quinta-feira, 11 de abril de 2019

Temos Educação que Não Educa. Qual é a Solução?


Temos um ministro da educação que não sabe o que é trivium ou quadrivium, nem sabe explicar a diferença entre Piaget e Paulo Freire?

Ele deveria saber, mas isso não nos impede de aprender. Como disse José Moni Nasser na Introdução do livro Trivium: "a educação prospera quando é procurada livremente".

Existem inúmeras personalidades que não gostavam da educação que é ensinada hoje em dia como Einstein, Woody Allen, Oscar Wilde, Churchill e Chesterton.

Por outro lado, a educação nas escolas pode ser bem melhor sim. Se elas adotarem os livros certos.

Hoje em dia tem-se  a noção de que qualquer leitura é boa, isso é um pensamento estúpido da modernidade. Temos que ler os livros certos. Para entendermos quais são os livros certos, temos, no entanto, de termos a moral certa.

A Igreja Católica possui experiência milenar em educação. Para mim, a formação educacional católica é um ensino em busca Verdade, ensina ferramentas que nos proporcionam aprender desde teologia até astronomia, na direção do que é Verdade e Belo. Esse método de ensino não foi superado pelo ensino moderno do "construtivismo" ou "humanismo".

Para conhecer, o método católico há bons livros disponíveis em português, como os livros de Ruy Afonso da Costa Nunes, disponíveis na editora Vide Editorial, o Trivium da Irmã Miriam Joseph e também o Quadrivium, ambos da É Realizações.

Já há escolas disponíveis que conhecem e procuram respeitar o método do ensino católico tradicional.

Li hoje, o que Chesterton pensava sobre educação no site do National Catholic Register, e lá se indica escolas que ensinam os "padrões eternos" que recomendava Chesterton.


6 comentários:

Adilson disse...

Tudo isso explica o vazio e decadência em que se tornou a Santa Igreja. Creio que o estado brasileiro não tem a menor capacidade e condição de dar educação. Basta olhar para os políticos (esquerda ou direita) que logo se vê o abismo neles. Serão necessários muitos e muitos anos, até que uma boa parte de nossa sociedade opte por buscar a alta educação. O problema é que há uma gigantesca massa de idiotas à frente das escolas, seja pública ou particular. Pra piorar, as escolas ditas católicas estão mais perdidas que tudo.

Pedro Erik disse...

Concordo plenamente, meu amigo.

Será preciso muitos anos para que se busque a verdadeira educação.

Abraço

Maria Martha disse...

devemos começar já. "Pequenas coisas são causa de grandes coisas. Tanto no mal como no Bem começa-se do pouco". Um talento basta! Cada um deve partir para o seu combate de "Empel".

Unknown disse...

Se o Bolsonaro acha que botar um "olavete" no Mec vai resolver algo, lamento dizer que só vai fazer o esquerdismo avançar ainda mais. Eu sugiro que nem o MEC era para existir, e que universidade nao é para formar mao de obra, mas se querem continuar no erro á direita.....

Pedro Erik disse...

Verdade, Maria. Cada um pegue suas armas.

Pedro Erik disse...

Boa análise.
Abraço