segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Conversão de Judeu, Professor de Harvard: Nossa Senhora Ensinou Oração em Português! A Oração que Ela mais Ama.



No vídeo acima, o Dr. Roy Schoeman, professor renomado de business de Harvard, relata seu processo de conversão para o catolicismo, que envolveu aspectos místico: visitas ao paraíso e conversa com Nossa Senhora.

Não posso traduzir o vídeo todo, mas vou apenas relatar o que ele disse:

1) Ele começou contando um pouco de sua vida. Schoeman é filho de alemães que fugiram da Alemanha nazista para os Estados Unidos. Seus pais eram conservadores judeus e colocaram o filho para se formar entre judeus mais conservadores e ele aprendeu a desprezar o cristianismo, em especial a desprezar a Igreja Católica.

2) Na juventude, Schoeman iniciou processo de adesão ao atesísmo que se estendeu até alcançar o posto de professor de Harvard.

3) Em certo momento, Schoeman teve fortes reveses tanto no lado profissional como no lado pessoal e entrou em desespero, que não encontrava respostas em seu ateísmo;

4) Decidiu ficar a sós e encaminhar em uma praia agradável sozinho. Caminhando, de repente, ele se vê no paraíso, como se tivesse atravessado uma cortina a partir do mundo material para o paraíso e sentiu a presença de Deus e ele disse a Deus: "Diga quem você é, eu não me importo se é Buda, eu me tornarei um budista, não me importo se é Apollo, eu me tornarei um pagão romano, eu não me importo se é Khrisna, eu me tornarei hindu, tudo isso menos que seja Cristo". 

5) Deus não respondeu a Shoeman. Shoeman diz no vídeo que Deus respeitou suas crenças e condenações ao cristianismo;

6) Depois de um ano, em que passou em busca de explicações místicas, Shoeman encontrou Nossa Senhora em sonhos. Para ele, a visão foi da mulher mais bela já vista com a voz que era a própria essência da música, que enchia o corpo dele de um amor esplendoroso. Shoeman logo identificou com Nossa Senhora. E desejou ficar de joelhos e saber rezar a Ave Maria. Mas ele não sabia rezar a oração.

7) Nossa Senhora disse para ele: "Responderei a qualquer pergunta sua".

8) Shoeman, ainda encucado com a oração que não sabia e sem querer reconhecer que não sabia, perguntou: "Qual é a oração que a Senhora mais gosta?"

9) Nossa Senhora respondeu: "Gosto de todas as orações".

10) Shoeman insistiu: "Mas deve ter uma que a Senhora gosta mais".

11) Para surpresa de Shoeman, Nossa Senhora respondeu em português.

12) Shoeman teve que decorar parte da oração e depois encontrar uma amiga católica que falava português. (ele conta essa parte a partir do minuto 21 do vídeo)

13) A oração que Nossa Senhora mais gosta é: "Oh, Maria Concebida sem Pecado, Rogai por Nós".

14) Ainda na presença de Nossa Senhora, ele sabia, como estudioso do judaísmo, que os homens não podem adorar os anjos, pois os anjos são também criaturas de Deus e ele sabia que no cristianismo, Nossa Senhora também era uma criatura de Deus, apesar de ser a rainha dos anjos, mas ficou deslumbrado pela magnificência da alma de Nossa Senhora. Nossa Senhora lhe disse: eu sou apenas uma criatura, fui criada, Deus é tudo. 

15) Daí ele perguntou como Nossa Senhora gostaria de ser chamada: "Eu sou a amada filha de Deus, mãe do Filho e esposa do Espírito Santo"

16)  Como Shoeman nunca tinha lido o Novo Testamento só conhecia Nossa Senhora pelas canções de Natal, ele perguntou como era "esse negócio de espírito santo".

17) Nossa Senhora respondeu apenas olhando para o alto e dizendo: "Espírito Santo é a contemplação de Deus" (não sei bem como ttadtrad "gaze", preferi contemplação).

18) Depois do sonho, Schoeman sabia que era Cristo que ele tinha sentido no paraíso e quem era Nossa Senhora. Mas não sabia da diferença entre católicos e protestantes.

19) Daí Schoeman passou seus tempos livres visitando lugares no mundo de adoração a Nossa Senhora.

20) Visitando La Sallete, local de aparição  de Nossa Senhora, Schoeman teve outra experiência mística.

21)  Schoeman chegou ao santuário de La Sallete porque queria visitar santuários marianos e acabou se hospedando no próprio santuário por conta das péssimas condições do clima que não permitiram que ele deixasse o local.

22) Ficou por 10 dias no local, caminhando e com muita vontade de dormir. Sentia forte a presença de Nossa Senhora, sentia que ela operava nele concerto amplo de sua alma. 

23) Em contato com uma pessoa na França, essa pessoa sugeriu que ele procurasse um convento cartusiano, onde o silêncio e a oração imperam. 

24) Ligou no convento mas o prelado do convento disse que não era permitido. 

25) Schoeman insistiu, escreveu sua história ao convento, e acabou sendo permitido que ele ficasse por um tempo. Lá ficou em meio ao silêncio e a oração.

26) Schoeman se assustou com a alegria dos cartusianos e também em como as orações exaltavam o que os judeus exaltam,  viu muitas semelhanças e respeito com o judaísmo.

27) Saiu de lá em pleno amor a Nossa Senhora e entendeu que ela não apenas vive na Igreja Católica e é o próprio coração da Igreja.

28) Schoeman se batizou em 1992.

29) Ele termina o vídeo defendendo a comunhão diária em nome da vida eterna, disse que em 22 anos como católico só não comungou por apenas uns 12 dias, por conta de viagens.

30) Termina também exaltando o catolicismo, como a religião que pertence à eternidade.

31) Ele tem especial preocupação com a conversão dos judeus. Durante o vídeo ele compara o judaísmo a um cachorrinho que adorava a criança que é seu dono. Mas quando a criança sai de casa e volta só como jovem, por conta de cursos escolares, o cachorro quer matar o jovem por não reconhece-lo.

Schoeman escreveu livros sobre sua conversão e sobre salvação dos judeus como o que vai abaixo:


Há também vários sites que descrevem o processo de conversão dele, às vezes com palavras do próprio Shoeman, como este aqui.


6 comentários:

Luiz Flávio Arreguy Maia disse...

Maravilhoso!
Muitos acham que não há mais milagres...

Unknown disse...

Quando se deu a conversão dele? É recente pelo visto...

Pedro Erik disse...

Boa pergunta, não sei. Vou ver se lembro amanhã de ver.

Abraço, meu caro.

Luiz Flávio Arreguy Maia disse...

Não se esquecerá, tem que complementar como prometeu
..

Isac disse...

Os judeus têm um tenaz ódio a Cristo múlti secular e as perseguições anti semíticas mundo afora seriam da diáspora adiante, naquele até hoje vigente: "... caia sobre nós o Seu Sangue e sobre nossos filhos" - Mt 27 25.
D Vincenzo Paglia e todos os mais conspiradores adversarios de Cristo pertenceriam à judaico-maçonaria, mesmo em PCs-TL e similares que perseguem a Igreja, a começar de todos os malfeitores de seu interior, tipo Pe James Martin e A Abascal, D Luigi Capozzi etc. seriam infiltrados dessa facção diabólica etc..
Seria tempo de existir ou iniciar a conversão dos judeus ao cristianismo, uma das características dos tempos do fim?

Unknown disse...

Muito lindo. Quem me dera uma experiência dessa. Ele deve ser um dos escolhidos. Abençoado seja!