quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Vídeo Histórico: Nigel Farage se Despedindo do Parlamento Europeu.



Vídeo acima do The Telegraph com o último discurso de Nigel Farage no Parlamento Europeu.
O vídeo começa com a última parte do discurso, mas assistam após isso e verão o discurso completo.

Farage é sempre brilhante em seus discursos, algumas decisões dele foram equivocadas, mas ele é inigualável quando se tem de falar contra o erro histórico da União Europeia.

O vídeo mostra que a líder da mesa fez a estupidez de marcar o momento dizendo que Farage retirasse as bandeiras do Reino Unido e dizendo que ali não se odiava nenhum país, quando na verdade Farage disse que odiava a União Europeia e todo o seu aparelhamento anti-democrático.  A mulher só ajudou a confirmar as palavras de Farage.

A União Europeia precisará de outros Farages para continuar mostrando a tirania dela.

Viva Boris Johnson por conseguir apartar o Reino Unido da União Europeia. Farage reconheceu isso, mas ainda critica o plano de Johnson.

Ele não teria conseguido o Brexit. Só Johnson.


4 comentários:

Anônimo disse...

Olá amigo, bom dia!
Perdoe a minha ignorância, mas poderia me explicar porque considera a União Europeia uma tirania?
Obrigado!
Gustavo.

Unknown disse...

A postagem de hoje me fez lembrar dois intelectuais que abordam os crimes de grandes corporações no apoio regimes controladores:

1) Athony Sutton, autor de um importante livro chamado WALL STREET AND THE RISE OF HITLER. Neste livro, Sutton denuncia
como grandes corporações dos EUA financiaram o nazismo (e a URSS) antes e até durante a 2a Guerra. Standard Oil, Ford, GE,etc. Teve até fundos no nome de R. Hess e Heinrich Himmler, onde depositavam dinheiro, muito dinheiro.

2) David Black com o livro A Guerra Contra os Fracos, onde ele revela coisas semelhantes, mas no campo Eugénio, termo que foi substituído pela palavra genética. Pena, a maioria dos estudantes ignoram essas informações, pois do buscam a formação pelo ganho...se aprendessem um pouco sobre isso, teriam argumentos pra jogar na cara de socialistas imbecis, e mostrar que o socialismo e o nazismo tiveram poderosos financiando as duas loucuras.

A UE e a ONU não existiriam sem essas mesmas corporações: são os mesmo agentes financiando governos e políticas totalitárias, globais e antidemocráticas em nosso tempo. Fizeram no passado e fazem hoje, e livremente. Eles gostam mesmo é de destruir as liberdades individuais. Eles querem o fim dos tais estados nacionais e as soberanias locais. Querem controlar e governar os povos, querem os políticos como cachorros deles, para que só a economia (deles) seja o SENHOR sobre todos e todos.

Pedro Erik disse...

A União Europeia é uma tirania, meu caro, em inúmeros aspectos, por exemplo: obriga a aceitação anti cristã do politicamente correto, protege terroristas Islâmicos nas suas cortes de justiça, obriga a aceitação de imigrante sem formação e sem conhecimento da língua do país, age contra escolas cristãs.

Abraço,
Pedro Erik

Anônimo disse...

Entendi. Obrigado meu amigo!
Bom fim de semana.
Gustavo.