sexta-feira, 22 de maio de 2015

Obama diz que o "Amor vencerá e Gays serão Reconhecidos"


Quando eu dou aulas de estatística, eu aproveito e peço para meus alunos fazerem pesquisa de campo sobre questões sociais. Uma dessas pesquisa é sobre casamento gay. Eu peço que os alunos além de perguntar se as pessoas apoiam o casamento gay, perguntem também pelas razões que elas apoiam o casasmento gay.

Eu preparo o questionário junto com os alunos, e como eu sei que a resposta mais comum de apoio a casamento gay é dizer que "aqueles que se amam têm direito de ficar juntos", os alunos incluem perguntas para saber se a pessoa também apoia a pedofilia (pois adulto pode amar um menino ou menina e vice-versa), a poligamia (pois uma pessoa pode amar várias pessoas) e o bestialismo (pois uma pessoa pode amar uma cabra, um  bode, um cavalo).

Daí, eu digo para os meus alunos que só há lógica no uso do amor para justificar o casamento gay se a pessoa também aceitar pedofilia, poligamia, bestialismo, etc.

Em geral, eles percebem que as pessoas entram em contradição quando confrontadas pela lógica.

Meus alunos poderiam perguntar a Obama se ele aceita a lógica.

No momento, há um plebiscito na Irlanda para decidir sobre casamento gay, tenho certeza que o principal argumento usado pelos defensores é o que chamam de amor.

Na Igreja Católica, o "amor" é uma das três virtudes teológica, mas é o amor "caritas", caridade. Nesta virtude teológica, guerra pode ser caridade, como dizia Santo Agostinho. O amor sexual não é uma virtude teológica. É sim uma graça divina, que deve ser respeitada como tal, seguindo os preceitos de Deus.


(Agradeço o post de Obama ao site Weasel Zippers).

4 comentários:

Anônimo disse...

Olá amigo!
Se o "sim" no referendo se confirmar, será mais uma derrota da nossa Igreja, num país onde o catolicismo faz parte da identidade nacional.
E o pior, se o plebiscito tiver sucesso, essa será a estratégia em todos os outros países. Se passar num país conservador, o que será de nós?
Que Deus tenha Misericórdia.
Bom fim de semana.
Gustavo.

Pedro Erik disse...

O pior é ver vários padres apoiando o sim para casamento gay.
Coisa que Nossa Senhora já previu, mas é devastador.
Rezemos pela Igreja.
Abraço
Pedro Erik

Pedro Erik disse...

O pior é ver vários padres apoiando o sim para casamento gay.
Coisa que Nossa Senhora já previu, mas é devastador.
Rezemos pela Igreja.
Abraço
Pedro Erik

Anônimo disse...

Essa eu não sabia... aí fica difícil falar que a responsabilidade é do povo, uma vez que um clero omisso e traidor dos princípios cristãos não alerta a população...

Gustavo.