terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Papa Francisco e o Batismo de uma Criança cujos pais não são casados na Igreja.



Está causando grande debate, não aqui no Brasil (não se discute isto no País), o aparente (não foi confirmado) fato de que o Papa Francisco batizou uma criança cujos pais são casados apenas no civil. Isto pode? Pode, a lei canônica permite. Para batismo,a  lei canônica (artigo 868) exige apenas que haja uma "esperança bem fundamentada" que a criança será criada como católica.

Mas a história não para por aí. O batismo tem forte relação com o casamento. E a lei canônica estabelece que dois católicos só são casados se casarem na Igreja (artigo 1108), assim se os país só se casaram no civil, o padre (ou Papa) pode achar que os pais não passarão a fé católica de forma correta e plena aos filhos, pois nem eles respeitaram. O padre (ou Papa) pode pedir mais demonstrações para ter uma razoável certeza de que os pais passarão a fé aos filhos, e assim pode adiar o batismo. A possível ação do Papa fragilizou os padres que exigem que os pais sejam realmente católicos para batizar os filhos.

O especialista em lei canônica Edward Peters fez dois posts sobre o assunto e o teólogo Jimmy Akin discutiu a notícia, na esperança que os pais tenham se casado na Igreja (em uma cerimônia rápida) antes do batizado.

Além de esclarecer os dois artigos da lei canônica citados acima, Peters observa que não vale a comparação com batizado de filhos de mães solteiras, pois a mãe pode ter se arrependido do ato e porque há várias situações em que a mãe pode ter engravidado. E também esclarece que o batismo não é uma tão simples, exige um comportamento de vida para o caminho em direção a Cristo.

Cliquem aqui para o primeiro e o segundo textos de Peters. E para o texto de Akin.

Qual a messagem que o Papa quis passar com o seu ato, se é que houve o ato e se é que ele quis passar alguma mensagem. Será que a Igreja quer reconsiderar o artigo 1108 da lei canônica?

Rezemos pela Igreja e pelos cristãos.


9 comentários:

Leonardo S. de Oliveira. disse...

Prezado Pedro,salve Maria Santíssima,Imaculada,co-redentora pois trouxe ao mundo O Redentor!!

Esse bispo da igreja conciliar não se cansa de causar escândalo.

Eu já acordo pensando qual vai ser o novo escandalo desse bispo da igreja conciliar.

"É impossível que não venham escândalos, mas ai do homem pelo qual eles vêm!"

Esses modernistas vão ter que prestar conta de todos os absurdos que eles tem cometido desde o maldito conciliábulo de metz.

In Corde Jesu, semper.

Pedro Erik disse...

Realmente, Leonardo, devemos rezar muito pelo Papa Francisco, e também ficar atentos.

ICXC NIKA

Abraço,
Pedro Erik

Leonardo S.de Oliveira disse...

Ps: será que os próximos a serem batizados serão "filhos" de duplas homossexuais?

Viva a diversidade!!!

E a Verdade?
Dane-se a Verdade o importante é a fraternidade, iguladade e a paz do mundo.

Mesmo sabendo que Cristo não trouxe a paz do e sim Sua Paz Divina.

Vou seguir seu conselho meu caro, enquanto esse modernista estiver em Roma vou passar esse tempo de porre!!!

Anônimo disse...

Caríssimo Erik,

O Frei Rojão escreveu um post sobre o assunto em que ele vai daqui para ali para acolá volta vai até Siloé, Jerusalém, Avignon e a Pérsia, hesita, caminha, e pára no mesmo lugar, tropeça, dá uns passos, dá um tchauzinho e vai...

http://freirojao.blogspot.com/2014/01/o-papa-nao-e-um-paroco-do-interior-ou.html

Certamente tão ilustre autor gostaria de ouvir seu feedback, eheheh...

Pedro Erik disse...

Eu até já mostrei aqui uma blogueira que foi agraciada no Vaticano que disse que ficaria de porre.
Mas melhor rezarmos e ficarmos bem atentos. A Igreja já passou momentos muito piores.
Abraço
Pedro Erik

Pedro Erik disse...

Por vezes realmente eu não entendo o frei Rojão. Ele é mesmo meio enrolado. Outro eu dia eu comentei no blog dele mas ele não publicou.
Rezemos por ele.
Vou checar o blog dele.
Eu acho que Petetrs é um ótimo caminho. Ele é muito respeitado.
Abraço
Pedro Erik

Pedro Erik disse...

Corrigindo: eu quis dizer que ler Edward Peters é um ótimo caminho para entender lei canônica.

Estanislau Tallon Bózi disse...

Particularmente, não vejo problemas no batismo de qualquer criança. pois todos merecem ter seus pecados remidos, especialmente o pecado original.

Acho que o ato do Papa não vai de encontro ao que diz a Igreja.

Abração,

Stan

Pedro Erik disse...

Caro Stan,

Nem eu, nem Peters ou Akin dissemos que vai de encontro ao que diz a Igreja.

Ele pode fazer isto pela lei canônica, o problema é a mensagem para os párocos que exigem que os pais tenham mais fidelidade à Igreja.

Abraço,

Pedro Erik