quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Vídeo para Dia dos Pais. Ele se tornou Pai em uma Clínica de Aborto


Um homem levou sua esposa para uma clínica de aborto, mas aí...(continuo abaixo),
 
Primeiro peço para você que ainda vai ser pai, pergunte a quem já é pai se ele troca seu filho por sua carreira, seu dinheiro, seu corpo, suas noitadas. Por que será que eles não trocam, mesmo você vendo que eles sofrem tanto com noites sem dormir, com a falta de dinheiro, com problemas para seguir na carreira?

O vídeo abaixo é sensacional. Um pai leva sua esposa para fazer aborto, mas aí decide conversar com um "sidewalk counselor" (conselheiro da calçada), que é uma pessoa que fica próximo de clínicas de aborto tentando convencer aqueles que vão matar seus filhos nas clínicas a não fazer isso. Este conselheiro é da organização Abolish Human Abortion (símbolo acima), foto abaixo de conselheiros em frente a maior clínica de aborto dos Estados Unidos.



Traduzo o vídeo em azul.

video



Conselheiro: "Você veio aqui para fazer um aborto? Você é o pai, não é?"

Daí o homem se aproxima do conselheiro. O conselheiro diz: "Eu me chamo Todd"

Conselheiro: "Você veio fazer um aborto"

Pai: "Sim"

Conselheiro: "Você sabe que todos as crianças são feita à imagem de Deus desde a concepção. Jesus veio ao mundo, foi concebido, Deus se revelou para gente. Você é um pai matando sua própria carne, seu próprio filho. Deus disse que odeia quem tira o sangue dos inocentes. Deus irá odiar você se você fizer isso, você terá que se arrepender. Ela é sua esposa ou namorada?"

Homem: "Esposa"

Conselheiro: "Seja um herói, há apenas uma chance de ser herói agora. Você sabe que a sua esposa irá culpar você, porque você não se levantou para protegê-la e proteger seu filho? Provavelmente, você está arruinando seu casamento.Você é homem, um homem deve defender seus filhos."

O homem fala que tem problemas com sua carreira (não entendi bem o que ele diz).

Conselheiro: "Isto é o que se chama, sacrifício de crianças. Você está sacrificando seu filho por conta de sua carreira, para ter mais dinheiro. Dê-me uma razão para matar seu próprio filho. Pergunte seu pai, pergunte sua mãe. Não é uma coisa pequena, é uma coisa muito importante. Se você me matar agora, você irá para a cadeia para sempre, da mesma forma, Deus irá punir você, Ele odeia quem derrama sangue inocente. Se a sua esposa ainda não fez o aborto, corra lá a impeça, se já fez, só lhe resta se arrepender e passar sua vida fazendo o bem. Um dia seu filho, estará com você e dirá: "papai eu te amo". Mas agora você está querendo matá-lo.Por quê? Por qual razão? Eu estou certo, não estou?

Homem: "Está, você me deu uma nova perspectiva".

Conselheiro: "Você sabe o que eles fazem com as crianças, eles cortam em pedaços. Qual é o tempo de gravidez?"

Homem: "Um mês e meio".

Conselheiro: "Se você pegar uma foto de um feto com 6 semanas e perguntar a uma criança o que é aquilo, ela dirá: é uma criança".

Homem: "Ok" (daí diz coisas que eu não consigo entender).

Conselheiro: "Vá, vá, se apresse, caminhe rápido, corra"

Homem volta.

Conselheiro: "Você mudou sua decisão, não vai ter aborto? Sem aborto? 

Homem: "Sim, mudei".

Conselheiro: "Dê-me um abraço, meu irmão. Sensacional. Você vai ter um filho. Demais"

Homem: "Qual seu nome?"

Conselheiro: "Meu nome é Todd, agradeço a Deus por você. Eu aposto que sua esposa está feliz".

Homem: "Está sim."

Conselheiro: "Ela dirá, nós fomos a uma clínica de aborto e meu marido salvou você, meu filho.Qual é o seu nome"

Homem: "Mabu"

Conselheiro: "Obrigado, meu amigo. Eu gostaria de encontrar sua esposa. Deus abençoará sua decisão. E você poderá dormir a noite"

Conselheiro fala com a família no carro: "Você terá uma lindo filho, seu esposo é uma ótima pessoa, ele salvou o dia".


(Agradeço o vídeo ao blog Creative Minority Report)

Nenhum comentário: