sexta-feira, 10 de março de 2017

"Papa Bento XVI é um Mentiroso, Mas é Um Único Papa que Temos"



Um relâmpago caiu obre o Vaticano e foi fotografado no dia 11 de fevereiro de 2013, dia em que o Papa Bento XVI renunciou. Na época, eu, como muitos católicos, era um fã ardoroso do Papa Bento XVI e um admirador de seus discursos e livros. Aquela renúncia para mim foi um golpe na alma e muito estranha. Mas entre os que me conheciam eu tentava responder que a única razão que eu via era a da velhice, mesmo eu achando que essa razão não fazia muito sentido, porque inúmeros papas morreram velhos e porque o Papa Bento XVI exaltava a importância dos idosos e o valor que a sociedade deveria dá a eles.

Em suma, foi um dia terrível para Igreja e para mim.

E eu acho que aquele relâmpago continua a ressoar ainda hoje e cada vez mais forte especialmente no estado de confusão que a Igreja se encontra sob o Papa Francisco.

Hoje, eu admiro bem menos o Papa Bento XVI e aceito a ideia que Bento XVI traiu a Igreja.

Esse assunto ressoou essa semana, quando o arcebispo Luigi Negri, que costuma visitar regularmente o Papa Bento XVI, nos diz que é preciso investigar as causas da renúncia do Papa Bento XVI, apontando o dedo para a Administração Obama. Ele alega que a verdade da renúncia ainda vai aparecer. De minha parte, no entanto, mesmo de longe, tenho dificuldade de acreditar nisso, não levo muito a sério teorias da conspiração, acredito bem mais na estupidez humana.

Em todo caso, as ações do Papa Francisco aumentam a raiva dos católicos ortodoxos do Papa Bento XVI.

Ontem, eu li um texto em que o autor diz que o único Papa que temos hoje em dia é o Papa Bento XVI, mesmo dizendo que o Papa Bento XVI é um mentiroso.

O autor defende que houve "erro substancial" na renúncia do Papa Bento XVI, esse erro tem base nas coerções que Bento XVI teria sofrido.

A renúncia com "erro substancial" é nula segundo o canône 188 da Lei Canônica que diz:

Cân. 188 A renúncia por medo grave, injustamente incutido, por dolo ou por erro substancial ou por simonia é ipso iure nula.

Após isso o autor ressalta as "mentiras do Papa Bento XVI".

Vejam abaixo:

So then you think Pope Benedict XVI is a liar?  YES. ABSOLUTELY.

I continue to be surprised at how many people bring this up like it is some sort of a checkmate.  Is Pope Benedict XVI a liar?  Yes.  Of course he is.  Let’s relive some of his greatest whoppers:
I am wearing white because there wasn’t a single black cassock in the city of Rome for me to wear, nor could one have been sourced in the two and a half weeks between the announcement of my “resignation” and its date of efficacy.
That, folks, is called a LIE.
How about this one:
I had to resign because the jet-lag that I would have had from going to World Youth Day in Brazil, an event which in no way even required my presence, would have prevented me from carrying on as the Vicar of Jesus Christ on Earth.
That is a boldfaced lie, folks.
And finally, this whopper:
There were four or five sodomites in the Roman Curia, but I got rid of them, and everything is fine now.
Mathematics has not yet progressed to the point enabling mankind to quantify the enormity of that lie.
Pope Benedict XVI, let me remind one and all, is no hero.  He is, because of what he has done, without question, the worst pope in the history of the Church.  All of this has its source with him.  He capitulated to the coercion.  He, in his pride, thought that he could “head fake” his enemies by fundamentally transforming the papacy itself into a polyarchy – a substantial error if ever there was one.  He thought that he could appease his enemies while still “participating in the Petrine Office”.  But he was and is wrong.  He remains the one and only Vicar of Christ, albeit “inactive” and refusing to do his duty, and he has enabled the usurpation and ascension of an Antipope hellbent on destroying the Bride of Christ from the inside out. He has enabled scandal that has, is, and will continue to drive people into eternal damnation in numbers that are terrifying to ponder.  Weak, supine, effeminate – he truly is the Pope for this age, the Pope we so richly deserve.

4 comentários:

Isac disse...

Quem foi o autor desse post?

Pedro Erik disse...

Não consegui identificar o nome dele no blog dele.
Abraço,
Pedro

Isac disse...

Agradecido, Pedro, mas o autor necessitaria se certificar melhor antes de sair caluniando o papa Bento XVI, pois no do Vaticano esteve sob extrema pressão e nem sempre obedeciam às suas ordens.
Recordamos como era vilizado nos Charlie Hebdo da vida, vítima de tudo quanto são ameaças de levar a Igreja até a tribunais, como o de Haia, acusando-a de suposta complacencia com pedófilos e muitos mais!
Finalmente, travando operações do IOR via SWIFT!
Após sua saída(?), com o papa Francisco, quanta calmaria!...

Pedro Erik disse...

Verdade, meu amigo. Só coloquei as acusações de mentira dele, porque são factuais. O Bento XVI realmente as disse e errou mesmo.

Abraço,
Pedro