terça-feira, 3 de março de 2015

Rezar em Silêncio ou Tocar os "Sinos Turcos" e ir pra Guerra?


Hoje, eu li com horror que os militantes do grupo  islâmico ISIS enganaram uma mãe para que ela comesse o próprio filho, morto por este terroristas satânicos.

Hoje também eu vi um vídeo em que o Papa Francisco pediu que todos na praça São Pedro "rezassem em silêncio" pelos cristãos mortos e perseguidos pelo ISIS.

Mas não seria melhor para estes cristãos se a Igreja tocasse os "Sinos Turcos" e agisse em defesa deles, como bem lembrou padre George Rutler?

Hoje ainda eu li sobre um discurso de Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel.  Ele disse que "ninguém faz alianças com fracos". Esta frase me lembrou o dito romano: "Se quer paz, se prepare para a guerra".

A Igreja está fraca e parece que quer permanecer assim.

São João Capistrano (imagem acima) não deve estar gostando nada da "reza em silêncio".

Leiam texto do padre Rutler.

Rezemos em voz alta e peçamos que a Igreja entenda que só sendo forte será respeitada.


(Agradeço a terrível história da mãe e a frase de Netanyahu ao site Weasel Zippers e o texto de  Rutler ao site New Advent)

3 comentários:

Adilson J. da Silva disse...

Bom dia, nobre Pedro.
Às vezes eu tenho a impressão de que a direção da Igreja foi tomada por homens completamente doutrinados e sem fé! Aqui em Curitiba, católicos conservadores são excluídos tanto por padres quanto por católicos. O padre que falar em missa tridentina ou usa batina são criticados e "congelados". Por outro lado, padrecos (perdoe a expressão)pop star, dançarinos e cuspindo heresias contra o próprio catolicismo são praticamente bajulados e liberados para aprontar suas peripécias. A diocese aqui em minha cidade nem mesmo convocou os católicos a rezarem pelos cristãos que estão sendo martirizados... Que a Santíssima tenha piedade de nós!

Pedro Erik disse...

É uma triste verdade que tem fonte no Vaticano, Adilson.
Mas rezemos pelos cristãos mesmo que os lideres silenciem.
Kyrie Eleison.

Abraço
Pedro Erik

Anônimo disse...

O filhos das trevas são muito mais espertos que os filhos da luz, diz a bíblia, e acho que os católicos, de modo geral, salvas as exceções, junto aos inimigos, como os protestantes os adoradores da deusa da lua Alah são muito mornos, apáticos, pouco ou nada sabem da Igreja.
Daí, que nem procuram melhor conhece-la; no entanto, sabem muito dos deuses do futebol, meio artístico etc., detalhes de suas vidas, em geral, nada cristãs ou recomendáveis como exemplos, a não ser de perversão.
Henoc