quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Vídeo: Robert Spencer sobre o Aspectos Téológicos da Jihad Islâmica


O grande Robert Spencer deu uma palestra para a Franciscan University of Steubenville (eu adoro essa universidade, estive lá esse ano em uma conferência, onde apresentei um texto sobre guerra justa). A palestra ocorreu no dia 14 de outubro, antes dos ataques de Paris.

Infelizmente, eu não tenho tempo para traduzir um vídeo de 50 minutos de palestra, precisaria ser pago para isso, hehe.

Mas não posso deixar de colocar esse vídeo no blog, pois é um católico, que é muitas vezes atacado por católicos esquerdistas/politicamente corretos, falando em uma ilustre e renomada universidade católica, que tem valor no meu coração.

Como sempre, Spencer é claro, óbvio, direto e sábio.

Ele começa esclarecendo que o mundo ocidental tem de entender o inimigo, caso contrário não conseguirão derrotá-lo. Ele fala também sobre o desacordo entre Obama e Putin sobre o líder da Síria, Bashar Assad. Obama quer derrubá-lo para depois derrotar o Estado Islâmico, Putin quer mantê-lo e derrotar o Estado Islâmico com ajuda de Assad. Spencer diz que Obama está eliminando todos os aspectos islâmicos do Estado Islâmico, como a doutrina de dominar o mundo para o Islã, e considerando que é apenas um grupo que quer Assad fora do poder.

Daí, Spencer começa sua aula sobre  Islã e a jihad. Aprendam.






4 comentários:

Vic disse...

Será que a Siria não será o começo da 3ª guerra, já que a Turquia aliada dos EUA derrubou avião russo e os 2 estão em desacordo?

Pedro Erik disse...

Realmente, foi um fato grave o ataque turco, acho que foi premeditado. Vamos ver reação russa.
Abraço,
Pedro Erik

Adilson disse...

Bom dia, nobre Pedro.

Embora seja um pouco tarde para acrescentar um comentário à presente postagem, não poderia deixar de fazê-lo. Fiquei, porém, um tanto encucado com um trecho do que Robert Spencer afirmou e você nos trouxe. Reproduzo:
"Obama quer derrubá-lo (Assad) para depois derrotar o Estado Islâmico, Putin quer mantê-lo e derrotar o Estado Islâmico com ajuda de Assad. Spencer diz que Obama está eliminando todos os aspectos islâmicos do Estado Islâmico, como a doutrina de dominar o mundo para o Islã, e considerando que é apenas um grupo que quer Assad fora do poder".

E eis a minha dúvida: se Obama tem interesse em derrotar o ISIS após a derrotada de Assad, então qual seria a verdadeira postura de Obama em relação aos cristãos e outras minorias que estão sendo dizimados pelo ISIS? Isso não nos induz a crer que Obama contribui os muçulmanos ao permitir todos aquelas mortes? Isso não prova, também, que Obama sente desprezo pelo cristianismo, o que já ficou provado em vários de seus discursos? (como aquele lá na Irlanda em 2013

Faço essas perguntas, porque dois artigos publicados pelo MSM recentemente me deixaram ainda mais chocado e furioso em relação a Obama:
1) o fato das planfetagens antes dos bombardeios (favor confirme se procede a informação) http://www.midiasemmascara.org/artigos/internacional/estados-unidos/16216-2015-11-25-22-24-45.html;

2) e as crueldades contra mulheres "sem utilidade" praticadas pelo ISIS http://www.midiasemmascara.org/artigos/religiao/16209-2015-11-23-23-29-19.html

Aguardo um parecer de sua parte.

Abraço.

Pedro Erik disse...

Sim, meu amigo, Obama despreza o cristianismo e sua postura colabora com a perseguição e matança de cristãos.
Mas ele pode se escorar nos outros, que também não fazem nada. Apenas recentemente russos e franceses resolveram entrar com mais força. Se bem que apenas com soldados em terra destruirá o Estado Islâmico. Jogar bombas de avião não resolve.

Obama é uma desgraça para o mundo, mas há também o silêncio dos outros países cristãos.

Abraço,
Pedro Erik