domingo, 14 de outubro de 2012

"Negros são mais Burros que Hispânicos, que são mais Burros que Brancos, que são mais Burros que Asiáticos"

-

Não sou eu que digo isso esta aberração. É o comitê estadual de educação da Flórida. Asiáticos seriam mais inteligentes que todos, e os negros, os mais burros. Parece que o comitê chegou a um entendimento que nem Darwin ou Hitler chegaram, identificou a raça superiora.

O pior ainda é que tem um negro da CNN que concorda com a polítca da Flórida. O argumento dele em resumo é que raça é um fator importante. Eu não consigo imaginar nada mais racista para ser dito. 

O comitê estabeleceu metas de notas de matemática e leitura de acordo com a raça. É um negócio tão estúpido, que é até difícil de comentar. Para leitura, os asiáticos deveriam atingir 90%, brancos, 88%, hispânicos, 81%, e negros, 74%. Em matemática, os asiáticos são ainda mais fortes do que os outros. Eles deveriam atingir 92%, brancos, 86%, hispânicos, 80%, e negros, 74%. O comitê ainda diz que está sendo "ambicioso e realista", pois os negros geralmente são bem piores nas notas.

Com esta política, o comitê está dizendo que os asiáticos são melhores e que os negros não têm condições de ir muito longe, todos deveriam aceitar estes fatos. Isto é dizer como Hitler dizia: há sim raça superiora. Aliás, Hitler também era fã dos asiáticos. Ele era fã da religião e da dedicação ao imperador dos japoneses.

Como alguém pode estabelcer tamanha loucura em um departamento de educação? É o racismo mais óbvio e mais perverso, pois atinge crianças e jovens. Nem a ONU, a União Européia ou a América Latina conseguiram definir tamanha aberração.

Não seria melhor tentar entender por que os negros estariam tendo notas piores e dizer para eles que eles podem ter 100%, assim como os outros?

Mas o Brasil já está seguindo o caminho do comitê da Flórida...


(Agradeço a indicação do assunto ao site Weasel Zippers)

4 comentários:

FireHead disse...

Não é por nada, mas atendendo à situação da raça branca (as baixíssimas taxas de natalidade, a crescente imigração alógena no Ocidente e miscigenação desenfreada), cada vez acredito mais que os asiáticos, em particular os chineses (e depois os indianos), dominarão o mundo. Já o fazem em termos produtivos e económicos... E, sinceramente, e sem querer demonstrar um pontinha de racismo (até porque eu próprio sou mestiço, embora de segundo grau), antes os chineses que os muçulmanos ou os negros, pois estes últimos não constroem: destroem.

Vou aproveitar o teu artigo.

Pedro Erik disse...

Não creio tanto assim nos chineses, Firehead.

Abraço,
Pedro Erik

Anônimo disse...

Não tem nada a ver com cor e sim com cultura...se os orientais são os mais inteligentes eu não sei, mas quem enxerga longe são os japoneses...no auge da crise o governo japonês deu dinheiro para os brasileiros irem embora...e ninguém no Brasil comentou nada sobre isso! Ele fizeram certinho, mandaram embora um dos principais motivos para a crise, onde tem menos latino, tem menos crimes, burrice, miséria e tudo que é de mal

Anônimo disse...

Se isto é verdade, não tenho certeza. Além disso quase tudo de arte, filosofia^, ciência e matemática que o mundo conhece vem da Europa Ocidental. Acho que na média os asiáticos podem até superar a média dos brancos, mas em número e equivalência de indivíduos excepcionais houve muitos na Europa.