quarta-feira, 13 de março de 2019

E-book: Quem é o Papa Francisco?




Aprenda passo a passo, desde 2013, sobre quem é o Papa Francisco e como é o seu pontificado.

Lanço hoje meu e-book, sobre o pontificado do Papa Francisco, no dia que esse pontificado completa 6 anos. O objetivo do e-book é colocar as ações e palavras do Papa Francisco diante do leitor.

O nome do livro é Papa Francisco: dos Sapatos Pretos à Heresia? - Reporte Diário. 

O e-book custa 4 dólares, menos de 15 reais. Comprem na Amazon, clicando aqui.

Será fake news aquilo que falam dele? Será um Papa misericordioso e amoroso? Será herético?

Abaixo vai parte do texto que está no Prólogo do livro e também  minha biografia.





- Parte do Prólogo

Como deve ser feita uma “crítica filial” (crítica respeitosa) a um papa? Além de ser respeitoso, acho que se ater aos fatos é a melhor estratégia. É o melhor caminho para se evitar argumentos baseados em simples opinião e também para se afastar falácias. Como lembrou o cardeal Brandmüller, ao ser perguntado se Bento XVI tinha realmente renunciado: de internis non iudicat praetor (um juiz não julga coisas internas, subjetivas, julga apenas fatos). Papas são homens, sendo assim eles erram. As questões que surgem devem se restringir ao grau e ao volume desses erros factuais.
Não devemos colocar na conta do Espírito Santo a má escolha de um papa, há imensa liberdade para escolha errada, como disse Bento XVI. Inúmeros papas foram controversos, desde que São Pedro negou Cristo três vezes, mesmo entre os que foram canonizados. Além de papas controversos, a Igreja aceita que já existiram papas péssimos e até heréticos. Dentre esses péssimos e heréticos, os mais reconhecidos como tais são Libério (323-366), Honório I (625-638), Estevão VI (896-897), João XII (955-964), Bento IX (que conseguiu, por meio de simonia, ser papa por três períodos 1032-1044, 1045, 1047-1048), João XXII (1316-1334), Alexandre VI (1492-1503) e Leão X (1513-1521). Sendo que geralmente se nomeia Honório I e João XXII como heréticos. Papas podem errar de forma grave tanto em termos do magistério como em assuntos mundanos.
Clamo à Nossa Senhora para que os leitores deste livro não percam a fé na Igreja e sim que eles a reforcem. Eles devem saber que apesar de a Igreja ter momentos terríveis, a Igreja os supera para continuar sendo a mais antiga instituição do mundo e a mais caridosa. Como disse um dos maiores especialistas sobre a história dos papas, Eamon Duffy, a história do papado é a história de uma das mais extraordinárias instituições da humanidade. Essa história se relaciona com todos os aspectos da humanidade – vida, morte, família, capitalismo, socialismo, arte, paz, guerra, etc. No imenso período de presença da Igreja, como o escritor inglês Chesterton lembrou, o cristianismo morreu várias vezes e ressuscitou, “porque ele tem um Deus que sabe a maneira de sair do túmulo”. Os leitores também devem saber que a Igreja não se sustenta só nos ombros do papa e dos clérigos, mas também nos ombros dos leigos. No seu livro, Bennett assinalou que nos piores momentos da Igreja, os leigos católicos brilharam mais na defesa do cristianismo.
Quem é o Papa Francisco? Alguns autores já o definiram como papa misericordioso, outros como papa político, outros como ditador, outros como peronista, outros como comunista e outros como um papa que tentará mudar radicalmente a Igreja.
O filósofo e historiador argentino Antonio Caponnetto, que escreveu sobre o cardeal Jorge Bergoglio mesmo antes deste se tornar Papa Francisco, declarou no final de 2018 que Francisco é como se fosse o líder das igrejas condenadas no Apocalipse, ele é “apóstata, herege, blasfemo, sacrilégio e traiçoeiro”. Caponnetto afirmou que o Papa não tem princípios, era capaz de negar a existência do demônio e em seguida pedir que os fiéis rezassem contra o demônio que invadiu a Igreja.  Caponnetto deu sua opinião. Mas ele também disse que tudo isso pode ser provado “passo a passo”.
Caponnetto usa palavras bem fortes contra seu conterrâneo no Vaticano que ele conhece há bastante tempo. Será que Caponnetto é um inimigo de Bergoglio por conta de outras questões não relacionadas ao magistério da Igreja? Será ele alguém querendo aparecer em um momento de confusão dentro da Igreja? Não sei.
Mas o objetivo deste livro é fazer esse “passo a passo” sugerido por Caponnetto. Procuro me apoiar em fatos, isto é, atos e palavras do Papa Francisco. Esse caminho pode jogar luz na verdade sobre o pontificado de Francisco. Acompanhei diariamente as palavras e as ações do Papa Francisco desde o início do seu pontificado e também li o que teólogos, pensadores e clérigos comentaram sobre o seu pontificado, além de notícias relacionadas ao pontífice. 

