quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Arcebispo da Síria Celebra Intervenção da Rússia e Condena os EUA.


O  arcebispo da Igreja Católica Síria, monsenhor Jacques Behnan Hindo, disse que os ataque da Rússia estão realmente sendo efetivos em ajudar os cristãos, estão realmente matando terroristas do Estados Isâmico, enquanto as ações aéreas dos Estados Unidos eram apenas decorativas (window dressing) não serviam para nada.

Muitos "intelectuais" discutem quais seriam os reais motivos da Rússia na Síria, eu, no momento, estou preocupado, em saber se esses motivos têm ajudado os cristãos. As palavras do arcebispo que vive de perto o problema dizem que sim. Enquanto o arcebispo ainda diz que viu os aviões de Obama sobrevoarem sem atacar o Estado Islâmico mesmo quando o grupo terrorista fazia ataques.


Vejam parte do texto do site Asia News.

Syrian bishop: Ambiguous US policy favors Islamic state. Fears for kidnapped Christians
Msgr. Hindo reports that Russian raids in recent days have proved effective against Daesh, in retreat in some areas. The US operations are "just window dressing, and really leave jihadists free to act", as confirmed by the kidnapping of Christians. Fears for the fate of the hostages after the execution of three Assyrians. Money is the real engine of the war in Syria. 


Damascus (AsiaNews) - US air strikes in Syria are window-dressing, and have little real effect on the militias of the Islamic state (IS), who are left free to act on the ground. Instead the Russian attacks in recent days have been effective, forcing jihadists to fall back towards the Iraqi desert. This is according to Msgr. Jacques Behnan Hindo, referring to  testimonies of people living in areas of conflict theater.

"Moscow’s intervention has been positive - said the prelate who leads the  archieparchy Syrian Catholic Hassaké-Nisibis, -  because they are really targeting Daesh [Arabic acronym for the IS, ed] and the militia are beginning to flee. They fled from the area in about 20 cars in a hurry in the direction of Iraq, leaving another 20 cars on site. A sign of a real retreat. "

The bishop of Hassaké-Nisibi lives under constant threat from IS: "I am less than three kilometers from the town - he says - a month ago their offensive was  repelled and they folded around the city. In the past two weeks, thanks to the attacks of the Russians, they began to retreat. "

In contrast, Msgr. Hindo reserves rather harsh words for the United States, who are not bombing the positions of jihadi militias but the Syrian government.

"It's not about being for or against the government - he says - but people never believed in America’s attacks. Only the Kurds have really fought on the ground, but to hold their ground "and it is not plausible that they can, alone, solve the emergency. Besides the United States, France, Britain only speak of "attacking the Daesh, but do not speak of the Nusra Front and other Islamist militias linked to Al Qaeda. Indeed, there are extremist groups that have changed names to rebuild credibility, and these are not even mentioned. This is also a big problem. "

The prelate denounces Washington's "ambiguity" seen in the American’s attitude during the seizure of hundreds of Christians originating in the villages of the valley of the river Khabur. "On the night of Feb. 23, when Daesh attacked, the American planes – he says - flew over the area for a long time without intervening. Then for three days we saw no more jets, leaving the field open to the militants. This makes us think that in some way have been helped by the Americans and their ambiguous attitude”.

"They have executed three - said Msgr. Hindo - and they are preparing another three for an upcoming execution.  At first they demanded a huge sum for the liberation, almost 120 thousand dollars for each of 203 people. They have rejected the proposal of a million for the release of all, has now been made a new proposal and we are waiting for an answer. "

The prelate said that is difficult to deal with the kidnappers, the contacts "are very short" and "do not leave much room for maneuver." "I answer yes or no - he says - and then act accordingly. Now the Assyrian bishop, who was in Erbil [for the election of the new patriarch] has returned, to continue negotiations and follow the episode in first person.

"In recent days have released an elderly man of 89 was released to break the news of the execution and hand over the video that was shot around 23 September, the Islamic feast of the sacrifice. "By analyzing the video - said Msgr. Hindo - we see that the sun was still strong, while in the last 10 days it has dropped in intensity. This suggests plausible date of 23 as the time of execution even if there are no references to the celebrations. "

The story of Christians is also associated with the tragedy experienced by the people of Deir ez-Zor, the town of 250 thousand inhabitants in eastern Syria, long besieged by the militias of the Islamic state. "People are dying of hunger - says the bishop – they lack food and medicine. Just think that today 50 kg of sugar costs as much as a car or a house. People sell the car to buy it. The IS has imposed a real blockade, men, women, elderly and children are starving". For this reason the prelate appeals to the United States, Saudi Arabia, Qatar asking them to "really do something" to deal with the emergency and rescue a civilian population that is weary and tired.



9 comentários:

Anônimo disse...

Prezado amigo,
O Putin não é santo, mas pelo menos nesse caso ele age de acordo com as leis internacionais, como os próprios embaixadores sírios e russos afirmaram.
O que não dá para entender é a hipocrisia americana: abominam o Assad mas apoiam a Arábia Saudita... o sr. tem ideia do porquê a política externa americana ser tão contraditória assim?
Forte abraço,
Gustavo.

Pedro Erik disse...

Caro Gustavo,

A Arábia Saudita conta com o apoio dos Estados Unidos porque fornece petróleo, investe nos títulos soberanos dos EUA, e é um país islâmico (aparentemente) mais confiável do que o xiita Irã. Apesar de financiar mesquitas radicais ao redor do mundo, do Bin Laden ser saudita, e de que 15 dos 19 terroristas dos ataques de 11 de setembro serem sauditas.

A ONU também gosta da Arábia Saudita. O país vive crucificando e decapitando gente, mas chefia a comissão dos direitos humanos da ONU. Pode?

