segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

Cardeal Zen: "Acredito que Francisco tem Simpatias pelos Comunistas Chineses". "Francisco Sempre Elogia o Governo Chinês"



Assistimos diante de nossos olhos um perverso acordo entre China-Vaticano que está entregando completamente a fé católica ao partido comunista da China.

Vimos diante de nossos olhos o martírio do cardeal Zen que nos alerta disso há bastante tempo.

O cardeal Joseph Zen, de Honk Kong, expôs em vários sites e jornais recentemente que o Vaticano do Papa Francisco deu tudo para a ditadura chinesa e recebeu nada em troca. O que o acordo China-Vaticano deu foi mais perseguição religiosa e destruição da fé católica autêntica da Igreja Católica que sobrevivia fora do domínio estatal. Na China, o estado determina quem vai ser bispo, e a China tem legitimado até bispos excomungados, enquanto o Vaticano silencia ou até pede para que bispos legítimos se afastem.

A China está obrigando a retiradas dos crucifixos da Igreja e substituição da imagem do Xi Jinping. A China não permite que jovens frequentem as igrejas. Celebrações de Natal são proibidas também. A tradução da Bíblia tem que se adequar ao que pensa o partido comunista chinês. Sepultamentos cristãos não são permitidos.

E, by the way, cardeal Zen diz que ninguém nunca viu o acordo. Secreto.

Acima, temos uma entrevista dele ao site Life Site News.

No vídeo, ele diz: "Francisco nunca disse nenhuma palavra sobre o sofrimento que ocorre aos católicos na China. Ele sempre elogia o governo chinês. Quando perguntado sobre isso, Francisco não disse nada, disse apenas que há problemas em todo lugar, na França, na África, etc., e que ele está rezando".

Diz também: "Muitas pessoas em Roma e em volta do Papa estão celebrando o acordo com a China que está destruindo a Igreja Católica lá, em favor de uma igreja católica "patriótica" apoiada pelo governo chinês. Mas o povo católico chinês está muito triste. Eu estou muito triste. A igreja católica "patriótica" sempre foi cismática e agora o Vaticano se rende. A realidade é que o acordo com a China piorou a perseguição aos católicos. Vaticano deu tudo nas mãos das autoridades chinesas, nem mesmo uma procissão em volta da Igreja passa a não ser permitida". 

"O comunismo chinês não entende bondade, só entende a força".

Ele lembrou as concordatas na história da Igreja com ditadores, como com Napoleão e Hitler. Nenhuma delas funcionou, obviamente.  Os ditadores passam a respeitar menos a Igreja e aceleram a perseguição aos católicos e membros do clero.

Cardeal Zen também entrevista ao jornal inglês The Catholic Herald, no qual ele diz as seguintes passagens.

Cardeal Zen exclama: "Eu não nenhum apoio no Vaticano. Nenhum".

Cardeal Zen diz ainda: "Francisco pode ter alguma simpatia pelos comunistas, porque na América do Sul, os comunistas são os mocinhos, sofrem por justiça social. Mas não os comunistas [chineses]. Eles são perseguidores. Portanto, humanamente, a situação é desesperadora para a Igreja Católica: porque sempre podemos esperar que os comunistas persigam a Igreja, mas agora [católicos fiéis] não recebem ajuda do Vaticano. O Vaticano está ajudando o governo, se rendendo, entregando tudo nas mãos deles."

Mesmo assim cardeal Zen tenta livrar Francisco e acusa o cardeal Parolin, o negociador de Francisco para a China. Interessante, como Francisco sempre consegue uns "capangas" para levar a culpa, o caso do Sínodo da Amazônia também repetiu esse padrão.

Cardeal Zen por vezes tenta livrar um pouco Francisco, mesmo dizendo que os membros do clero que estavam no poder com Bento XVI continuam no poder com Francisco, mas agora agem completamente diferente.

Ele ataca especialmente cardeal Parolin que está nas cabeças do Vaticano desde Bento XVI. Com Francisco, Parolin destruiu a comissão que Bento XVI montou para analisar a questão chinesa. No vídeo acima, Zen chega a dizer que Parolin despreza mártires da Igreja que lutaram contra ditadores e que ele não é um homem de fé.

