segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Cientista Judeu: "Não, o Santo Sudário Não é uma Obra de Arte. Ele é Autêntico".


Eu já tive a graça de ver de perto o Santo Sudário em Turim em 2010. Durante a minha visita, eu comprei livros sobre o assunto. A conclusão que cheguei é que os cientistas não sabem explicar o Santo Sudário, e que ele não é da Idade Média, é mais antigo.

Mas diversas teorias aparecem. A última eu li foi na semana passada, descrita pelo jornal The Catholic Herald, e logo derrubada por um cientista que participou da análise científica do Santo Sudário.

A última é do historiador Charles Freeman, a teoria dele é que o Santo Sudário se trata apenas de um trabalho de arte feito na Idade Média para participar de uma festa de Páscoa chamada "Quem Queritis" (Quem Você Procura?) . As provas que ele relata para sua pesquisa são apenas relatos da Idade Média que revelariam a imagem mais viva do Santo Sudário do que aparecem hoje. Ele ainda diz que não havia nenhum especialista em relíquias durante a pesquisa científica do Santo Sudário que ocorreu em 1988.

Aí, entra em cena Barrie Schwortz, um especialista em imagem e documentação fotográfica que participou sim da pesquisa científica do Santo Sudário de 1988.

Ele disse ao jornal Catholic Herald (traduzo em seguida, em azul):

“I have seen copies of the shroud (commissioned by the Savoy and other royal families) made by artists allowed to view the actual cloth that look very little like the shroud. It is not an easy image to reproduce. I have examined, studied and lectured on the shroud for nearly 38 years yet would have great difficulty in describing the image on the cloth in writing. So variations in early written descriptions or artistic copies doesn’t seem like very convincing evidence against authenticity. And there are many early coins and artworks that appear to have directly and faithfully copied the image on the shroud. Perhaps that is more a testament to the quality of the artists involved and the difficulties one encounters when attempting to duplicate the shroud’s image.”
Mr Schwortz referred to the scientific evidence that is “the basis for my opinion that the shroud cannot be an artwork. STURP’s data provided empirical evidence to that effect, although the sceptics of the world continue to deny it”.
He continued: “Remember that I am Jewish (not Messianic), and it took nearly 17 years after our direct examination of the cloth before the scientific evidence actually convinced me of the shroud’s authenticity. It was the science that did it.”

("Eu tenho visto as cópias do Sudário (encomendadas pelos Savoy e outras famílias reais) feitas por artistas autorizados a ver o pano real que parecem muito pouco com a mortalha. Não é uma imagem fácil de reproduzir. Examinei, estudei e lecionei sobre o Sudário por quase 38 anos e ainda assim teria grande dificuldade em descrever a imagem no pano por escrito. Assim, variações nas descrições escritas ou cópias artísticas não parecem ser uma evidência muito convincente contra autenticidade. E há muitas moedas antigas e obras de arte que parecem ter diretamente e fielmente copiado a imagem no Sudário. Talvez seja mais uma prova da qualidade dos artistas envolvidos e das dificuldades de se duplicar a imagem do Sudário. "

Sr. Schwortz referiu-se à evidência científica dizendo que esta é "a base para a minha opinião de que o Sudário não pode ser uma obra de arte. Os dados da pesquisa de 1988 (STURP)  fornecem evidências empíricas para o efeito, embora os céticos do mundo continuam a negá-lo ". 

"Lembre-se que eu sou judeu (não Messiânico), e levei quase 17 anos após o exame direto do tecido do Sudário antes que a evidência científica me convencesse da autenticidade do sudário. Foi a ciência que me provou isso ".)

---
Como sempre termino dizendo em se tratando assuntos deste tipo: minha fé não depende da autenticidade do Santo Sudário, mas de saber da presença de Cristo na minha vida. Por mim: continuem as pesquisas.

Eu já vi o Santo Sudário e li a respeito e compartilho com o Papa Bento XVI da ideia de que me parece que o Santo Sudário é autêntico. E tenho sempre a máxima de quanto mais se estuda com extrema vontade de aprender a verdade, mais a gente se aproxima de Deus.



(Agradeço a informação ao site Big Pulpit)

2 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia!
O Sagrado Manto é sem dúvida uma relíquia muito interessante. Todas as análises provam ser uma relíquia única e irrepetível, mas os incrédulos se baseiam justamente na datação de C 14, a única em desacordo com as outras, para justificar sua incredulidade. Parece que têm medo de assumir a autenticidade do Sudário, pois isso significaria necessidade de conversão.
Outra relíquia que talvez o sr. se interesse é o Manto de Guadalupe. É uma relíquia tão extraordinária quanto o Santo Sudário. O documentário no youtube
http://www.youtube.com/watch?v=zwIQLQF8RwU
expõe de forma muito bela esse lindo tesouro católico.
A Paz do Senhor,
Gustavo.

Pedro Erik disse...

A história do Manto de Guadalupe é realmente fantástica e belíssima. Não apenas a história do surgimento do manto mas a permanência do manto no tempo.

Um dia pretendo visitar a Igreja do Manto no México.

Já vi este documentário, Gustavo. Muito obrigado por lembrar.

Abraço,
Pedro Erik