domingo, 8 de dezembro de 2013

Calma lá, Católicos: Nelson Mandela defendia aborto, casamento gay e não era pacifista


O mundo deve ter cuidado ao idolatrar líderes políticos. Eu já fui a África do Sul duas vezes (depois que Mandela saiu do poder), e não encontrei um país desenvolvido, nem pacífico, nem justo. Mas encontrei sim o amor que eles têm por Madiba (Nelson Mandela), apesar de que, por vezes, este amor pareceu-me meio mercadológico. Uma maneira de vender o país.

Diante de todo o luto do mundo para Mandela (o Brasil decretou lutou oficial de 7 dias!!), é bom a gente reconhecer também problemas no líder sul-africano.

Li vários artigos sobre a vida dele estes dias e ficou claro que Mandela tinha sérios problemas pessoais e políticos, e claro que também fico claro a sua capacidade de articular o poder para evitar uma guerra racial no país.

Um dos artigos é o do Life News que conta a posição de Mandela sobre aborto e casamento gay e lembra sua ligação com o comunismo. Mandela, quando era presidente, assinou uma lei em 1996 que aprovava o aborto sob demanda (basta a mulher querer) e depois ele mostrou apoio a criação do casamento gay. Como diz Paul Tuns no texto da Life News: "Mandela tentou acabar com a injustiça do apartheid mas criou outra (o aborto)".

O site Examiner também lembra que Mandela implantou uma das leis mais abortistas do mundo e era membro do Partido Comunista.

O pior é que o Papa Francisco, em tributo a Mandela, disse que ele "promoveu a dignidade humana".

O New York Times, um jornal de esquerda, critica a tentativa de tornar Mandela um santo.

Aliás, Mandela não era pacifista, nunca se arrependeu da guerrilha que promoveu quando era jovem na qual deixou dezenas de inocentes mortos.

O site Think Progress revela 6 coisas que não se conta sobre Mandela.

1)  Mandela foi contra a guerra do Iraque e criticava o "imperialismo americano". Um discurso que o aproxima dos líderes comunistas.

2) Mandela considerava que o mundo deveria acabar com a pobreza, o fim da pobreza seria um "direito humano". Pode parecer bonito, mas este tipo de discurso é totalmente comunista pois põe o ser humano apenas em relação a bens materiais. Além disso, lembre, Cristo falou "pobres vocês sempre terão".

3) Criticou a "guerra ao terror", achando, inclusive, que Osama bin Laden merecia melhor tratamento.

4) Criticou o racismo nos Estados Unidos. Bom, não tenho nada contra isso, mas ele faria o mesmo no Brasil ou em Cuba?

5) Mandela fez amizades com párias internacionais como Fidel Castro, Gaddafi e Yasser Arafat. Ele chamava Arafat de "camarada em armas".

6) Mandela era defensor dos sindicatos. Eu não tenho também nada contra isso a princípio, mas acho que a atuação dos sindicatos hoje em dia, seja no Brasil ou nos Estados Unidos, é deplorável, em geral defendem políticos e políticas de esquerda e não o trabalhador.

Calma lá, então, na adoração a Mandela.

Rezemos pela sua alma e pela África do Sul.


10 comentários:

Anônimo disse...

Então ser contra a Guerra do Iraque e contra o imperialismo americano faz de mim um comunista?

Pedro Erik disse...

Caro Anônimo

Eu nao disse que ser contra qualquer guerra faz de vc um comunista.
Acontece que Mandela fazia parte do comitê central do partido comunista. Se voce clicar nos links indicados lerá isso.
E seus discursos eram semelhantes a de comunistas

Abraço
Pedro Erik

Anônimo disse...

esse post ta muito contraditirio, amigo voce sabe o que é voce nao pode anda nas ruas da sua cidade por os brancos estao andando? voce nao sabe tambem que as criancas negras africanas nao podiam ir na eescola, ou que quando um negro estava em um recinto e chegava um branco ele teria que saair? la na africa do sul foi assim
2 voce nesse post parece ter uma leve atracao pela doutrina americana, a guerra do iraque matou mais inocentes do que terroristas, e nunca foi achado armas atomicas la
3 independentemente de ser ou nao aprovada uma leii contra casamento,gay, os gays irao se casar, nao existe lei que tire o livre arbitrio de uma pessoa, e um estado laico como a africa do sul nao pode tirar esse direito deles pense bem antes de postar asneiras mandela foi um heroi, ou pra voce acho que heroi foi george w bush

Pedro Erik disse...

Caro Anônimo

Este blog se chama Thyself, O Lord porque eu só tenho um herói: Jesus Cristo.

Eu não nego a importância contra o apartheid apesar de criticar seus métodos e sua ideologia. Os negros sofriam muito antes de Mandela. Eles continuam sofrendo com pobreza e descaso, Mandela deu voz a eles. Mas eu peço: calma lá, ele tinha graves defeitos.

Abraço
Pedro Erik

Juscelino disse...

Caro Pedro Erik, segue aí uma "ajutorizinha" para confirmar o seu post. O triste disso aí é que tem muita gente boa da imprensa( os poucos bons mesmo) que está fazendo olhos moucos( não sei é esse termo) para a situação e endeusando o cara. Com disse o O.C. não tem nenhum lider revolucionario que não tenha feito mais sujeiras do que bondades. Quando acontece de atingir o intento é para assumir o poder tomado de outro a pesso de muita carnificina. E esse não foi diferente.
Nelson Mandela foi uma farsa?