Zen diz: "Então, eu posso dizer sinceramente que não sou. Acho que o papa está OK. Mas estou lutando com o [cardeal Pietro] Parolin porque as coisas ruins vêm dele. Dele. Ele ainda é tão, tão otimista quanto ao chamado "Ostpolitik", o compromisso. Mas você não pode se comprometer: eles querem uma rendição completa - é o comunismo. ”

Cardeal Zen conta o caso do bispo Guo que não aceitou a rendição ao governo chinês, mesmo a pedido do Vaticano para que se rendesse, e hoje vive nas ruas!

Há outras entrevistas, como essa aqui para o World Over.

Finalmente, se Vaticano não age contra a China, ao que parece Deus está agindo, além do coronavirus a China está sofrendo invasão de gafanhotos (praga bíblica)

Rezemos por Zen, um claro mártir que vemos em vida!



13 comentários:

Leonardo Santana de Oliveira disse...

Volto a dizer, quanto mais estudo sobre o sedevacantismo mais tenho certeza que o sedevacantismo é a única explicação racional e lógica para todas essas abominações e heresias escandalosas que hoje ocorrem nessa falsa igreja conciliar!

Leonardo Santana de Oliveira disse...

A prova que a "igreja" conciliar, nascida do herético concilio Vaticano II, é uma falsa igreja que eclipsou a Santa Imaculada Igreja Católica Apostólica romana é o fato dessa seita conciliar ser incoerente e contraditória. Ora, incoerência e contradição são provas de mentira e a mentira tem por pai o diabo!

Nosso Senhor Jesus Cristo, Cabeça da Santa Imaculada Igreja Católica Apostólica romana, disse que Ele é a Verdade, portanto, a Santa Imaculada Igreja Católica Apostólica romana não é essa falsa "igreja" nascida do herético concilio Vaticano II modernista!

Leonardo Santana de Oliveira disse...

Vcs podem ver com seus próprios olhos e ouvir com seus próprios ouvidos as venenosas heresias modernistas do Vaticano II, encarnadas na pessoa de Bergoglio!
Esse lobo em pele de cordeiro NÃO É O VIGÁRIO DE CRISTO NA TERRA, ele é o vigário do demônio!

Leonardo Santana de Oliveira disse...

"Católico e socialista são termos antitéticos.(...) Socialismo religioso, socialismo cristão, são termos contraditórios. Ninguém pode ser, ao mesmo tempo, bom católico e verdadeiro socialista" (Pio XI, Quadragesimo Anno, Denzinger, 2270).

Adilson disse...

Na história da Igreja se registrou papas tendo filhos, papas frios e sem firmeza, papas desligados, papas sem brilho, etc., mas todos eles de alguma forma veneravam a Tradição e não agiam contra ela. Agora, um papa próximo a tudo o que há de pior em matéria de inimigos da Igreja, como numa amizade pacífica sem os condenar publicamente, e chegar ao ponto de chamar de bobagem a doutrina de que a Santissima Mãe de Deus é corredentora, aí é demais.

Pergunto: cabe o título de ANTICRISTO a esse papado, visto que ele não CONDENA PUBLICAMENTE os mais terriveis males condenados pelo Cristianismo? Ora, é mais que evidente que o anticristianismo é negação ou supressão de tudo o que é condenável pela Igreja. E se o papa não tem suas ações espelhadas nessa orientação então é IMPOSSÍVEL que esse homem tenha a CHAMA da Religião Católica.

Leonardo Santana de Oliveira disse...

Prezado Adilson, suas palavras me arrepiaram e me deixou extremamente emocionado!
Infelizmente muitos católicos sofrem de dissonância cognitiva e não enxergam as várias e várias provas e evidências que Bergoglio é um antipapa herege público e escandaloso!
Nós leigos, que temos que clamar, denunciar os lobos em peles de cordeiro que estão dialogando com os lobos do mundo achando que os lobos viraram VEGANOS!

Nosso Senhor falou que se os Apóstolos se falassem as pedras falarão, é nós, leigos,somos as pedras!
In Corde Jesu, semper!

Emanoel Truta disse...

Boa noite,

Realmente só podemos estar no fim dos tempos.

Vez ou outra fico me perguntando, se aquele profecia do novo catecismo da Igreja não faria parte do 3 Segredo de Fátima? O que fala sobre a impostura religiosa.

Essa dos gafanhotos foi bem lembrada Pedro.

