quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Uma História de Amor


Essa é uma história de amor, entre um casal, pela filosofia e pela busca da verdade.

O francês Jacques Maritain (1882-1973) estudava na Sorbonne em Paris e lá encontrou Raissa Oumansoff (1883-1960), uma imigrante da Rússia. Começaram a namorar. Ele era protestante e ela, judia. Casaram-se em 1904. Eles amavam filosofia, e queriam encontrar explicações para os problemas existenciais. Estavam desiludidos com cientifismo da Sorbonne e resolveram fazer um pacto radical: iriam se suicidar em um ano, se não encontrassem o profundo significado da vida.

Desistiram de seus planos de morte, quando assistiram a uma palestra do filósofo francês Henri  Louis Bergson, que em 1928 recebeu o Prêmio Nobel de Literatura. Posteriomente, com a continuação de seus estudos, o casal Maritain abandonou a doutrina de Bergson, pela filosofia de São Tomás de Aquino e se converteram ao catolicismo. Maritain tornou-se um filósofo consagrado do Tomismo e Raissa uma poeta de sucesso.  

Certa vez, eu vi um frade dizer que "intelectuais de universidades não recebem revelações", eles não teriam a mente suficientemente aberta para a fé. Mas parece que não é o caso do casal Maritain, pois agora eles podem se tornar santos, pelo amor no casamento e pela defesa da doutrina católica. Um processo que será bastante lento, uma vez que se busca a beatificação de um casal e não apenas de uma pessoa.

Pergunto: cadê os cineastas que não vêm aqui uma grande história para um filme? Já tem livro. Para quem tiver mais interesse, acima mostro a capa da versão francesa do livro "Jacques e Raissa Maritain - Mendigos do Céu".  Não sei se há uma tradução para o português, acho que não, infelizmente.

Vejam vídeo abaixo da Rome Reports sobre o processo de beatificação do casal.


video

Nenhum comentário: