quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Marina Respondeu Melhor do que o Católico John Kennedy


John Kennedy foi o único presidente católico dos Estados Unidos. Na época da eleição dele e ele teve de responder se o catolicismo dele iria interferir nas suas decisões como presidente. Aí Kennedy deu uma péssima resposta. Falei disse aqui no blog há um bom tempo atrás

Hoje, perguntaram se a "evangélica" Marina iria realizar ações que iriam impor sua religião no estado laico.

A resposta de Marina foi muito melhor do que a resposta de Kennedy.

Ela falou (transcrevo o que me lembor que ela disse sobre o assunto, não ipsis litteris) :

1) "estado laico não é um estado ateu";

2) "Para se entender um país, é necessário entender as bases de sua formação cultural, o que implica conhecer a religião do país" 

2) "respeito o estado laico, mas respeito todas as religiões";

3) "por que não perguntam para a Dilam ou para o Aécio sobre a religião deles?"


Sensacional. Resposta muito melhor do que às do católico Kennedy.

Nos Estados Unidos, se você é católico e quer ser presidente, você é bombardeado sobre sua posição sobre o aborto, casamento gay, pena de morte, divórcio, etc.

No Brasil, como nosso catolicismo extremamente frouxo, em que muitos católicos (inclusive muitos padres) são a favor do aborto, do casamento gay, etc, são os evangélicos que são perguntados sobre sua religião.

Como disse João Paulo II, nós somos "culturalmente" católicos, mas não católicos de verdade, não respeitamos a doutrina.

A religião católica tem uma doutrina bem mais ortodoxa do que a imensa maioria das seitas protestantes.

--

Com isso, você pode me perguntar se eu vou votar na Marina.

Eu respondo: ela deu uma resposta fantástica, merece ser ouvida, e para mim se posicionou acima da Dilma e do Aécio em um assunto muito importante para mim.

Mas eu não voto em partidos de esquerda, qualquer um que tenha militado no PT e nos outros partidos de esquerda, e não se arrependa disso, perde meu voto.


2 comentários:

silence et solitude disse...

Confesso que as respostas dela tornaram menos desagradável a hipótese de ter de optar entre ela e a outra, a atual ocupante do cargo, "aquela que não deve ser nomeada", num segundo turno. Aos poucos, em alguns momentos, Lúcifer pode parecer menos maligno do que Satanás. É só jogo de cena, mas, na hora do aperto, jogo de cena é até um pequeno consolo.

Pedro Erik disse...

Eu também acho, meu amigo, que em uma hora da onça beber água o vírus petista irá dominar. Marina tem orgulho de seu passado petista. Como eu disse, ninguém que tem orgulho de ser de esquerda tem meu voto.

Mas a resposta dela deve ser louvada.

Abraço,
Pedro Erik