segunda-feira, 26 de setembro de 2016

O "Novo Normal" Não é Novo nem Normal.


Semana passada, o prefeito de Londres, Sadiq Khan, que é muçulmano, declarou que ataques terroristas nas cidades em Londres e Nova York fazem parte da rotina das cidades, seria o normal, a polícia ficaria vigilante, mas é isso aí, devemos aceitar.

Também li que o comentarista político, Rush Limbaugh, disse que conflitos raciais durante o governo do Obama seria o novo normal. Limbaugh é um dos maiores críticos de Obama, dentro dos Estados Unidos. Ele está acusando Obama de ser leniente quando grupos de negros atacam as cidades, saqueando as lojas, atirando em policiais, porque consideraram que houve uma injustiça em algum ato policial. No último caso, um policial negro matou um negro. O que importa para esse grupo de negros, chamado Black Lives Matter, não são verdades, se o policial tinha razão em fazer isso, quem era a vítima, etc. Nem importa para o grupo que quem mais mata negros nos Estados Unidos são os próprios negros, no subúrbios de cidades americanas, em especial na terra de Obama, Chicago.

Leio também que o colégio "tradicional" Dom Pedro II vai liberar saias para meninos. O homem gay seria o "novo normal" . Casamento gay é o novo normal e todos deveriam aceitar, é o progresso.

Bom, cabe dizer que as três coisas acima, terrorismo islâmico, gangues atacando o próprio país e união homossexual, não são nem novo nem normal.

Terrorismo islâmico contra os cristãos existe desde que o surgimento do Islã, desde Maomé. O que houve foi que os cristãos da Europa lutaram muito oara afastar o Islã do continente. O que é novo hoje é a vontade dos líderes políticos e religiosos de  abraçar o Islã, coisa odiosa para inúmeros santos da Igreja Católica. Isso não é normal, o que é normal é o povo defender sua cultura e religião.

Sobre gangues que atacam seus próprios países, essas existem desde a formação de países. O que existe de novo hoje é a vontade de líderes políticos e religiosos de ficar do lado de gente que não respeita a lei e ainda ganhar votos por isso, coisa odiosa para inúmeros cidadãos desde a adoção das leis nacionais. Isso não é normal, o que é normal é o povo defender seu próprio povo, dentro de sua própria casa.

Sobre unuão homossexual, basta lembrar do relato de Sodoma. O que existe de novo hoje é a vontade de líderes políticos, religiosos e de parte do povo de abraçar a causa homossexual, coisa odiosa para inúmeros santos da Igreja Católica. Isso não é normal, o que é normal é homem e a mulher se unirem para gerar uma família, nenhum povo da história adotou o casamento homossexual, nenhuma religião do mundo adotou ou adota.

Nossos antepassados e santos responderam ao terrorismo, gangues e união homossexual, de uma maneira que fez surgir o mundo ocidental com todos os direitos humanos e domínio econômico e cultural.

O que resultará desses "novos normais"? Destruição.



5 comentários:

Anônimo disse...

Caríssimo Pedro, Boa Tarde !!!

Você resumiu tudo isso numa palavra: Destruição.
No Evangelho de São Mateus, Nosso Senhor Jesus Cristo fala sobre o tempo de Lot parece que estamos vivenciando estes dias, rezemos.

Viva Cristo Rei !!!
Deus tenha piedade de nós.
Abraço
Emanoel

Pedro Erik disse...

Abraço, meu amigo Emanoel.

Vic disse...

ELEGEM-SE HISTÉRICOS E ESQUIZOFRÊNICOS DAS ESQUERDAS E ESPERAR DELES O QUÊ?
Isso é o que os conspiradores globalistas politicamente corretos via PCs querem nos impor guela abaixo, às barbas de nossos altos hierárquicos, praticamente silentes ou coniventes com a impostura desses atrevidos relativistas!
Esses clérigos comportam-se como o ator-dinossauro Lula que "nada via, sabia ou estava lá na hora".
Os acuados ou silentes religiosos seriam os legítimos "canes non valentes latrare"!

flavio disse...

Texto irretocável. Simplificou aquilo que incomoda a muitos cristãos conservadores (aliás: Verdadeiros cristãos).

Pedro Erik disse...

Obrigado, meu caro Flávio.
Abraço,
Pedro