quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Vídeo: Quem controla Cultura controla o Poder.


Certa vez, eu debatia com um amigo sobre as diferenças entre o governo Buss e o governo Obama. Este meu amigo tem doutorado em economia. É bem conceituado na local de trabalho. Mas lá pelas tantas da conversa, ele começa a passar informações que eu nunca tinha ouvido falar sobre Bush. Eu começo ouvindo, mas depois passo a desconfiar e pergunto de onde ele tirou aquilo. Ele responde que viu em um filme estrelado por  Sean Penn. Daí, eu não me contenho eu começo a rir, e digo: "Meu amigo, você está baseando todo seu argumento em um filme de Hollywood como se retratasse a verdade, e ainda mais estrelado por Sean Penn, que costuma elogiar Hugo Chavez?"

Eu fiquei assustado ao ver uma pessoa tão bem formada ser facilmente influenciada por Hollywood. Imagina a população que tem bem menos formação e acesso a informação que ele. 

Ontem, eu vi um vídeo do Glazov Gang que trata disso, em uma entrevista com o roteirista Mark Tapson. Vejam abaixo.

Eu não vou traduzir o vídeo, apenas a argumentação de Tapson.

O entrevistador pede para Tapson explicar como ele passou de esquerdista para conservador.

Tapson diz durante a juventude e até quando já adulto nunca se preocupou muito com política nem com a guerra cultural. Ele era esquerdista "como todo mundo", pois o mundo é "left leaning" (viesado para a esquerda).

Mas aí ele foi convidado para fazer o roteiro de uma série sobre os ataques terroristas de 11 de setembro. Para fazer isso ele estudou uma década de ameaças terroristas aos Estados Unidos. E aí foi formando uma opinião bem diferente da esquerda.

Por consequência foi perdendo suas "amizades sociais", pois ele passou a não compartilhar da cultura (esquerdista) comum.

Ele diz que a cultura é o grande palco de batalha, mais do que a luta política. O que é ensinado nos filmes de Hollywood é muitas vezes tratado como o caráter dos Estados Unidos e como a verdade pelo mundo todo.

E Hollywwod é dominado plea cultura esquerdista. ele ciat, por exemplo, que a Irmandade Muçulamana está em Hollywood "assessorando" sobre filmes que tratam sobre islamismo. 

A conclusão de Tapso e do entrevistador é que mais do que professores e especialistas conservadores, a direita precisa e de músicos, roteiristas, escritores, pintores conservadores. 

Eles dizem que os conservadores não podem se esconder da guerra cultural, têm de fazer o contraponto da dominação cultural esquerdista.





---
Fiquei pensando: temos no Brasil um cantor ou artista que faça o contraponto contra a cultura gay da Daniella Mercury? Temos no Brasil roteiristas e cineastas que façam o contraponto da cultura abortista que domina nossa mídia? Quais são os escritores que temos para atacar a dominação esquerdistas dos nossos livros escolares e paradidáticos? Por que quem defende a família no Brasil é execrado publicamente por todas as facções políticas que temos?

Aqui, gostaria de lembrar que o filósofo Olavo de Carvalho sempre ressalta a importância da cultura para a sociedade e em como a direita no Brasil foi se deixando dominar culturalmente pela esquerda, mesmo durante a ditadura militar.



4 comentários:

silence et solitude disse...

O Olavo está certíssimo! O que eram aquelas novelas da Janete Clair se não propaganda comunista? Os mocinhos eram todos "proletários engajados" e os vilões eram sempre empresários inescrupulosos. A estratégia deu tão certo que hoje convencer um católico de que a Igreja está certa ao condenar o socialismo é tarefa para um São Francisco de Sales! Fico exausto de tentar convencer irmãos católicos de votar em socialista é pecado, quando se tem algo (mesmo superficialmente) melhor! Não adianta nem citar a "Quadragesimo Anno". Estão cegos, todos! É tão terrível que às vezes eu penso se não deveria adiar um pouco mais a minha entrada na Cartuxa, para poder trabalhar um pouco mais aqui fora "reevangelizando" o Brasil... Precisamos de tudo: novo clero, novos escritores, novos compositores, novos professores... É tão frustrante só poder fazer o que eu faço! Preciso de um dia com 48 horas!

Pedro Erik disse...

Tenho certeza que Cristo precisa mesmo muito de você, meu caríssimo silence et solitude. E um modo muito sublime de estar do lado Dele é estar na Cartuxa.
Que o Espírito Santo lhe ilumine.
Icxc Nika.
Abraço
Pedro Erik

silence et solitude disse...

Obrigado, irmão querido! Era exatamente o que eu precisava ler! Não é que eu tenha dúvidas sobre a minha vocação, mas à medida que o dia da minha entrada no claustro se aproxima, o inimigo sussurra as mais diversas tentações ao meu ouvido e algumas delas só podem ser vencidas com a ajuda firme de alguém de fora da ordem. Que A Santíssima Trindade e a Virgem Branca de Scala Coeli nos protejam sempre! Um imenso abraço!

Pedro Erik disse...

Amen, caríssimo silence et solitude.
Grande abraço,
Pedro Erik