sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Soldados dos Pagãos vs Soldados de Alá nas ruas da Noruega




Li hoje que os muçulmanos criaram uma milícia, chamada de Soldados de Alá, para combater outra milícia chamada de Soldados de Odin, nas ruas da cidade de Oslo na Noruega.

Os Soldados de Odin usam como símbolo um capacete viking com a bandeira da Noruega (foto acima). Eles também estão presentes na Finlândia, com o mesmo símbolo, mudando a bandeira. O grupo foi criado como reação à entrada de imigrantes.

Os Soldados de Alá dizem que vão usar a bandeira do Estado Islâmico, como símbolo. Eles disseram que criaram o grupo como reação aos "infiéis do Soldados de Odin".

Odin é um deus pagão nórdico, o deus principal do clã dos deuses, é o deus da sabedoria, da guerra, da morte.

Será que o paganismo é a única alternativa ao islamismo? A única alternativa ao Estado Islâmico?

Onde estão os cristãos? Escondidos em suas casas?


7 comentários:

Adilson disse...

Boa tarde, Pedro!

Eu não imaginava que esse pessoal do Odin era realmente atuante na Noruega, mas considerando que o cristianismo foi banido do meio daquele povo, não é de duvidar: se não há cristianismo, logo há um vazio, então este vazio será preenchido por tudo o que é insustentável. Não fosse isso, o próprio Islã não teria crescido tanto. Espero, ao menos, que esses ditos pagãos ao menos tenham a inteligência de fazer uma boa comparação: entender que há sim profundas diferenças entre o cristianismo e o Islã: o primeiro sempre optou pelo livre arbítrio e o direito da humanidade de escolher entre Cristo e o pecado, enquanto o segundo apenas afirma "Allá ou morte", e morte monstruosa e degradante!

Abraço

Nikollas Ramos disse...

Pedro, a pergunta me confundiu. E aproveito para provocar um pouco, sempre bom.
O Papado tinha ascendência sobre os reinos europeus, cuja intensidade variou ao longo dos anos até que Felipe, o Belo, bom, você sabe... Hoje, eu acredito, não têm o Papado mais ascendência alguma sobre qualquer nação da Terra. Me parece inclusive que Sua Santidade o Papa compreende que certos assuntos políticos e legislativos são da consciência de cada um, que ele é um Papa para todos, como lemos aqui inclusive outro dia. O mesmo que Pio XII ir visitar Hitler em Berlim, seria isso?
Assim sendo, não mais havendo a autoridade Papal nem reinos católicos, o que podem coletivamente os católicos fazer contra a invasão muçulmana de eficaz no plano material? Penso que nada, seja no plano político ou bélico.
Nos organizarmos para pressionar governos? Bom, experimente antes mandar uma carta para um bispo exigindo dele medidas concretas contra algum abuso litúrgico em sua Paróquia e, se ele ao menos responder, eu já começo a creditar que algo possa ser feito.

Paz!

Pedro Erik disse...

Caro Nik,
Acho que há muito que católicos podem fazer. Podem exigir que se discuta livremente o que é o Islã sem medo de retaliação, podem sair às ruas e exigir que se reconheça a identidade cristã do país, podem votar apenas em cristãos, podem aprender o que é o Islã e o que é cristianismo, podem ser mais fiéis ao cristianismo, podem abandonar padres e bispos que inibem o debate livre sobre o Islã, podem exigir que o estado condene o genocídio cristão no Oriente Médio...

Há muito, meu amigo. Não esperemos a liderança de clérigos, é a força cristã leiga que determina, que dá força aos clérigos.

Afinal, o primeiro papa fugiu da Cruz, há uma longa tradição de covardia.

Abraço,
Pedro

Nik disse...

Sim, ser católico por inteiro, o dia todo, em qualquer lugar. Uma ótima resposta. Cada qual pegue sua Cruz. Mas nem todos podem manter esse nível de discussão. Sobre não esperar o clero, talvez seja está a primeira batalha. Constranger o clero, dignamente, a desempenhar seu papel. Ontem abri o Facebook é lá tinha um padre, doutor em Roma, dizendo que quem não curtisse, compartilhasse ou comentasse suas postagens seria desligado de sua página para dar lugar aos inúmeros fiéis que aguardam essa oportunidade. Muitos curtiram, com medo de perder o prestígio. Eu não só calei, como deixei de ser amigo como se fala na rede e verei que alguma publicação dele aparecesse para mim alguma vez. Veja só a que ponto chegam os padres carentes de afeto humano hoje em dia...

Pedro Erik disse...

Tem muitos carentes também em blogs.
Bom, é isso, amigo, vamos pra luta.
Viva Cristo Rei.
Abraço,
Pedro

Anônimo disse...

Os cristãos na Europa foram pulverizados pela ideologia marxista e politicamente correta. Uns aqui e outros alí e mais nada.

Vic disse...

Os países nórdicos estão atolados no relativismo há séculos; de cara, aderiram ao tal qual protestantismo, uma alienação ao cristianismo sob forma de doutrina.
Doutro lado, os soldados da deusa da lua Alah, pagãos no sentido absoluto da palavra que infestam a Noruega e a Europa, a nível dos filhotes de Moloc, Baal etc.
Odin dos noruegueses? Idem, seria o deus da guerra Marte, mais um fabricado pela mente humana dominada pelo diabolismo!
Todos levam os que adentram nessa alienações ao inferno, todos satanistas e os primeiros, heresiarcas, apóstatas - na mesma direção!