quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Até Mercado Financeiro sabe: A Igreja Católica sempre esteve certa sobre Controle de Natalidade


Nesta semana, eu li que o Papa João Paulo II quase foi abortado, o médico da mãe dele recomendou o aborto, mas ela e o pai do Papa não aceitaram a proposta.

Hoje é dia de Marcha pela Vida nos Estados Unidos, anualmente milhões de americanos se unem para pedir a revogação da lei que facilitou o aborto em 1973.

O que se vê claramente no mundo: crianças sem pais, lares destruídos, casamentos que se acabam em semanas, milhões de abortados, exaltação do sexo e do casamento gay. Está mais do que evidente que a encíclica Humane Vitae do Papa Paulo VI estava certa em condenar métodos contraceptivos.

Um artigo em uma publicação muito conhecida do mercado financeiro, chamada Business Insider, admitiu que a Igreja Católica está certa, os métodos contraceptivos da revolução sexual dos anos 60 trouxeram uma desgraça mundial.

O texto foi escrito por Michael Brendan Dougherty e Pascal-Emmanuel Gobry. É sensacional. Traduzo-o abaixo em azul:

Rotular a Igreja Católica como " fora de contato" é como tirar doce de criança. E nada é mais atacado do que a posição da Igreja contra métodos contraceptivos. 

Muitas pessoas (incluindo o nosso editor ) estão se perguntando por que a Igreja Católica não apenas abandona esse requisito. Eles observam que a maioria dos católicos ignoram, e que a maioria de todo mundo acha divisionista, ou "fora do prazo de validade ." Vamos lá ! É o século 21, eles dizem! Não veem que é estúpido, eles grita. 

A questão é a seguinte, porém: a Igreja Católica é a maior e mais antiga organização do mundo. Ela enterrou tudo os maiores impérios que o homem conhece, desde os romanos aos soviéticos. Tem estabelecimentos literalmente em todo o mundo, tocando todas as áreas da atividade humana. Ela nos deu alguns dos maiores pensadores do mundo, a partir de Santo Agostinho até René Girard. Quando faz as coisas, ela geralmente tem um bom motivo. Todo mundo tem o direito de discordar, mas não é que os católicos sejam um bando de loucos velhos que estão presos na Idade Média .

Então, o que está acontecendo?


A Igreja ensina que o amor, o casamento, sexo e procriação são coisas que estão juntas. Apesar de a Igreja tem ensinado isto por 2.000 anos,  provavelmente nunca foi tão marcante como hoje.

Considerações de hoje contra o controle da natalidade foram afirmadas em um documento de 1968 que o Papa Paulo VI chamou de Humanae Vitae. Ele advertiu de quatro resultados que o uso generalizado de contraceptivos traria:
  •     Rebaixamento geral dos padrões morais
  •     Um aumento na infidelidade, e ilegitimidade
  •     A redução das mulheres a objetos utilizados para satisfazer os homens.
  •     Coerção dos governos em questões reprodutivas.

 
Isso soa familiar?

Porque eu sei como tem acontecido nos últimos 40 anos.

Como George Akerloff escreveu em Slate mais de uma década atrás,

"Ao tornar o nascimento da criança a escolha física da mãe, a revolução sexual tornou o casamento e apoio familiar uma escolha social do pai." 

Em vez de dois pais que são responsáveis ​​pelas crianças que concebem, uma expectativa que foi sustentada por normas sociais e pela lei,  agora é um dado adquirido que nenhum dos pais é necessariamente responsável por seus filhos. Homens agora são considerados como cumprimento de seus deveres apenas através do pagamento de pensão alimentícia, por ordem judicial. Isso é uma redução bastante dramática do nível de "paternidade ".

De que outra forma estamos vivendo esta grande revolução sexual? O casamento de Kim Kardashian durou 72 dias. Ilegitimidade: só sobe. Em 1960, 5,3% de todos os nascimentos na América foram de mulheres solteiras. Até 2010, era de 40,8%Em 1960, as famílias casadas representavam quase três quartos de todas as famílias, mas pelo censo de 2010, eles foram responsáveis ​​por apenas 48 por cento deles. Coabitação aumentou em dez vezes desde 1960.

E se você não acha que as mulheres estão sendo reduzidas a objetos para satisfazer os homens, bem-vindo à internet, há quanto tempo você está aqui? Coerção de governos? Basta olhar para a China (ou na América, quando uma regra do governo sobre a cobertura da contracepção é a razão pela qual nós estamos falando sobre isso agora ).

 Isso é tudo devido a pílula ? Claro que não. Mas a ideia de que a contracepção amplamente disponível não levou à mudança social dramática, ou que essa mudança tem sido exclusivamente para o bem, é uma noção muito mais estúpida do que qualquer coisa que a Igreja Católica ensina.

Mas vamos voltar para um outro aspecto desta questão. A razão pela qual o nosso editor acha que os católicos não devem ser frutíferos e multiplicar não se sustenta, também. A população mundial, escreve ele, está em uma trajetória de crescimento "insustentável ".
 
 
O Bureau de População do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas vê a taxa de crescimento da população desacelerando nas próximas décadas e estabilizando em torno de 9 bilhões em 2050 ... e segurando lá até 2300. ( E note que a ONU, que promove o controle de natalidade e abortos em todo o mundo, não está exatamente na defesa do multiplicai-vos).

