sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Vídeo - Bono Vox (U2): Quem é Jesus Cristo?




Em geral, não gosto de colocar opiniões religiosas de artistas, pois eles costumam ser muito voláteis, muito modistas, especialmente quando são mais novos e precisam do apoio da mídia. Bono Vox já tem muito anos de estrada e está muito firme no panteão dos artistas mundiais. Ele não precisaria tanto seguir o que dita o modismo.

Ele deu a entrevista acima no qual leva o entrevistador a se interessar sobre o que Bono Vox pensa sobre Jesus Cristo.

É interessante ver que o cara que faz entrevista se mostra assustado por Bono Vox acreditar que Cristo é Deus, que Cristo realiza milagres que estão a nossa volta. O entrevistador deve ser um ateu convicto. Bono Vox respondeu com calma e firmeza sua crença em Jesus Cristo.

Bono Vox diz, com conhecimento bíblico, que Cristo disse que ele era o Messias, que ele era Filho de Deus e foi crucificado justamente por dizer isso. Então, só há duas alternativas: Ou Cristo é Deus ou Cristo é louco. Assim, Cristo não pode ser o que muitos pensam, apenas um Mestre ou alguém de valor. Isso não é justificado pelos fatos.

O entrevistador achou que Bono Vox fosse dizer que ou Cristo é Deus ou não é. Mas não é isso. Bono Vox ressalta a firmeza de Cristo em se dizer o Messias a ponto de morrer no pior tipo de morte.

O site The Church Pop lembra que a argumentação de Bono Vox é semelhante a usada por C.S.Lewis que disse que Cristo ou é Deus, ou é louco ou é um mentiroso. Lewis disse que se Cristo não é Deus, ele não pode ser um bom mestre, pois teria mentido radicalmente ou seria um lunático. 

Vejam o vídeo acima e prestem atenção no entrevistador, na incredulidade em ver um astro do rock ter crença em Cristo e ter conhecimento minimamente profundo sobre Cristo.


2 comentários:

Adilson disse...

Bom, certamente Bono terá uma vida bem difícil diante dos senhores do mundo, especialmente diante do pessoal da imprensa musical, tão podre e tão inimiga de Deus e de si mesma. Nesse caso, é dever nosso rezarmos por ele, e sempre que pudermos o incluirmos na oração do Santo Terço. Bela postagem, nobre Pedro.

Pedro Erik disse...

Verdade, caríssimo Adilson.
Abraço,
Pedro