quarta-feira, 4 de novembro de 2015

O "Blog da Mãe" (Rita Lisaukas) Quer Matar todas as Crianças Indesejadas e Todos Indesejados


'Sou mãe, mas sou a favor do aborto'. Meu Deus, como já ouvi essa terrível frase!!. Agora, no entanto, a pessoa, Rita Lisaukas, quer que as crianças nasçam apenas se forem desejadas!! A Rita tem um blog no jornal Estadão, chamado "Blog Ser Mãe" (mãe liberando morte dos filhos?)

Ela reclama dos "religiosos" que são a favor da vida, pois, segundo ela, eles impõem uma lei. Mas a Rita também impõe uma lei. Olhem que lei imensamente estúpida ela nos dá!

Segunda essa lei da Rita, qualquer criança poderia ser morta dentro do útero ou fora dele por não ser desejada!!!

Aliás, a lei que ela deseja determinaria a morte de qualquer um indesejado.  Hitler seguiu essa lei com muitos indesejados. Para Rita, basta a pessoa ter vergonha de ter engravidado sem ter marido para liberar a morte. Ela diz que ninguém pode opinar pela gravidez alheia. Pois é, a criança também que está no útero também não pode opinar. Aliás, para a Rita parece que a criança no útero é igual a um dedo da mãe, a mãe tira se quiser. Ô Rita, você poderia saber que a criança no útero não tem o mesmo DNA que o dedo da mãe. É um DNA completamente diferente. É outra pessoa que pode ser completamente diferente psicológica e fisicamente da mãe. Você é igual à sua mãe, cara Rita?

Vejamos as palavras dela:

Se você não pretende criar o filho de ninguém, se não será você quem dirá a criança que não tem comida em casa, se não será você quem vai reconhecer os traços de um estuprador no rosto dela, se não será você quem irá aguentar os nove meses de uma barriga indesejada, se não será você quem irá explicar aos vizinhos que não, “não, não sou casada”, “não, esse filho não tem pai”, “não, não sou vagabunda”, “não, eu fui estuprada”, “não, eu não estava vestida para ser estuprada”, “não, não usei camisinha”, você não tem direito a opinar sobre a gravidez alheia. E mesmo se respondeu “sim” a alguma das questões acima, também não tem o direito de querer obrigar ninguém a levar uma gravidez indesejada adiante.

Que tal Rita conhecer o Dr. Kermit Gosnell?  Ele matava qualquer criança "indesejada", algumas insistiam em nascer vivas, e tinham tamanho para "pegar ônibus", mas mesmo assim eram mortas e jogadas no lixo.

Rita deve achar ele fantástico

Olhe aí, Rita, conheça o Kermit, falei dele aqui diversas vezes. como aqui, e aqui.

Aliás, Rita mantém o velho discurso de "corpo da mulher", "ricos fazem aborto quando quer",  "só defende aborto quem é religioso" e exagera absurdamente as mortes por causa do aborto.

Vida não é questão de religião, cara Rita. Você já foi zigoto!!

Para melhorar esse post que fala de uma lei de extermínio feita pela Rita Lisaukas, aqui vai um vídeo de um político americano que defende a vida em qualquer hipótese, para crianças no útero ou para drogados que destroem a própria família.

Pena que não tenho tempo para traduzir completamente o vídeo, mas Christ Christie revela que sua mãe era viciada em cigarro e não conseguiu sair do vício até morrer de câncer de pulmão. E ninguém lhe disse que sua mãe merecia morrer porque nunca largou o cigarro. Por que se diz isso da criança no útero se ela nem tem culpa de nada? A vida da mãe dele era essencial para ele, para todos da família e amigos. Ele também conta o caso de um amigo brilhante intelectualmente, que tinha um ótimo emprego, que ficou rico, que era bonito, que se casou com uma mulher belíssima, que tinha três filhos belíssimos, que tinha uma casa enorme, até que viciou em drogas para aliviar uma dor, se separou da mulher, perdeu a visita dos filhos, perdeu emprego e dinheiro e morreu sozinho em hotel de overdose. No enterro do seu amigo, Chris Christie viu a dor dos filhos pela morte do pai, o pai que destruiu tudo. Por isso, Chris Christie é a favor de toda a vida humana do início (zigoto) ao fim.

Vejam vídeo abaixo.






4 comentários:

Anônimo disse...

Caro Pedro,

Como falava o Reagan: "Só quem defende o aborto é quem está vivo."

Seria bom fazer uma pergunta a ela: E se a próxima criança a ser abortada (morta) no ventre de sua mãe fosse você???

Viva Cristo Rei !!!

Salve Regina !!!

Emanoel

Anônimo disse...

Olá amigo!
Não dá para entender como uma pessoa como essa tem um blog no Estadão. Que diabo de coisa! Sempre os mesmos estúpidos argumentos de direito de escolha, direito sobre o corpo, direito isso, direito aquilo e blá blá blá. Não adiantam as evidências biológicas, lógicas e sociais da desumanidade do aborto mostradas a essas pessoas. Elas simplesmente resistem à verdade conhecida. E o que é pior: resistir à verdade conhecida é um pecado contra o Espírito Santo.
Um abraço,
Gustavo.

flavio disse...

Teve um tempo que um patriarca ou mesmo um bispo, utilizando as chaves, quando via imundícies como estas, proclamavam anátema....
Quantas mortes de bebês esta degradada irá ainda fazer e promover? Que ela se arrependa e lute pela vida, salvando bebês e mulheres grávidas, caso contrário que seja anátema. Que seus escritos imundos sejam proibidos pela Igreja e combatidos. Infanticídio levou a destruição dos cananeus, moabitas e amonitas....ou não se crê mais na bíblia?

Pedro Erik disse...

É isso amigos Emanoel, Gustavo e Flavio.

Os vivos defendendo a morte.
Estadão se suja na defesa da morte.
E a Igreja silencia.

Abraço,
Pedro Erik