivina...parece sempre ter razão, mas vamos voltar para a Luz Divina, foi só um piscar de olhos, talvez o passado que é eterno salve o Brasil, se um dia os brasileiros desejarem novamente chamá-lo de Terra da Santa Cruz.

Do amigo de vocês, com amor,

Chesterton.



A Culpa de Ratzinger e Wojtyla no Vaticano II. Além de Lubac, Rahner, Kung, Chardin....Tenha Medo de Padres Usando Gravatas.



Na frente do Papa Francisco, o Papa Honório I, que foi excomungado, é um santo. Na frente do Papa Francisco, João Paulo II e Bento XVI são conservadores radicais, mas eles não são assim, nem foram conhecidos por serem assim, pelo contrário, ambos foram conhecidos e confessaram que eram liberais ou no máximo moderados. Francisco é fruto também das ações de Bento XVI e João Paulo II como intelectuais, além de ser fruto da renúncia de Bento XVI.

Claro que a situação atual não começou no século XX, eu diria que dentro da Igreja, a coisa começou com os inimigos de São Tomás no século XIV.

Mas no caso de Bento XVI e João Paulo II, ambos se tornaram mais ou menos conservadores depois de assumirem o pontificado (inclusive por verem os erros que defendiam), antes disso, eles pavimentaram o Concílio Vaticano II no que teve de pior: ódio à tradição católica, infelizmente.

No século XX, foi a tal "Nova Teologia", que teve em Ratzinger (Bento XVI) um dos mais renomados defensores, a maior responsável pela geração que produziu o Papa Francisco. Wojtyla (João Paulo II) foi menos relevante na defesa da "Nova Teologia", mas aplaudiu e promoveu muitos dos seus adeptos (como de Lubac, que ele tornou cardeal)

Acima vai um vídeo realmente essencial para entender o Vaticano II e os seus padres engravatados (Ratzinger, Wojtyla, Kung, Chardin, de Lubac) defensores da "Nova Teologia", que desprezavam os ensinamentos tomistas, negavam o pecado original e diminuíram a importância da Igreja Católica para salvação das almas.

O vídeo tem como base de análise um artigo de Timothy Flanders. Recomendo ler o artigo primeiro, depois ver o vídeo.

Pena que não tenho tempo para traduzir o vídeo que tem mais de 1 hora e meia.

No vídeo, também se recomenda a leitura de um um texto clássico de Reinald Garrigou-Lagrange, chamado Where is the New Theology Leanding Us? e e a encíclica Humane Generis do Papa Pio XII (o link da encíclica está em português).

Também há menções de grandes livros do grande Dietrich von Hildebrand. Recomendo qualquer livro dele, mas é mencionado o Cavalo de Troia na Cidade de Deus  e também The Charitable Anathema.