Posted: 06 Dec 2013 03:00 AM PST



Pouca gente sabe, mas a libertação de Mandela em 1990 foi parte de um acordo com a família Rockefeller.

Eleito Presidente da África do Sul, Mandela assinou uma declaração dando toda a concessão de exploração de diamantes para a família Rockefeller, mantendo os negros africanos ainda como escravos nas minas de diamantes (um pouco dessa realidade é mostrada no filme Diamante de Sangue, que tanto desagradou Mandela).

Em 2006 foi publicado no journal The New Republic uma reportagem sobre a participação do Sr. Mandela nas minas de diamante.

A reportagem está aqui:
http://www.newrepublic.com/article/mandela-diamond-shill

Descobertas recentes mostram que Nelson Mandela foi vinculado ao Partido Comunista da África do Sul (SACP) no inicio dos anos 60, quando se tornou o primeiro comandante da organização guerrilheira Umkhonto we Sizwe (Lança da Nação).

A reportagem está aqui:
http://www.opendemocracy.net/stephen-ellis/mandela-communism-and-south-africa

http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/nelson-mandela/9731522/Nelson-Mandela-proven-to-be-a-member-of-the-Communist-Party-after-decades-of-denial.html

Mandela sempre foi adepto de quatro tipos de ação violenta: sabotagem, guerrilha, terrorismo e revolução aberta. (Cf. Paulo Yazigi Sabbag, Resiliência. Elsevier Brasil, 2012) e chegou a ordenar o famoso bombardeio da Church Street, na hora do rush para maximizar as baixas de mulheres, crianças e bebês Africaner (brancos da África do Sul).

A reportagem está aqui:
http://www.wnd.com/news/article.asp?ARTICLE_ID=22477#ixzz1U3q6lIW8

Depois de chegar ao poder, legalizou pela primeira vez o aborto, e começou a promover a agenda gay no país:

Vejam aqui: http://www.lifesitenews.com/news/archive/ldn/2007/jul/07072303


Olavo de Carvalho sobre Nelson Mandela



Tirem suas conclusões

Pedro Erik disse...

Obrigado grande Juscelino.

Bom, não acho que Mandela. em pessoa, foi uma farsa pois para começar o cara ficou 27 anos preso e as mortes dos inocentes por causa do apartheid foram um desastre (mortes por causa do governo e da guerrilha)
Mas a idolatria a lideres políticos é sempre uma farsa, sempre cheia de mentiras.
Abraço
Pedro Erik

FireHead disse...

Morreu alguém que cantou a morte aos brancos. De resto, um santo com pés de barro. Vale a pena salientar que os mártires de esquerda foram, muitos deles, elevados à categoria de ídolo. O Che Guevara é disso um excelente exemplo.

Pedro Erik disse...

Você lembrou muito bem
O mundo precisar exorcizar o mito Che Guevara.
Abraço.
Pedro Erik

Pedro Carvalho Mattoso Flamarion Vargas disse...

Olha, autor..Eu sou contra o aborto.
Não acho que seja uma solução para nada. Mas o que mais me chamou a atenção no seu texto, foi uma idolatria pela política americana.
Cara, os caras são os únicos seres humanos do mundo a atacar um país com uma arma nuclear. São responsáveis pela morte de milhões de pessoas em guerras. Você lembra uma guerra em que eles não estão envolvidos direta ou indiretamente?
O comunismo, antes de ser criticado, deve ser estudado. O seu discurso sobre pobreza NUNCA foi feito por Jesus. Faça ao outro o que você deseja pra si próprio. Duvido que você deseje pobreza. DUVIDO que qualquer humano deseje isso. Ninguém consegue ser feliz com miséria, fome, doença e exclusão. NINGUÉM. Jesus foi o maior defensor da humanidade e da igualdade entre os homens. Colocou como único pai de todos Deus e rebaixou todos nós ao posto de iguais, filhos do mesmo Pai e responsáveis pela vida do outro. Tanto que para defender os direitos, a dignidade e a vida do próximo, cabe inclusive dar a própria vida. Acho que você deveria estudar mais o evangelho e menos a Veja. Você realmente consegue imaginar Jesus condenando uma pessoa ao invés de exaltar o bem e o amor? Estude o que ele disse sobre o argueiro e a trave, sobre os dentes do cão morto, sobre o amor ser incondicional. Se um dia, em todos os seus estudos do evangelho você encontrar alguma referência que justifique qualquer prática, QUALQUER UMA, norte-americana, comece a estudar interpretação de texto, pq vc tá no caminho errado.
Abraços,

Pedro

Pedro Erik disse...

Caro Pedro

Cristo condenou várias pessoas e atos. Nos evangelhos Cristo chama São Pedro de Satanás em uma ocasião, condenou fariseus, mercantilistas, Judas, cegos que não voltaram para agradecer e vários outros que não o aceitaram
Sobre os Estados Unidos, eu respeito a revolução americana, mas só idolatro Cristo.
Lembre também da importância dos Estados Unidos na primeira e na segunda guerra mundial e da luta contra o comunismo.
O comunismo é uma desgraça condenada pela própria N.Sa e trouxe milhões de mortes.
Abraço
Pedro Erik