- Resumo biográfico

Pedro Erik Carneiro tem PhD em Relações Internacionais e possui certificados de teologia pelo New Saint Thomas Institute dos Estados Unidos.
É professor há mais de 15 anos. Atualmente ministra aulas no Centro Universitário Unieuro e na Escola de Administração Fazendária e trabalha no Ministério da Economia do Brasil. Tem artigos publicados no Brasil e no exterior sobre diversos assuntos, como finanças internacionais, meio ambiente, terrorismo islâmico e literatura.

Possui dois livros publicados no Brasil, sendo um sobre guerra justa (Teoria e Tradição da Guerra Justa: do Império Romano ao Estado Islâmico, 2016, editora Vide Editorial) e outro sobre comércio exterior (Perspectivas do Comércio Exterior do Brasil em um Mundo Caótico e sem Vantagem Comparativa, 2017, Editora Prismas), além de ter organizado o livro Temas para o Comércio Exterior (também Editora Prismas, 2017) que contou com a colaboração de economistas do Ministério da Economia e do Banco Mundial. Em literatura, Dr. Pedro Erik publicou em 2018 o artigo God and the Dystopias no Journal of Academic Perspectives (Volume 2018, No.1), que trata de literatura distópica e teologia.    



6 comentários:

mfm disse...

Talvez por estar na Alemanha, não poderou comprar Não sei.

Pedro Erik disse...

Meu caro, eu comprei para testar ontem à noite e consegui. Não sei se é o caso de você estar na Alemanha.

Mas muito obrigado por tentar, por favor, se tentar novamente e não conseguir me avise.

Abraço,
Pedro Erik

Emanoel Truta disse...

Olá Pedro, primeiro quero parabenizá-lo pelo excelente trabalho.
Deus continue abençoando e lhe dando as graças necessárias para alcançar o céu.
Como país de família, nossa kissmi é transmitir a fé a nossos filhos. No prólogo do livro é o que você deixa mais nitido para os leitores. Meus parabéns! Principalmente por que busca em São Tomás de Aquino a base para expor o "diário" do que vem ocorrendo nestes últimos seis anos. Tarefa árdua, mas necessária. E mais ainda, se limitar aos fatos.
Ser católico é uma graça de Deus, vez ou outra repito isto para minha esposa, e nestes tempos mais ainda.
Irei adquirir em breve o ebook.
Estava lendo um texto hoje é só pelo prólogo do seu livro vejo o quão estão ligados.
Segue link:http://catolicosribeiraopreto.com/estar-no-erro-com-o-papa-ou-ter-razao-com-a-tradicao-indo-contra-ele/

Nós amamos e rezamos pelo Papa, mas como o primeiro Papa, São Pedro, mesmo nos ensina: "antes obedecer a Deus do que aos homens".
Viva Cristo Rei e a Imaculada Conceição!
Emanoel

Pedro Erik disse...

Muito obrigado, caríssimo Emanoel.

O seu nome faz parte da lista de leitores do blog que eu agradeci no ebook. Muito obrigado por todo apoio.

Fique na guarda de Nossa Senhora.

Obrigado pelo link enviado.

Grande abraço,
Pedro Erik

Adilson disse...

CERTAMENTE, vou adquirir esse livro. Até o momento eu não tinha comentado essa postagem pois andei resolvendo alguns problemas e me ocupado com outras questões. Será muito bom analisarmos a própria linha histórica do papa. Parabens, Pedro. SALVE MARIA!

Pedro Erik disse...

Obrigado, meu amigo. Seu nome está também entre aqueles que receberam meu agradecimento no livro.

Agradeço aqui novamente.

Abraço,
Pedro Erik