sábado, 28 de fevereiro de 2015

Padre Demitido por usar Palavrão contra Cardeal Burke


Se tem uma coisa que o mundo está ficando com toda certeza é mais efeminado. O politcamente correto, o avanço do feminismo, da cultura gay e do pacifismo extremo todos vão na mesma direção: tornar o homem mais feminino.

O Cardeal Burke discutiu este problema recentemente.

Aí, um padre canadense, porta-voz da Congregação de São Basílio, chamado Timothy Scott, ficou furioso (uma atitude que também as mulheres conseguem ficar) e soltou um palavrão contra o Cardeal Burke no twitter (acima).

Ele quer que o Cardeal Burke STFU (acrônimo para shut the fuck up), que pode ser traduzido por: "Cala a Boca Porra".

Péssimo para ser dito por qualquer pessoa e quando se é padre, então.

Com a reação dos católicos leigos conservadores, o padre Timothy foi demitido do cargo de porta-voz.

Vemos mais uma vez que a Igreja depende de todos nós. Nós leigos somos parte muito importante da luta pela Salvação da Igreja, que é também a nossa Salvação. Na Bíblia, há muitos casos de leigos ou não judeus agindo em defesa de Deus, como a prostituta de Jericó, ou o soldado romano que tem maior fé que todos de Israel.

E temos que continuar a luta, mesmo no caso do padre Timothy.

Kathy Schiffer informa que ele ainda mantém outros cargos importantes.

Outro dado interessante que Kathy conta é que o padre Timothy é da mesma congregação do padre Thomas Rosica, que eu falei aqui no blog que anda ameaçando um blogueiro canadense. A C.S.B tem algum problema sério de formação.

Por último, rezemos pelo Cardeal Burke. Ele precisa de proteção divina.


(Agradeço a informação da demissão de Timothy ao site New Advent)

3 comentários:

Adilson J. da Silva disse...

Bom dia, nobre Pedro!
Lendo essa notícia, a única coisa positiva que podemos tirar dela é a seguinte: esses falsos padres estão se revelando; estão saindo da sombra onde se mantinham ocultos das provas materiais (não oculto de Deus) e resolvendo mostrar suas garras e bocas venenosas! Lamento pelas almas da paróquia que inimigo da Igreja administrava! Imaginemos, as pessoas que o procuravam para se confessar? OU: se ele foi ousado para cometer vergonhosa atitude contra o cardeal, então ele pode ir mais além!
Lamentável.
Abraçso!

Pedro Erik disse...

Realmente, lamentável, Adilson. Fico pensando como uma pessoa que chegou a este ponto decidiu ser padre.
Abraço
Pedro Erik

Anônimo disse...

Cada qual pseudo sacerdote numa trincheira, mas todos combatendo num só ideal: dar forças ao projeto de Satã de perverter o mundo.
O comportamento desse sacerdote foi irracional em sua esdrúxula interpelação, levando-se em conta que o eminente D Burke é uma joia rara numa Igreja infelizmente recheada de diversos alienados sacerdotes; seria ele dos infiltrados vinculados aos "irmãos-bodes"?
Aliás, atitude própria de alguém destemperado, que não suporta ou distingue mais o bem do mal.
Por ter grave e injustamente ofendido um alto prelado, no relativista contexto atual, será punido?
Tenho minhas dúvidas que sim; talvez o erro no mundo do "inverta-se", do politicamente correto que significa estupidamente irracional, teria provindo do Emin. Cardeal Burke!
Aguardemos!
Henoc