Esses dias estive olhando para o céu, e uma estrela me chama a atenção. Ela tem um brilho diferente. Hora irradia uma luz mais forte, hora fica fraquinha. Lembro de um texto que li, em que o padre Malachi Martins diz para olharmos para o céu. Para vermos o sinal de Nossa Senhora, o aviso.
Desde 2017, vejo essa estrela, antes era mais incandescente, hoje esta mais clara.

Em tempo, o papado atual parece mais com o descrito na profecia de São Francisco de Assis, inúmeras ordem religiosas fechadas... etc.

Valei-nos Imaculada Conceição!

Leonardo Santana de Oliveira disse...

Digo pra vcs prezados amigos,Pedro e Edilson, NUNCA na minha vida, em meus 38 anos de vida, NUNCA senti a paz e o elemento espiritual e intelectual que estou tendo desde que passei a estudar os Divinos Ensinamentos do Sagrado Magistério da Santa Imaculada Igreja Católica Apostólica romana!

Todo o edifício doutrinal da Santa Igreja é ele coerente racional e lógico!Diferente do "magisterio" dessa seita modernista conciliar que fere de morte a lei de não contradição do maravilhoso e genial Doutor da Santa Imaculada Igreja Católica Apostólica romana São Tomás de Aquino!

Leonardo Santana de Oliveira disse...

*calassem

Pedro Erik disse...

Obrigado, pelo seu depoimento de fé, caríssimo Leonardo Santana de Oliveira.

Viva o Doutor Angélico (São Tomás).

Grande abraço.

Pedro Erik

Anônimo disse...

Boa noite. Acredito que é revolta que muitos estão sentindo é justa e fruto de verdadeiro selo com o tesouro da fé. Também acredito que a maioria dos 'católicos do IBGE' não procuram conhecer melhor à Nosso Senhor Jesus Cristo, a Santíssima Virgem Maria e as provações daqueles que alcançaram a honra dos altares e hoje formam a Igreja Triunfante. Bem como não buscam viver o Evangelho ou aprender e apreender as escrituras, a tradição e o magistério, uma categoria de pessoas na qual me coloco, pois tenho pouquíssimo conhecimento da minha inestimável fé. Mas mesmo fazendo o mínimo, desde a minha última confissão, onde decidi seguir o conselho que Nosso Senhor deu à mulher adúltera cuja vida salvou -"Vai e não peques mais"- tenho notado como muitos estão aflitos a ponto de correrem o risco de perderem a fé. No entanto, observo que em vários momentos da caminhada da Santa Igreja pela história do mundo, momentos como os que vivemos agora (parecidos em maior ou menor medida) têm se repetido e muitos se voltam para as profecias. Não digo que estão erradas, mas acredito que se somos ensinados à meditar os novíssimos, devemos pensar em se de fato estamos testemunhado o tempo das referidas profecias. O que quero dizer irmãos, é que a Igreja, o Corpo Místico de Cristo, Mãe e Mestra, é uma instituição divina, dirigida por homens, mas de natureza divina. Por isso, se olharmos para o transcorrer dos tempos, as instituições humanas, organizações políticas e recentemente econômicas (empresas),tem seu apogeu quando governadas por sábios e desaparecem quando lideradas por incautos. Impérios, reinos, grandes empresas, elas ascendem e caem. Mas não a Igreja: muitos homens que não deveriam ser Bispos de Roma já se sentaram na Cátedra de São Pedro, heresias e poderes seculares atentaram contra Ela, mas sempre continuou: porquê é divina. Por isso, apesar de tudo, penso que devemos rezar pela conversão do Santo Padre, pois ele não está agindo segundo o Espírito Santo, mas segundo a carne e o sangue, como ocorreu com São Pedro logo após sua proclamação sobre Cristo é Cesárea de Filipe. Devemos confiar nas promessas de Cristo e acreditar no que está no último capítulo do Apocalipse, pois já sabemos como será o final de tudo,com a Vitória de nosso Deus, o triunfo do Imaculado Coração de Maria. Escolhamos portando de que lado ficaremos, e guardemos a fé, pois é isso que católicos fazem: nós lutamos.

Pedro Erik disse...

Amém, meu amigo(a) Anônimo (a).

Obrigado. Que nós lutemos com Cristo pela Igreja Dele.

Abraço,
Pedro Erik

Emanoel Truta disse...

Nosso amigo anônimo resumiu tudo. Rezemos e roguemos a Deus pela Igreja, pelo papa e por cada um de nós.

Viva Cristo Rei!