quinta-feira, 23 de outubro de 2014

O Terrorismo de "Dimensões Inimagináveis".


Recentemente, um garoto de 17 anos foi crucificado pelo Estado Islâmico na cidade síria Raqqa e ficou crucificado vivo por três dias, até que faleceu. Ao que parece o garoto era cristão e foi pego batendo fotos de bases militares. O fato foi reportado em todo mundo (não vi no Brasil, no entanto), como pelo jornal inglês Daily Mail.

Crucificado vivo por três dias!! Já imaginaram morrer dessa forma?

 Talvez seja disso que o Papa Francisco lembrou quando disse que "vivemos em um período de terrorismo inimaginável", sem no entendo relatar quais são as bases ideológicas desse terrorismo. Ele disse que muitos sofrem brutalmente, mas não disse quem os faz sofrer e por quê.

Nem poderia dizer sob pena de contradizer  a si mesmo, Papa Francisco já declarou que o "próprio entendimento do Islã, proíbe Violência".

Muitas pessoas lêem o Alcorão e não vêm a mesma coisa que o Papa Francisco, e não são apenas os terroristas. Pesquisas mostram que a maioria dos muçulmanos apoiam a lei sharia islâmica e grande parte apoia os argumentos dos terroristasm incluindo líderes religiosos. Será que o Papa Francisco conhece mais o Alcorão e a vida de Maomé do que eles?

Ele também não diz como devemos combater este terrorismo inimaginável. Será aceitando as crucificações e o fato de que os terroristas irão acabar com 2000 mil anos de presença cristã no Oriente Médio, na esperança que eles pararão por aí?

Não será que o ataque de ontem no Canadá mostra que eles não pararão?

Se eu fosse Obama e líderes do mundo, eu visitaria o Papa Francisco com uma  AK-47 e perguntaria a ele o que fazer com aquilo. Deveria jogar fora ou invadir o Iraque e a Síria e proteger os cristãos? O que ele me diria?

Vejam o vídeo abaixo da Rome Reports, em que o Papa Francisco declara que o mundo assiste a um terrorismo inimaginável. No final do vídeo, uma membro do Focolare Movimento fala pelos refugiados (!) e diz que eles não querem vingança.

Não seria bom perguntar a eles o que fazer?

Aliás, a teoria da guerra justa católica não defende a "vingança", mas a correção bondosa punitiva e a proteção das vítimas. Ver Santo Ambrósio, Santo Agostinho, São Tomás de Aquino, São Francisco Francisco de Vitória....E inúmeros santos e mártires sabem muito bem o que é o Islã.







2 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia!
Que notícia terrível. Que Nosso Senhor o acolha no seu Reino, após tal testemunho de amor.
No site do padre Paulo Ricardo ele aborda de forma totalmente sóbria o método de difusão da fé usado pelos islâmicos. Se tiver interesse, confira no link:

https://padrepauloricardo.org/aulas/as-expansoes-islamicas-e-a-defesa-da-europa

Que esse jovem mártir rogue por nós lá do Céu.

Um abraço,
Gustavo.

Pedro Erik disse...

Obrigado, Gustavo pelo link do padre Paulo Gustavo.

Amém para as orações do jovem e de todos os mártires cristãos.

Abraço,
Pedro Erik