sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Morte pela Fome: 80 anos de Holodomor (o Genocídio de Stalin).


Este mês completa-se 80 anos do genocídio soviético contra o ucranianos. Este genocídio é conhecido pelo nome Holodomor, que significa morte pela fome. Os comunistas russos estatizaram a produção agrícola ucraniana, venderam toda a produção para exterior, matando milhões. Os cálculos do número de mortes varia de 5 a 12 milhões de pessoas.

Holodomor é considerado um dos três maiores genocídio do século XX, junto com os judeus na segunda guerra e os armênios na Turquia (sobre este último caso, há um bom texto de Mark Movsesian). Um provocado pelo nazismo, um pelo comunismo e outro pelo islamismo.



O site Rome Reports falou sobre o tema abaixo, traduzo o vídeo em azul.

video

Em seu livro com seu amigo rabino de Buenos Aires, o Papa Francisco reconheceu os três maiores genocídios do século 20: o dos armênios, dos ucranianos e dos judeus. E, embora os países e as pessoas continuam a questionar a sua existência, 2013 marca 80 anos do menos conhecido dos três genocídios, conhecido como o Holodomor .

Oles Horodetskyy Presidente da Associação Cristã dos ucranianos na Itália 


"Eu ouvi pela primeira vez sobre o Holodomor de minha avó. Ela me disse que quando ela tinha 12 anos, ela via essas pessoas muito finas com os rostos queimados de sol, que estariam fora no campo, pegando tudo para comer no lixo." 

Volodymyr Viatrovych Ex-diretor do Arquivo do Serviço de Segurança da Ucrânia.
 
"Documentos encontrados nos arquivos, analisados ​​por historiadores, confirmam, sem dúvida, que o Holodomor foi criado pelo regime soviético para reprimir a vontade do povo ucraniano e a luta deles pela independência. " 

Em seus primeiros anos, a União Soviética enfrentou levantes nacionalistas em toda a União Soviética, incluindo na Ucrânia. Depois que Joseph Stalin chegou ao poder, suas políticas socialistas levou à coletivização das fazendas. 

Nas terras férteis da Ucrânia a política foi desastrosa  e a produtividade caiu. Para piorar a situação , as tropas soviéticas tomaram todas as colheitas para vender no exterior. O que se seguiu foi a fome de um país inteiro. Na verdade, o próprio nome Holodomor significa morte por fome. 

Volodymyr Viatrovych  Ex-diretor do Arquivo do Serviço de Segurança da Ucrânia.

"As autoridades soviéticas sabiam que as pessoas estavam morrendo de fome. Mas eles fizeram de tudo para matar ainda mais. Eles não só apreenderam as colheitas, mas eles levaram todo o alimento, deixando as pessoas sem nada. " 

Estima-se que de 5 a 7 milhões de pessoas morreram entre 1932 e 1933. Quando a notícia das mortes chegou aos governos do mundo, até mesmo o Vaticano que recentemente tinha se tornado soberano mobilizou-se. 

Padre Atanásio Mcvay -  Historiador da Igreja Greco-Católica Ucraniana
 
"O Papa Pio XI disse imediatamente, esses assuntos devem ser publicados para que o mundo conheça. O Osservatore Romano publicou vários artigos sobre isso." 
Além de publicidade, o Papa Pio XI entrou em ação mais direta. Apesar da depressão econômica global, ele destinou recursos para Ucrânia, usando seu enviado para as relações soviéticas Mons. Michel d' Herbigny . 

Padre Atanásio Mcvay  - Historiador da Igreja Greco-Católica Ucraniana

"Não temos certeza se esses recursos chegaram ao seu destino . Mas d' Herbigny também queria organizar uma missão de ajuda como o Vaticano tinha feito na década de 1920 para a Rússia. Infelizmente, o governo soviético estava negando oficialmente a fome ." 


Volodymyr Viatrovych  - Ex-diretor do Arquivo do Serviço de Segurança da Ucrânia.
 
"A própria negação da fome confirma o Holodomor, porque se eles não negassem,poderiam receber ajudar humanitária.  


Hoje , o Vaticano é apenas um dos 24 países que reconhece oficialmente o Holodomor como genocídio. A memória dos milhões de mortos na Ucrânia é lembrada a cada quarto sábado de novembro. Como a educação sobre o Holodomor continua, a esperança é de evitar que isso aconteça novamente.

---
Vejam aqui as informações sobre que países reconhecem o Holodomor. O Brasil reconhece assim, mais ou menos. Diz sobre o Brasil:


Brasil 
5 junho 2007 . A Assembléia Legislativa do Estado do Paraná aprovou uma resolução sobre o reconhecimento da Grande Fome na Ucrânia de 1932-1933 como o genocídio do povo ucraniano. A moção foi feita pelo deputado estadual, representante da comunidade ucraniana no estado do Paraná Felipe Lukas.  
19 de setembro de 2007. A Comissão dos direitos Humanos e Minoria do Congresso Nacional do Brasil aprovou a moção dos deputados federais de Paraná, Eduardo Sciarra e Matteo Chiarelli, que condena o Holodomor como o genocídio do povo ucraniano e recomenda reconhecimento do Governo brasileiro.
3 junho 2008. O Conselho Municipal (Camara Munisipal) do Rio de Janeiro aprovou uma resolução sobre o reconhecimento do Holodomor de 1932-1933 na Ucrânia como um ato de genocídio.
11 de junho de 2008.  A Câmara Municipal da cidade de Curitiba aprovou uma resolução sobre a solidariedade com o povo da Ucrânia com o reconhecimento do Holodomor de 1932-1933 na Ucrânia como um ato de genocídio.
16 Junho de2008. Conselho Municipal da cidade de Prudentópolis decidiu sobre o reconhecimento do Holodomor como genocídio do povo ucraniano.

2 comentários:

Juscelino disse...

Bom dia.
Aí é que sempre questiono. Como pode um país dito democrático aceitar e oficializar um partido COMUNISTA e seus satélites. Uma pergunta que sempre fiz em blogs, foruns e ninguém respondeu(GERALMENTE OS DONOS DESSES INTERAGEM COM OS PALPITEIROS). QUAL O MOTIVO DE SER O NAZISMO PROIBIDO,BANIDO(E COM TODA RAZÃO É CLARO)EM TODO CANTO DO PLANETA, E UM REGIME MUITO MAIS ASSASSINO E COVARDE QUE ESTE SER PERMITIDO,OFICIALIZADO E PAPARICADO EM QUASE TODAS DEMOCRACIAS DO PLANETA.Se não em quase todas mas em muitas. Parece que inclusive nos país dos arautos e impositores de sua democracia que nem sei se é mais ou pode ser chamadA de democracia, talvez no máximo uma democracia facÍsta( os EUA). Como pode numa republiqueta democrática como a nossa ter UM COMUNISTA como ministro do esporte. Não deveria estar na cadeia como um neo-nazista? Na minha ignorância do macaco não dá para entender.

Pedro Erik disse...

Caro Juscelino

O mundo já lutou contra o nazismo e o comunismo. Mas, voce tem toda razão, o comunismo persiste até na Ucrânia, enquanto o nazismo tem pouquíssimos aderentes. Por quê?

Acho que a resposta pode ser simples: demônio. Ele domina muitas almas, afastando-as de Deus.
O Brasil (povo brasileiro) é bastante aberto ao demônio.
Mas lembremos ICXC NIKA neste mundo e no paraíso.

Abraço,
Pedro Erik