O Obama não é nada confiável, não fez nada seriamente para conter o avanço do terroristas islâmico desde que chegou ao poder.´

Eu diria também que o Obama não respeita nem a história nem o poderio militar dos EUA. Ele é um esquerdista radical, mais radical do que o Lula, por ser mais ideólogo.

Abraço,
Pedro

Ricardo DA SILVA LIMA disse...

Sabe, Pedro, ao ler esta notícia, veio à minha mente um pensamento rápido e fulminante: Se os piores líderes políticos do mundo atual fosse como o Putin, o mundo não seria tão ruim quanto o é nos tempos atuais.

Você concorda comigo? Ou estou começando a "ficar louco" :P

Pedro Erik disse...

Eu diria que pelo menos o Putin não cai no âmbito "efeminado" e politicamente correto dos líderes ocidentais, meu amigo. E entende a importância do cristianismo.

Mas ele realmente não é santo, e tem sangue de ditatorial. Se é que não já matou oponentes.

Eu gosto mais do estilo Benjamin Netanyahu. Ele também fala "na cara" e sabe muito bem onde reside o problema terrorista do mundo. Além de reconhecer a importância da democracia.

Em todo caso, só temos um líder, Jesus Cristo, o quanto mais próximos os líderes humanos se aproximarem Dele (Cristo também falava "na cara") melhor.

Abraço,
Pedro Erik

Flavio disse...

A Rússia tem desde o século XIII aspirações imperialistas, nada mudou. Putin apenas sabe muito bem que um império precisa ter três fatores:
1. Exército forte e apreço pela guerra,
2. Vigor econômico e recursos naturais disponíveis/disponibilizáveis
3. Ideologia que abarque às aspirações humanas/ sociais e promova a união nacional.

A conversão da Rússia à ortodoxia foi um impulso a expansão territorial russa. Quando esta igreja estava decadente no século XIX, o marxismo trouxe nova inspiração, nova expansão territorial e perspectiva de vitalidade social. Com o fracasso deste, uma igreja ortodoxa renovada e fortalecida por décadas de perseguição é o esteio cultural que Putin e a elite russa estão se aproveitando para o renascimento russo. Putin parece que é fã de gente como Carlos Magno, que já foi citado por ele em discurso.
Nada novo, Constantino, Carlos Magno, Fernando de Aragão já fizeram isso....a principio beneficia a cristandade, a minha duvida é o que acontece a Igreja a longo prazo...
Será que estou viajando muito caro Pedro?

Pedro Erik disse...

Bom, Carlos Magno e Constantino beneficiaram muito a cristandade a longo prazo. Não acho que Putin consiga se igualar a eles. Mas também não acho que vc esteja viajando, amigo

Abraço
Pedro Erik

flavio disse...

Claro, comparar Putin com Carlos Magno, não existe o que comparar. Mas mesmo que Putin apenas queira se apoiar na igreja, no fundo, ele faz algo que é notável: ele vai contra uma maré quase universal de "nova era" de fundo marxista. Logo em um país que foi o centro difusor do marxismo. Também vejo uma coerência nele, que não há em Obama e muito menos na Europa Ocidental. No caso da Ucrânia, destarte toda mídia ocidental estar contra ele, ele fez o certo: Ajudou os russos étnicos que são tratados como cidadãos de segunda classe, e que queriam fazer parte da Rússia, e isto em uma região onde a maioria absoluta era russa.
E penso ainda que ele rema contra a maré liberal até em seu país, pois muitos russos são agnósticos, ateus. Li na Voz da Rússia que cerca de 30% da população diz que a religião é ou tem alguma importância.
O vejo defender valores cristãos, não simplesmente russos, entende....e não estou vendo ele por enquanto ganhar algum respeito ou vantagem por essas questões - vantagens políticas, diplomáticas ou econômicas.
Eu sei, li em alguns lugares, que aparentemente ele passou por uma crise pessoal, separação também, e depois desses fatos ele se aproximo muito da Igreja, cm uma devoção especial à Maria....e me vêm a cabeça aquela revelação da consagração da Rússia ao Imaculado Coração.....
Seria assim Putin algo como m Teodósio? que mesmo com sei temperamento difícil e várias quedas acabou por determinar a formação da cristandade, ao tornar o catolicismo religião oficial do império, criando diversas leis inspiradas na ética bíblica (proibição do homossexualismo, das lutas em arenas, melhorias diversas nas leis penais, proibição da idolatria, aborto, e por aí vai)?
Não sou fã do novo Czar russo não, mas também não compartilho com o pensamento anti russo inspirado pelos EUA. Apenas fico surpreendido cada vez mais com seus discursos, suas atitudes e pelo atenção que ele vem dando aos cristãos perseguidos ( que eu me lembre o único na ONU a falar sobre isto claramente e repetidamente). E ainda vinculou sua ação na Síria agora a proteção dos perseguidos cristãos. Bem oposto às potências protestantes - maçônica dos EUA e Inglaterra, que onde colocam as mãos só trazem desgraças aos cristãos nos últimos 50 anos.

Pedro Erik disse...

Ótimo, comentário, caríssimo Flavio, com muitas informações.
Muito obrigado.
Abraço,
Pedro Erik

Vic disse...

Putin falso cristão, mas é um comunista totalitarista muito amis esperto que comunista + islamita Obama -parece que ele quer entregar os EUA prá Russia e minar o Ocidente, de forma sutil - montar fracassos para minar os EUA-Ocidente, seria seu esquema - inclusive espalhando perversões morais para minar particularmente a Igreja católica.
Dependeria do que pretendem os deuses da Nova Ordem Mundial atrás das moitas, mais se parecendo pró Russia e manipulando obama!