quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Vídeo: Quem é mais Perigoso EUA ou ISIS?, segundo estudantes de Harvard.


Um entrevistador foi ao campus da "melhor universidade do planeta", a Universidade de Harvard, e perguntou quem os estudantes achavam mais perigosos os Estados Unidos ou o Estado Islâmico (ISIS).

Segundo eles, é o Estados Unidos!!!!

É o relativismo moral que tanto nos falava Bento XVI. Hoje, eu sofro bastante quando vou debater com alguém ao perceber que a pessoa tem um relativismo moral absurdo, não reconhece mais o que é certo ou errado, o que é uma ideologia certa, que leva ao bom caminho, ao desenvolvimento, ao crescimento pessoal, e um ideologia que leva à morte. Não é de se estranhar quando o aborto, a matança de uma criança, é tratada como direito da mulher.

Os caras desfrutam das benesses de um povo que foi fundado sob o cristianismo e no qual a Declaração de Independência disse que os direitos vinha de Deus e não dos homens. Sob esta ideologia cristã e libertária, os Estados Unidos criaram o país mais rico do mundo.

Mas, é muito comum o povo americano odiar o próprio país e compartilhar da ideologia que está presente em gente que odeia os Estados Unidos como o Fidel Castro, Hugo Chavez e os próprios grupos terroristas.

As desculpas para dzier que os Estados Unidos são mais perigosos é que o país só está interessando no petróleo do Oriente Médio, que o povo adere aos grupos terroristas porque passam dificuldades econômicas, e por aí vai.

A quem pertence o petróleo do Oriente Médio? Segundo eu sei, aos próprios países da região. No Iraque, continua assim após a invasão, com inclusive aumento da participação de capital chinês. Explicar grupos terroristas por que o povo passa fome, é a doutrina marxista que tudo determinado pelo materialismo, é esquecer toda a doutrina islâmica. Em suma, é estupidez.

Mas não pensem que esta estupidez não domina o pensamento mundial. Você pode encontrar este raciocínio dos estudantes de Harvard até no Papa Francisco.

Não estou dizendo que os Estados Unidos é perfeito, nem a Igreja Católica, formada por nós humanos, é perfeita. Mas deve-se reconhecer de que lado o país está, e em que base ideológica ele se apresenta no mundo e em que lado ele esteve na história (lutou contra o comunismo e o nazismo, por exemplo, entregando milhões de vida nestas lutas). Os Estados Unidos não adotam uma ideologia de dominação, como a do Estado Islâmico ou do Nazismo ou do Comunismo.

Vejam o vídeo abaixo:





Como vencer este relativismo moral? Lutando na guerra cultural: conversando com amigos (quando a oportunidade aparacer), participando de debates, de filmes, da mídia, etc, como lembrou Mark Tapson que coloquei aqui no blog.


(Agradeço o vídeo de Harvard ao site Weasel Zippers)

4 comentários:

Anônimo disse...

Loucura, Pedro. Embora já fosse esperado mesmo. O esquerdismo burro e tosco é dominante no Ocidente (exceto quanto o tema é o próprio $). Essas pessoas são completamente cegas.
Um abraço.

André

Pedro Erik disse...

Você lembrou bem, André, a ortodoxia conservadora da esquerda quando se trata do próprio dinheiro.

Abraço,
Pedro Erik

Anônimo disse...

Bom dia!
Eles falam isso pois estão em suas confortáveis e seguras salas... sem ninguém ameaçando cortar-lhes as gargantas...
Um abraço,
Gustavo.

Pedro Erik disse...

Realmente, Gustavo.
Conforto demais é um péssimo conselheiro. O repórter poderia perguntar se eles gostariam de passar férias no Iraque com o ISIS.
Abraço
Pedro Erik