quarta-feira, 16 de julho de 2014

Blogs Católicos, Papa Bento XVI e Papa Francisco.


A foto acima é do padre Ray Blake. Ele tem um blog chamado Fr. Ray Blake´s Blog. Ele escreveu um curto post sobre o que está acontecendo com os blogs católicos diante do pontificado do Papa Francisco contrastando com o que acontecia sob Bento XVI. O título do post é Where Have all the Bloggers Gone.

Ele diz (traduzo em azul).

The reign of Benedict produced a real flourish of ‘citizen journalists’, the net was alive with discussion on what the Pope was saying or doing and how it affected the life of our own local Church. Looking at some of my old posts they invariably began with quote or picture followed by a comment, Benedict stimulated thought, reflection and dialogue, an open and free intellectual environment. There was a solidity and certainty in Benedict’s teaching which made discussion possible and stimulated intellectual honesty, one knew where the Church and the Pope stood. Today we are in less certain times, the intellectual life of the Church is thwart with uncertainty.
Most Catholics but especially clergy want to be loyal to the Pope in order to maintain the unity of the Church, today that loyalty is perhaps best expressed through silence. (O reinado de Bento XVI produziu um florescimento real de "jornalistas cidadãos", a net estava viva com discussão sobre o que o Papa estava dizendo e fazendo e como isso afetaria a vida da Igreja local. Olhando os posts antigos invariavelmente eles começam com uma citação ou uma foto seguida por um comentário, Bento estimulava o pensamento, reflexão e o diálogo aberto e livre sobre o ambiente intelectual. Havia soldiez e certeza no ensinamento de Bento XVI que fazia a discussão possível e estimulava o debate intelectual honesto, as pessoas sabiam onde estava a Igreja e onde o Papa se posicionava. Hoje, nós vivemos em tempos menos certos, a vida intelectual da Igreja está sob o manto da incerteza. A maioria dos católicos, mas especialmente o clero deseja ser leal ao Papa para manter a unidade da Igreja, hoje a lealdade é talvez melhor expressada pelo silêncio.)

Quem me indicou este post de Blake foi o Dr. William Oddie. Ele escreveu também um excelente texto no site da Crisis Magazine, que mostra que padres que expressam a Doutrina da Igreja estão sendo atacados pela cúria. Isto é muito preocupante.

Sobre os blogueiros em silêncio, eu me lembro que há alguns meses eu toquei neste assunto ao comentar em um blog, nem lembro mais qual. Eu observava que blogueiros renomados, pois por vezes são também renomados filósofos, estavam em silêncio, como Peter Kreeft. Um outro blogueiro, renomado doutor em direito canônico, que começou até a escrever mais para discutir os erros de abordagem da cúria sob o Papa Francisco tem ficado mais em silêncio nos últimos dias.

Aliás, eu mesmo, neste final de semana, pensei em parar de fazer blog, especialmente criticando as palavras e métodos do Papa Francisco, pois me causavam depressão e eu creio no Espírito Santo, sei que apenas na Igreja há salvação.

Rezemos.

13 comentários:

Duddu Pontes disse...

Boa tarde, amigo!

Se lhe vale algo este apelo, não pare o blog! Ele enriquece substancialmente meu conhecimento sobre, principalmente, a Igreja, mas também economia, política internacional, além de ter proporcionado o conhecimento de uma pessoas tão inteligente e bondosa como você!

Deus te ilumine! Abraco!

Nik disse...

Bom, parar é um direito seu, mas eu lamentaria profundamente a ausência do seu blog, mas isso se resolve... acho.

Pedro, você indicou outro dia a saída para o problema indicado por este post: prestar menos atenção no que diz o Papa. Aquele artigo é para ser lido com cuidado, não gosto de certos extremismos, pois ignorar totalmente o papa é perder a oportunidade de olhar em perspectiva a Igreja, avaliar o tamanho do estrago e imaginar onde vamos parar.

Por exemplo, não olhar para ele é não olhar para a agenda dos abortistas, do movimento gay, desconhecer os Franciscanos da Imaculada (meu Deus, do que se trata este caso, afinal?), para o Sínodo que se aproxima... Isso não podemos fazer. Não temos o direito de nos alienar!

Se me permite, você é homem de notícias, do desenrolar dos acontecimentos, do front. Talvez mais um passo atrás, citando um pouco mais de história, de indicações de leitura, seja mais saboroso, cômico e até útil que o dia a dia dos fatos que, concordo, estão sofridos de mais.

Eu mesmo, prezado, estou fastiado com este pontificado. E olha que me falta a profundidade histórica e teológica para refletir sobre o tamanho deste fenômeno. Neste sentido é que digo, seu blog é de uma utilidade ímpar.

Tenho uma lista de leituras aqui a partir de recomendações suas, vários livros comprados por sua sugestão e fico ansioso por uma nova postagem relacionando fatos, história e boa teologia como tem feito.

