sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Uruguai e Nigéria: Os mesmos Terroristas Islâmicos.


Recentemente, eu falei que uma tese esquerdista é que os terroristas islâmicos parariam de ser terroristas se arranjassem emprego, eles estariam sem dinheiro, oprimidos pelo "sistema". Obama passou o dia de hoje defendendo esta tese, junto com a ideia de que os terroristas islâmicos não são islâmicos, e isso fez o New York Post fazer chacota do Obama.


Minha experiência como professor me mostrou que os esquerdistas são o primeiros a falar da importância dos aspectos culturais, mas também são os primeiros a negar a importância da religião, como se religião não fosse uma grande parte da cultura em qualquer sociedade.

Hoje, o Uruguai descobriu que os terroristas islâmicos que o presidente Mujica acolheu não gostam de trabalhar. E estes terroristas (foto acima) já começam a criticar o país que o acolheu, dizendo o Uruguai se assemelha à prisão de Guatanamo, em que estavam presos.

Vejam parte do que diz o jornal Daily Mail.

Uruguay's president has accused six former Guantanamo Bay inmates of lacking a work ethic and being 'middle class' for refusing to get jobs since arriving in the South American country three months ago.

President Jose Mujica has appeared to criticise the men, who were locked up for more than 12 years in the American detainment camp in Cuba, saying they lacked a work ethic.

But the men are equally disappointed with their new lives - with one telling the press they had simply swapped one prison for another.

The men arrived in Montevideo in December, after Mujica said his country would take them in and help them get resettled. 

The six, who were detained as suspected militants with ties to al-Qaeda in 2002 but were never charged, were cleared for release in 2009.

But they were stuck in Guantanamo for the next five years because they could not be sent home - and no one wanted them, until Uruguay stepped into the breach. 


---
Estes terroristas que estão no Uruguai, que nem os próprios países deles queriam eles de voltam, ainda vão dar mais problema.

Mas sobre emprego para terroristas, acho que o Uruguai, o Obama e o Papa Francisco deveriam ouvir o que diz o cardeal da Nigéria John Onaiyekan. Ele diz que o que move os terroristas islâmicos do Boko Haram que destrói a Nigéria e mata milhares é a fé deles em Alá, e não dinheiro.

Vejamos o que diz a transcrição do vídeo do site Rome Reports.




When it comes to Islamic terrorism, most people think of ISIS and their gruesome assassinations. But there's another terrorism group that also wages death and destruction. It's called Boko Haram, which means 'Western Education is Forbidden.' 

It has a presence in the African countries of Chad, Niger and Cameroon. It's based in Nigeria. 

CARD. JOHN ONAIYEKAN
Archbishop of Abuja (Nigeria) 
"Yes, Boko Haram is bad news. Not only for Christians but for the entire country of Nigeria.” 

Nigerian Cardinal John Onaiyekan knows about the problem all to well. About 50 percent of Nigeria's population is Christian and roughly 48 percent is Muslim. 

The group, he says, doesn't represent the country's Muslim population, but nonetheless, the group is using religion as a tool for violence in its attempt to gain power. It's ultimate goal is to impose Sharia Law. 

They've killed an estimated 5,000 people between 2009 and 2014. In addition to destroying Christian churches and holy sites, they're also known for kidnapping teenage girls. 

What's more, Boko Haram has forced over half a million people to flee their homes. 

CARD. JOHN ONAIYEKAN
Archbishop of Abuja (Nigeria) 

"How much does a bomb cost? When you think about it not much. How much does a riffle cost? They take most of them from the military. The actions of Boko Haram don't depend on money, but on their convictions.” 

There is a  silver lining amid all the drama. Cardinal Onaiyekan says that the country is working together in solidarity, to rally against the terrorists. 

CARD. JOHN ONAIYEKAN
Archbishop of Abuja (Nigeria)

"They are terrorists who are armed and they are convinced that their actions are in accordance to the will of their god. This is extremely dangerous.” 

He says, now it's the government's turn to rise to the occasion and do its part to stop Boko Haram. 



(Agradeço o texto do Daily Mail ao site Weasel Zippers)

2 comentários:

Adilson J. da Silva disse...

Bom dia, nobre Pedro.
Como sempre... sem comentários.
É incrível como o esquerdismo torna as pessoas tão imbecis. É uma cegueira monstruosa e em escala mundial. Tudo isso, me parece, só fortalece a realidade de que há uma organização global e poderosa que joga com as massas do mundo inteiro. Saiu alguma coisa no Brasil sobre esse comportamento dos muçulmanos para com o Uruguai? Eu não vi. Continuamos sem muitas fontes por aqui. Eu acho difícil a besta do Mujica dá uma lição nesses caras: e se a entrada deles no Uruguai faz parte justamente dos planos do Foro de SP? Quanto ao vídeo, obrigado pela tradução. Fiquei horrorizado por dois motivos: pela situação da África ser realmente muito triste e por muitos ocidentais (como Lula e empreiteiras)estarem ajudando o derramamento de sangue e da imposição do Boko Haram. A situação da Beij-flor é uma prova. Mas ao menos, como se vê no fim do texto, há ainda algo bom, como diz o cardeal Cardinal Onaiyekan

Pedro Erik disse...

Caro Adilson,
O Mujica trouxe sujeira das boas para dentro de casa, para se juntar a outras sujeiras. Para uma região que já teve dois atentados terroristas. É um completo imbecil perigoso.
E os jornais brasileiros silenciam. Temos péssimos jornalistas mesmo em sua maioria. Muitos adoram Mujica e sua maconha.

Abraço
Pedro Erik