sábado, 16 de fevereiro de 2013

Escolha seu Papa pelo Youtube

-

Que tal você se sentir no Conclave e votar por um Papa, usando o Youtube, depois de ver um vídeo do cardeal candidato? Eu sei, é meio obtuso escolher apenas por um vídeo, mas acho que vale a análise para que nós conheçamos alguns cardeais que estão a um passo de se tornarem Papa.

É uma grande idéia de Kevin Cotter, do Focus (Fellowship of Catholic University Students). Ele colocou quatro vídeos do youtube de alguns cardeais que ele considera com mais chances de ser Papa: Cardeal Marc Ouellet (canadense), Cardeal Angelo Scola (italiano), Cardeal Peter Turkson (ganense) e  Cardeal Timothy Dolan (americano).

Bom, eu acho que podemos incluir mais cardeais com boas chances de virar Papa na lista, como Cardeal  Raymond Burke (americano), Cardeal Tarcision Bertone (italiano), Cardela Odílio Scherer (brasileiro), Cardeal Luis Tangle (filipino), Cardeal Christoph Schoenborn (austríaco).

Quem eu gostaria que fosse Papa?  

Para responder a isto, devo confessar que já sinto muita falta de Bento XVI, ainda não vi ninguém com seu brilhantismo. Mas pelo que eu tenho lido, estou longe de ser profundo conhecedor dos cardeais, entre os citados acima, gosto de Burke e Ouellet, especialmente Burke. Sei que Scola é forte, mas não gosto muito da abordagem dele em relação ao Islã. Ele reconhece o problema da liberdade religiosa no Islã, mas aparentemente acha, ao meu ver de forma ingênua, que isto pode ser resolvido com diálogo.

Em todo caso, geralmente nós não sabemos nada das escolhas do Espírito Santo.

Vou pegar os vídeos usados por Cotter, e incluir mais dois vídeos, um do Cardeal Burke e outro do Cardeal Bertone. 

Vou apenas falar o tema que o cardeal apresenta no vídeo, não não tenho tempo para traduzir todos os vídeos completamente.

1) Cardeal Marc Ouelle.

Cardeal Ouellet, 68, é um Arcebispo canadense. Ele dirige atualmente a Congregação dos Bispos e nomeou muitos dos bispos do mundo nos últimos anos. Ele tem um currículo diversificado. Ouellet passou a maior parte de sua vida sacerdotal como um professor ou reitor de seminários, incluindo um em Columbia. O cardeal é fluente em Inglês, Francês, Espanhol, Português, Italiano e Alemão.

No vídeo, ele fala sobre a Santíssima Trindade, a profundidade da abordagem da Santíssima Trindade e a diferença com relação ao Deus único dos judeus e muçulmanos.



2) Cardeal Angelo Scola


Cardeal Scola, 71 anos, é visto como o italiano, com a melhor chance de se tornar Papa. É filho de um motorista de caminhão, sua especialidade é em casamento e teologia família, bem como o diálogo entre cristãos e muçulmanos.

No vídeo, a partir de 20 minutos ele fala sobre o cristianismo na Europa e na relação com o Islã (o grande tema dele).


3)  Cardeal Turkson

Ele é nativo de Gana, Turkson é o quarto dos 10 filhos e filho de um carpinteiro. Ele serve o Vaticano como Presidente do Pontifício Conselho para a Paz e Justiça e fala muitas vezes sobre temas relativos à política e economia ao redor do mundo. Como outros mencionados acima, Turkson fala vários idiomas, incluindo Inglês, Fante (linguagem de Gana), francês, italiano, alemão e hebraico.  

No vídeo, ele fala de sua formação, dos problemas africanos, da abordagem da Igreja e do seu trabalho em Roma. Ele realmente mostra muita inteligência.




4) Cardeal Timothy Dolan

Já falei muito de Dolan aqui no blog, geralmente para mostrar a posição da USCCB (a CNBB americana) contra os planos de Obama.  Cardeal Dolan se tornou um favorito entre muitos católicos norte-americanos por causa de sua capacidade de comunicar eficazmente a fé para a mídia.  Dolan é relativamente jovem, 62, e não fala tantas línguas. Ele foi feito cardeal apenas um ano atrás.

No vídeo, Dolan discursa em uma cerimônia católica tradicional nos Estados Unidos, que geralmente reúne o presidente da república. Ele fala durante as eleições americanas passadas, faz muitas piadas para animar o ambiente. e lembra a doutrina católica da liberdade religiosa, que está em risco sob Obama.




 5) Cardeal Raymond Burke

Cardeal Burke nasceu em 30 de junho de 1948. De 1962 a 1968, ele participou do Seminário Santa Cruz, em La Crosse, Wisconsin. De 1968 a 1971, ele estudou na Universidade Católica da América em Washington, DC como um estudioso Basselin e recebeu um diploma de Bacharel em Artes em 1970 e um Master of Arts grau em 1971, ambos em filosofia. Ele completou os estudos para o sacerdócio na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma, entre 1971 e 1975, recebendo um diploma de Bacharel em Teologia e Mestre em Artes, o Papa Paulo VI ordenou Burke para o sacerdócio em 29 de junho de 1975. Ele é o atual Prefeito do Supremo Tribunal da Signatura Apostólica, tendo anteriormente serviu como Arcebispo de St. Louis (2003-2008) e Bispo de La Crosse (1994-2003).

No vídeo, ele fala que os católicos não devem votar em candidatos que apoiam o aborto, e fala do escândalo que é aqueles que se dizem católicos apoiarem políticas abortivas. Gosto dele pois tem respostas sempre bem simples e diretas.



6) Cardeal Tarcisio Bertone

Aos 77 anos, Bertone ocupa, desde 2006, um dos postos mais altos na hierarquia da Santa Sé: o de secretário de Estado do Vaticano. Ele é um dos mais próximos de Bento XVI - desde antes de ele se tornar papa. Quando Bento era prefeito da Congregação da Doutrina da Fé, Bertone era secretário do mesmo órgão. Atualmente, Bertone sofre muito por conta de ataques de parte da imprensa que o vê como uma das causas da renúncia do Papa.

No vídeo abaixo, Cardela Bertone se emociona ao discursar para o Papa depois do anúncio da renúncia, na quarta-feira de cinzas passada.



E aí, pelos vídeos, em quem vocês votariam?



2 comentários:

avmss disse...

Votaria em Peter Turkson, ele não teve nenhum medo de mostrar aquele vídeo "Muslim demographics" e também conhecendo mais de perto os problemas africanos, pode ajudar melhor essa região. Bento XVI fez de tudo para desmantelar toda a Teologia da Libertação daqui da América Latina, agora nós é que precisamos caminhar com nossos próprios pés. Ele no vídeo acima também comentou a encíclica de Bento XVI, a "Caritas in Veritate", e lembrou que se algum cardeal da África for eleito Papa não será o primeiro. Pode parecer besteira comentar isso, mas eu conheci Gana na Copa do Mundo de 2006, gostei da equipe por ela ser bastante unida e guerreira, também pelo próprio nome. Penso que ele continuará com o trabalho da Hermenêutica da Continuidade que nosso Papa vem fazendo.

Abraço

Pedro Erik disse...

Ótimo, avmss. Boa defesa do voto. Realmente fiquei muito impressionado com a inteligência dele.

Abraço,
Pedro Erik