terça-feira, 22 de abril de 2014

Uma foto da Síria, vale mais do que mil livros


Raymond Ibrahim, especialista em Islã, que tem o grande diferencial de falar e ler árabe, escreveu sobre a foto acima. Traduzo em azul o que disse Ibrahim, ressaltando que Ibrahim divulga links que levam a vídeos com cenas muito fortes (eu não costumo assisti-las, não consigo):

De acordo com Sham Times e outros sites árabes, as redes de mídia social relacionadas a Jihad postaram a foto acima de uma criança sentada no chão, enquanto cercada por homens armados que apontavam seus rifles para ela.  A legenda que aparece com a imagem, supostamente postada por apoiadores do Exército Livre da Síria (grupo de militantes que lutam contra o regime de Bashar Assad) diz: "Nosso refém mais jovens do setor hostil de Kessab".

Kessab é uma vila predominantemente cristã armênia, perto da fronteira com a Turquia, na Síria. A cidade foi invadida por terroristas islâmicos que têm aterrorizado, pilhado igrejas, e feito com que 2 mil moradores fugissem. Os relatórios iniciais apontam que cerca de uma dúzia famílias permanecem como reféns.

Uma vez que a imagem apareceu na mídia social árabe, muitos expressaram choque e indignação, condenando o Exército Livre da Síria, enquanto outros lançaram dúvidas sobre a autenticidade da foto.

Naturalmente, aqueles que se perguntam o que os terroristas têm a ganhar com o aparecimento deste tipo de foto publicamente devem lembrar que estes rebeldes decapitam pessoas e costumam filmar corpos mutilados em meio a sorrisos. Estes são os mesmos "defensores da liberdade" que literalmente comem pessoas diante de câmeras.

Vocês acham que "brincar" com uma criança infiel, um ser considerado sub-humano, usando rifles de forma sarcástica na internet seria surpresa? 

O Exército Livre da Síria, junto com outros grupos rebeldes na Síria são culpados de inúmeros atos bárbaros contra mulheres e crianças. 

---
Rezemos por esta criança. Que o mundo se levante em defesa dos indefesos sírios.

4 comentários:

Leonardo Santana de Oliveira disse...

Prezado Pedro,Salve Santíssima Imaculada Virgem Maria, Mãe de Deus, Co-Redentora pois trouxe ao mundo O Redentor!!

"Uma vez que a imagem apareceu na mídia social árabe, muitos expressaram choque e indignação, condenando o Exército Livre da Síria, enquanto outros lançaram dúvidas sobre a autenticidade da foto."

É sempre assim as pessoas expressam choque e indignação, outras colocam em dúvida a autenticidade e no fim caem no indiferentismo.

Ora, é só ler os livros sagrados do islã (Corão, a Sira e o Hadith) e verão a prova que os maometanos atos hediondos como esse da foto.

Por exemplo:

(Corão de Meca) 73:10: Ouve o que eles [os infiéis] dizem com paciência e afasta-te deles com dignidade.

Da tolerância nós vamos para a máxima intolerância, nem mesmo o Senhor do Universo consegue suportar os infiéis:

(Corão de Medina) 8:12: Então teu Senhor falou a Seus anjos e disse, "Eu estarei contigo. Dá força aos fiéis. Eu infundirei terror nos corações dos infiéis, cortarei suas cabeças e até as pontas de seus dedos!"

Toda a lógica ocidental está baseada na lei da contradição - se duas coisas se contradizem, então pelo menos uma delas é falsa. Mas a lógica islâmica é dualista; duas coisas podem contradizer uma à outra e ambas serem verdadeiras.

Isso é para aqueles católicos mornos e tíbios que gostam de dizer que o verdadeiro islã não prega a violência e que no alcorão encontra passagens que falam de paz.

Desde o conciliábulo modernista de metz esses modernistas falam de paz mas uma paz segundo a maçonaria,ops,segundo a ONU.A verdadeira paz só a de Cristo e enquanto esses "clérigos" conciliares estiverem infectados com o vírus da heresia modernista a paz pregada por eles serão a falsa paz do mundo.

Deus pela boca do profeta condenava os que só falavam:
"Pax! Pax! Et non est pax!" (Jer. VI, 14).

Uma coisa é certa todos que se calam ou que tentam desculpar os maometanos com sofísmas políticamente corretos, um dia estarão de frente para O Absoluto Juíz Jesus Cristo ( o católico centro de tudo) e prestarão contas sobre isso.O lugar para onde esses hereges modernistas travestidos de clérigos,os católicos mornos e tíbios, irão haverá choro e ranger de dente.

"Eles PRETENDEM representar A IGREJA; na realidade, expulsam-se a si próprios e perdem-se. Ainda que os CATÓLICOS fiéis a TRADIÇÃO se reduzam a um punhado, são eles a verdadeira Igreja de Jesus Cristo..." – (SANTO ATANÁSIO).


Pedro Erik disse...

É verdade, Leonardo. O Alcorão (Alá) aceita a contradição, daí a necessidade de se "revogarem" algumas passagens do Alcorão, em geral as pregam paz, pois são mais antigas.

Marana tha (vinde Senhor Jesus).

Abraço,
Pedro Erik

juscelino disse...

Mas temos que ser sinceros: isso aí é tão somente consequência da ingerência americana e seus cachorrinhos amestrados. Se eles tivessem deixado o bashar quietinho como sempre foi 170.000 pessoas estariam vivas.. assim como milhares de outras em outras plagas onde os gringolândias levaram sua democracia. resultado: só morte e mais barbarismo. nação nenhum tem direito de cometer ingerencia em outra por pior que seja. somente o povo é que deve ver a hora de mudar. de resto são interesses nefastos.. não tem ninguém preocupados com a situação de outros povos.. somente com os próprios bolsos.. porque será que ninguém invade financia revoltas em países da africa né?

Pedro Erik disse...

Caro Juscelino,

Discordo de vc.
O mundo deve intervir diante de atrocidades como contra os cristãos no Oriente médio e na África. Alias a teoria da guerra justa da Igreja defende isso. Não podemos apenas assistir genocídios.
Não creio no direito de soberania absoluto.
Abraço
Pedro Erik