Ouvi ontem um comentário do Eric Voegelin, em que dizia que o único trabalho que resta ao intelectual hoje em dia é aplainar o terreno para a batalha contra o mal que só fará aumentar - algo próximo a isso, cito de memória.

Eu já mexi com enxada e digo, cavucar a terra não é nada fácil, Pedro. Cansa mesmo!

Abraço! E bom dia!

Nik disse...

Eis o comentário do Voegelin que ouvi ontem e agora temos em original.

"All that a scholar or a philosopher can do, is prepare the soil from which resistance to evil may arise."

Pedro Erik disse...

Muito obrigado, pelo seu comentário, caríssimo Nik. Fiquei muito honrado.

Vou seguir suas sugestões e ter menos foco neste pontificado. Eu acho que já tento fazer isso, mas tenho medo de que o silêncio seja mais prejudicial dado o mar de ignorância que vivemos.

Grande abraço,
Pedro Erik

Pedro Erik disse...

Muito obrigado, meu amigo Duddu. O blog é muito importante para mim porque tenho amigos como você.

Vou tentar fugir da depressão que é escrever sobre o pontificado jesuíta.

Abraço,
Pedro Erik

Nik disse...

É verdadeiramente impossível ficar de fora dos fatos vindos de Roma! São tantos, em tal velocidade e intensidade que o mundo parece estar girando mais rápido sob o eixo de Papa Francisco! Não era assim sob Bento XVI, creio. Com ele, o mundo girava e queria impulsionar Roma, que na medida do possível mandava sinais evidentes de calma, temperança e sabedoria. Deus meu perdoe, mas Papa Francisco e suas conversas em reservado, sem gravações, encontros fortuitos na beira da estrada, não tem mais o meu benefício da dúvida! Isso não é descuido, improviso ou fortuito! Não é mesmo! Se vivemos o império da comunicação instantânea e global, com os males e bens que traz, é preciso ainda mais cuidado!
Não vamos ficar de fora das discussões, mas vamos sim formar a próxima geração que não viverá mais sob Francisco, o que não quer dizer (nada nos autoriza a dizer) que viverá sob uma restauração do governo de Bento XVI! Infelizmente.

Sejamos fiéis ao Papa, mas acima de tudo à Igreja e seu Magistério!

Aos interessados, no Contra Impugnantes do estimado Sidney Silveira há farta exposição de argumentos sobre assuntos que nos interessam muito hoje.

http://contraimpugnantes.blogspot.com.br/

Pedro Erik disse...

Obrigado pela indicação do blog, Nik. Vou checar.

Abraço,
Pedro Erik

Anônimo disse...

Amado,
Que a palavra de Deus o ilumine:
Rm 12, 12.
Rm 5, 3-4.
Tg 1, 2-5.
Tg 1, 12.

Que Nossa Senhora nos ajude a perseverar na Fé, sobretudo nesses tempos de escuridão.

Gustavo.

Pedro Erik disse...

Amém, Gustavo. Vou ler as passagens recomendadas. Deus lhe abençoe também, sempre.

Abraço,
Pedro Erik

Rafael Crivelli disse...

Este pontificado tem provocado um extraordinário abatimento de espírito não só na blogosfera católica, mas em muitos meios, dentro de grande parte do clero, no seminários (estou dentro e sinto isso muito fortemente), nos grupos de jovens, em tudo! Um sentimento de fraqueza, desilusão, tristeza mesmo, se estendeu por grandes espaços dentro da Igreja. E é difícil fechar os olhos e fingir que nada está acontecendo.
Acabo de conhecer seu blog, através de link do Frei Clemente Rojão, mas não pare! Nunca desista, não perca a coragem. Tempos tristes como esse exigem, se não é possível o entusiasmo, a nossa perseverança!

Anônimo disse...

Boa noite, Pedro.

Descobri seu blog pouco tempo atrás. Estou escrevendo para agradecer a você pelo conteúdo de alto nível que você disponibiliza.
Sou católico e gosto muito dos tema de geopolítica, cultura, história, ou seja, tudo o que você aborda por aqui.
Sobre a tristeza atual, creiamos no Senhor e tentemos abrir os olhos dos poucos a quem temos acesso.

André

Pedro Erik disse...

Muito obrigado pelo seu apoio, Rafael, e também pelo depoimento sobre o que acontece nos seminários e movimentos católicos.
Vou rezar ainda mais depois que li o que você escreveu.
Tivemos papas muito piores do que Francisco. Sei que ele é muito fraco na doutrina. Mas tenho fé no Espírito Santo.
ICXC NIKA
Grande abraço,
Pedro Erik

Pedro Erik disse...

Muito obrigado, Andre.
Tenho muito carinho pelo blog porque ele me permite encontrar pessoas como você, amigo.
Espero que meu blog continue lhe agradando e lhe informando

Grande abraço,
Pedro Etik