quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Por Que o Esquerdismo Sempre Ganha?


O escritor é estatístico genial, William William Briggs respondeu a pergunta acima de forma bem clara e simples.

E a resposta dele tem muito a ver com o post anterior sobre o "evangelho da paz" do Papa Francisco.

O esquerdismo sempre ganha o debate mídia e nas universidades, porque os esqierdistas entram  guerra contra seus oponentes e atacam seus traidores. Os esquerdistas não são pacíficos na guerra cultural, eles avançam, tentam destruir seus oponentes com meus legais e ilegais.

No artigo, Briggs lembra que perguntaram ao grande filósofo católico, Peter Kreeft, por que muçulmanos e gays estão juntos na guerra cultural quando têm ideologias tão distintas. Kreeft respondeu que muçulmanos e gays são atualmente os únicos dois grupos que estão dispostos morrer por suas causas.

Briggs lembra um fato óbvio: não se vence nenhuma guerra sem lutar.

Leiam o excelente texto dele publicado em seu blog.

Os cristãos devem entrar na guerra cultural em todas as esferas da vida, em casa, na família, nos colégios, nas universidades, nos jornais, nos partidos, na televisão, nos cinemas. Tentando usar meios legais sempre, e até ilegais se as leis oprimem os cristãos.

Quando eu li o Pacem in Terris de João XXIII, a primeira coisa que me chamou atenção foi que achei o texto bem frágil teologicamente, tem um pacifismo exagerado e confia ma ONU.

 Por outro lado,  a segunda coisa que me chamou atenção a, foi que João XXIII defendeu que cristãos entrassem na guerra cultural contra programas de TV, cinemas, etc.

A guerra cultural tem muito a ver com a guerra real. Cristãos também são chamados por vezes a entrar na guerra real, a pegar em armas.

Se o jornal ou Tv ou revista é anticristão critique e não compre. Se o seu professor é anticristão, critique-o abertamente, não o deixe falar sozinho.






6 comentários:

Vic disse...

ANTES DE MAIS NADA, OS MOVIMENTOS ESQUERDISTAS SÃO DIABOLISTAS, PORTANTO...
Eles são movidos por forças que os controlam, têm odio à Igreja católica e à sua doutrina, querem a ferro e fogo implantarem o relativismo, valem-se de todos os meios para conseguirem seus objetivos, odeiam-se entre si, vivem estraçalhando-se entre si como cães ferozes, detestam o próximo...
Precisa mais dos anárquicos gays, muçulmanos e comunonazifascistas?

Anônimo disse...

É que os filhos desse mundo são mais espertos que os filhos da luz, como lemos no Evangelho do último domingo.
O que eu acho mais difícil é a falta de unidade doutrinal: quando pregamos um ensinamento do catecismo, mas depois um padre, bispo ou papa diz o contrário, inevitavelmente a pessoa fica desorientada...
Que Deus e a Virgem Maria nos dê força nesse desterro que estamos passando.
Tenha um bom fim de semana.

Att.
Gustavo.

Pedro Erik disse...

Verdade, Gustavo. Excelente comentário, meu amigo. Obrigado.

Amém,que Deus e Nossa Senhora nos fortaleçam.
Abraço,
Pedro

Anônimo disse...

Isso me lembra o que Schopenhauer disse uma vez, o homem naturalmente fica preso entre tédio e a dor, se tá tudo bem, ele fica entediado e inventa moda para depois piorar tudo e ficar na dor. É um ciclo.

Ricardo Lima disse...

Eles ganham aqui na Terra. Pois, quando do juízo final, a história será bem diferente.

Ricardo Lima disse...

Eles ganham aqui na Terra. Pois, quando do juízo final, a história será bem diferente.