sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Carta Aberta: 190 Generais, Almirantes e Brigadeiros dos EUA contra Acordo com o Irã


Esperei para ver se saía em algum site brasileiro essa notícia. Mas não vi. Então, aqui vai. 190 militares aposentados das mais altas patentes dos Estados Unidos assinaram uma carta aberta contra o Acordo com o Irã, que foi assinado em junho entre o Irã e mais seis países (EUA, Alemanha, França, Rússia, China e Reino Unido).

Os militares dizem que, ao contrário, do que se diz, o acordo vai facilitar que o Irã tenha bomba nuclear.

No mesmo dia, que li sobre essa Carta Aberta, li que a ONU declarou que o Irã continua expandindo sua usina nuclear em Parchin, após o Acordo.

Vejamos o que diz a Carta Aberta, divulgado pelo Washington Post. Não coloquei a lista dos 190 generais, almirantes e brigadeiros, são muitos, vejam no link.

É uma carta histórica. E veio em momento que o Congresso dos EUA discute se aprova ou não o Acordo, por isso é direcionada aos líderes do Congresso e não ao Obama que já aprovou o Acordo.







2 comentários:

Adilson disse...

Continuando...

O seguinte fragmento me chama a atenção: "Os militares dizem que, ao contrário, do que se diz, o acordo vai facilitar que o Irã tenha bomba nuclear".
Pergunto: por mais que a verdade esteja estampada perante o mundo (graças a Internet), isso faz alguma diferença para canalhas como Obama e uma sádica como a Hilary Clinton, ou os jornalistas cínicos do NYT ou os tablóides esqeuerdistas em geral? A coisa tá tão podre que sequer suporto ouvir os picaretas da Globo e do GlobNews...
Minha conclusão: creio que tais informações, dada a atual situação do mundo, só tem valor mesmo para os que amam a verdade dos fatos.

Abraço.

Pedro Erik disse...

É mesmo, a verdade tem perdido muito "depois de quatro séculos de relativismo e ataques ao cristianismo" como disse John Sênior.
Abraço,
Pedro Erik