De forma mais ampla, a visão malthusiana de crescimento da população tem sido resiliente, apesar de ter sido provado toda hora errada e causando muito sofrimento humano desnecessário. Por exemplo , a China está a caminho de uma crise demográfica e deslocamento social, devido à sua equivocada política do filho único.

O progresso humano são as pessoas. Tudo o que torna a vida melhor, de democracia para a economia da internet ou à penicilina foi descoberto e construído por pessoas. Mais pessoas significa mais progresso. O inventor da cura para o câncer pode ser quarto filho de alguém que decidiu não ter.

Então, só para resumir :
  •     É uma boa ideia para as pessoas a serem frutíferos e multiplicar, e
  •     Independentemente de como você se sente sobre a posição da Igreja sobre o controle da natalidade , ela provou ser bastante profética.
---

Ótimo texto, disse o óbvio de forma muito clara. Gostei especialmente da frase de George Akerloff.

Rezemos pela vida sempre.

PS: Enquanto isso o inimigo (Demônio) e Obama celebram o aborto.


(Agradeço o texto da Business Insider ao site Culture War Notes)

12 comentários:

Nik disse...

Pedro, realmente um artigo e tanto. Nos enche de orgulho, olhamos para o alto em agradecimento, não poderia ser de outra forma.
Isso faz vibrar aquela frase de Chesterton em Ortodoxia, em que ele afirma que a Igreja Católica têm respostas para perguntas que ainda não foram feitas.
É o tempo, através do homem, que dá razão à natureza caída e compreendida unicamente pela Igreja de Roma, sua doutrina e sua filosofia.
Receba meus cumprimentos!

Pedro Erik disse...

Obrigado, Nik.

Grande abraço,
Pedro Erik

Estanislau Tallon Bózi disse...

Devemos acreditar na Igreja, quando não temos certeza de algo, como ensinou Santo Agostinho.

Na dúvida, sempre com a Igreja!

Baixei um aplicativo da Conferência dos Bispos Americanos de uma novena pró-vida.

Talvez seja interessante você reproduzir a novena, já que seu inglês é infinitamente melhor que o meu.

Abração,

Stan

Pedro Erik disse...

Obrigado, Stan

Vou checar a novena.
Vamos rezar com os católicos americanos.

ICXC NIKA
Abraço,
Pedro Erik

Anônimo disse...

Traduçãozinha encardinha essa. Parece que foi copiado e colado do Google.

Pedro Erik disse...

Meu caro Anônimo, tem um aviso do lado direito do meu blog, pedindo aos leitores para perdoar erros de tradução de de português, pois meu tempo para escrever no blog é muito limitado. Escrevo e saio correndo para meu trabalho.

Espero sua compreensão.

Atenciosamente,
Pedro Erik

Nik disse...

Pedro, um comentário Anônimo é sempre isso, cruel, covarde. Não me meto em polêmicas na internet, se gosto elogio, se não, silencio. Mas, o ignorante acima quis uma coisa perigosa, desmerecer seu trabalho DIÁRIO de informação que no Brasil não tem par, que ´r dar informação desta Guerra Cultural que o mundo trava com os inimigos da fé. Assim, só para não permitir que estas linhas muito mal escritas e danosas acima lhe firam o ânimo, quero dizer ao amigo que use sim o Google, copie e cole à vontade, seus leitores reconhecem seu esforço e zelo e não abrem mão do seu blog.
Nossos inimigos usam contra nós de vários artifícios; o mais cruel é crer que nossa vaidade é sobreana e nos governa. Não é, que tentem a sorte de outra forma, estes colegas de Fitafuso.
Pedro

Pedro Erik disse...

Muito obrigado, caríssimo Nik.
Alias tenho um filho chamado Nicolas, em homenagem a São Nicolas que chamo de Nik.

Eu comecei este blog para guardar informações que gostava e por estimulos de amigos que gostavam de pedir minha opinião. Com o tempo recebi elogios de alguns jornalistas e acabei conhecendo algumas pessoas sensacionais por meio do blog. Eu amo este blog pelo o que ele me trouxe, amigos como você, Nik.
Obrigado pelo seu apoio.

Grande abraço,
Pedro Erik

Duddu Pontes disse...

Caríssimo Pedro,Salve Maria!

Sua dedicação e trabalho de evangelização muitas vezes alimentam nossa fé e nos sustentam! Já tinha lhe dito isso outra vez!
Seu blog é fantástico, marco minha presença aqui diariamente! Você é um profeta dos tempos modernos!
Obrigado pelo seu trabalho!

Forte abraco e que o Cristo te sustente!

Pedro Erik disse...

Caro Duddu,

Muito obrigado pelas palavras, amigo.
Como eu disse ao Nik, o blog me deu a chance de conhecer pessoas fantásticas, como você. É uma honra te-lo como leitor.

Grande abraço,
Pedro Erik

Quênio Cerqueira de França disse...

Parabéns, Pedro! Belo artigo!

Abraço,

Quênio

Pedro Erik disse...

Obrigado, grande Quênio.

Abraço,
Pedro Erik