sábado, 2 de maio de 2020

Novo Livro: Bento XVI Barrou Máfia de Francisco. Mas Depois se Entregou a Ela.


Novo livro de Peter Seewald sobre Bento XVI. Peter Seewald é tipo um confidente de Bento XVI, já escreveu vários livros sobre ele. O último acaba de ser lançado e se chama "Ein Leben" (Uma Vida).

O livro já está fazendo certo rebuliço por contar sobre a eleição de Bento XVI para papa em 2005. Uma eleição que foi disputada entre ele e o atual papa Francisco.

Segundo o livro, Francisco (cardeal Bergoglio à época) foi levado a disputa pela máfia de St Gallen, formada por muitos cardeais tendo como líderes Martini (falecido em 2012), Danneels (falecido em 2019), Lehmann (falecido em 2018), Kasper (ainda vivo), Murphy-O'Connor (falecido em 2017)  e Maradiaga (ainda vivo).

O próprio Martini chegou a disputar votos, mas a máfia teria se concentrado em Francisco, que ficou  a 30 votos de Bento XVI, até desistir do páreo, depois de três votações.

A vitoria de Bento XVI ocorreu depois que o cardeal Joachim Meisner denunciou a máfia St Gallen em favor de Bergoglio (atual Francisco).

O jornalista alemão Paul Badde havia obtido informação de um clérigo de que a máfia estava querendo impedir por todos os meios a eleição de Bento XVI e passou essa informação a Meisner. Ele perguntou a Meisner se devia publicar. Meisner disse que ele seguissse a consciência dele.

Badde publicou e Meisner usou o artigo do jornal para influenciar a eleição em favor de Bento XVI.

Dessa forma, Meisner é o grande responsável pela eleição de Bento XVI.

Foi feito gigantesco esforço para conter a máfia de St Gallen e eleger Ratzinger. Mas Bento XVI jogou isso tudo fora no dia 11 de fevereiro de 2013 ao renunciar. E Francisco pode, então, chegar ao poder, junto com Kasper e Maradiaga.

Essa descrição dessa parte do livro de Seewald está no site do jornalista Marco Tossatti em italiano. Cliquem aqui e vejam.




5 comentários:

Emanoel Truta disse...

Bom dia Pedro!

A pergunta que fica: a eleição de Francisco é válida?

Deus nos ajude.

Valei-nos Imaculada Conceição.

Viva Cristo Rei!

Pedro Erik disse...

Emanoel, essa informação de que Bergoglio tinha disputado com Francisco já era sabido. Eu tinha mostrado aqui no blog.

Mas agora a coisa ficou um tanto mais séria, porque Seewald é confidente de Bento XVI e por conta da denúncia sobre a máfia de 2005.

Abraço,
Pedro Erik

Emanoel Truta disse...

Lembro dessa informação. Mas, como você bem pondera, a coisa ficou mais séria.

Deus nos ajude, nesses tempos de pandemia e confusão.

Valei-nos Auxílio dos Cristãos.

Anônimo disse...

Sr. Pedro o que acha disso?

https://novusordowatch.org/2020/04/tv-network-to-air-sister-lucy-fraud-documentary/

Pedro Erik disse...

Vou ver, meu amigo(a).

Abraco