quinta-feira, 16 de outubro de 2014

"Alguém Está Querendo o Caos na Igreja"


Estão até dizendo que o Papa Francisco é maquiavélico.

Será que o Vaticano não sabia como a Imprensa iria tratar o documento do sínodo da família divulgado na segunda?

O documento é dito apenas para incentivar o trabalho do sínodo e que pode não refletir o que vai ser definido no final. Mas e daí? Todos sabem que o o que a Imprensa faz em um documento do Vaticano é clicar em Ctrl F e procurar por palavras como gays, homossexuais, divórcio, aborto...e quando acha o que quer, se na direção de beneficiar gays e abortistas, publica na primeira página. Se é contra o aborto e em defesa da família, nem publica. Quem não sabe disso?

Padre Z fez uma excelente análise da confusão que foi a divulgação do documento do sínodo da família divulgado pelo Vaticano na segunda.

E a conclusão dele é sucinta e precisa: "Portanto, alguém queria lançar o caos na Igreja" ao liberar o documento. E conseguiu, conferências de bispos rejeitam o documento, 41 bispos dizem que reprovam o texto, cardeais chamam o documento de inaceitável ou que esperam que seja jogado fora. Leigos católicos chamam o texto de traição da luta pela família. Outros cardeais, mas à esquerda, dizem que a Igreja "quer acolher" todos e que aceitam o documento. Em suma, o caos.

Vejamos o que diz o texto do Padre Z, traduzo parte em azul:

Nós continuamos a assistir as distorções após o documento do Sínodo ... o que podemos chamá-lo? .... debacle. Sim, debacle. O lançamento do Relatio post disceptationem, um documento de síntese de ponto médio sem precedentes, foi um fiasco. Ele tem provocado "maravilha", que uma palavra-código antiga da Igreja que significa "choque, escândalo, confusão". 

Será que ninguém no escritório do Sínodo ou no Serviço de Imprensa sabia que a mídia iria se apoderar do documento 

É claro que eles sabiam que o caos iria ocorrer e que certos parágrafos seriam lidos com fortes reações. É claro que eles sabia,. 

Então, alguém queria o caos. Alguém queria que aqueles infames parágrafos chegassem na imprensa que, em seguida, iria tirar um bocado de conclusões falsas e falsa expectativa. Eles queriam mover os paradigmas em uma determinada direção. Eles lançaram as coisas, criaram o caos, e, em seguida, mesmo que eles se afastem das conclusões da imprensa, eles conseguiram mudar o paradigma em um ou dois graus em direção a meta que desejam. É assim que funciona.

---
Alguém queria o caos. Pode ser mais de um. E foi planejado. É óbvio que foi.

A coisa está feia dentro do Vaticano.

Há livros que contam adorações ao demônio dentro do Vaticano, bom, não sei, mas que ele está presente lá, está sim.

Rezemos pela Igreja.


(Agradeço o texto do Padre Z ao site The American Catholic e o texto do Papa maquiavélico ao site PewSitter)

2 comentários:

Motta. disse...

caro Erik pelo andar da carruagem a Igreja já esta em Cisma,não tem mais jeito meu irmão! Eu aposto que daqui a uns 5 anos ou mais estaremos vendo Bruno Forte ou Peter Erdo eleito Papa da Igreja moderninha e Burk do outro lado como o novo Monsenhor lefreve

Pedro Erik disse...

Realmente, Burke e muitos outros cardeais não vão aceitar de jeito algum as mudanças propostas pelo cardeal Kapser. Escreveram já um livro contra e já declararam a impossibilidade de aceitação, com base nos ensinamentos de Cristo.

Rezemos pelo Espírito Santo, Motta.

Hoje eu li sobre as previsões de Nossa Senhora de Akita, que previu cardeais brigando com cardeais e fiquei assustado.

Abraço,
Pedro Erik