terça-feira, 30 de julho de 2013

A Teologia da Língua e as Palavras do Papa.


Se pesquisarmos a palavra "língua" na Bíblia, encontraremos 154 resultados. Uma das passagens mais famosas vaticina em São Tiago 3,8: "nenhum homem consegue domar a língua. Ela não tem freio e está cheia de veneno mortal". Esta frase está ilustrada na gravura acima.

Há também: "Gostas de palavras corrosivas, ó língua fraudulenta." (Salmos 52,6) 

Mas há, por outro lado, nos Salmos e Provérbios:

1) Salmos 71,24: "A minha língua repetirá o dia inteiro a tua justiça, pois ficaram envergonhados e confundidos aqueles que buscavam o mal contra mim!"
2) Salmos 66,17 :"A minha boca gritou para Deus, e a minha língua exaltou-O". (Salmos 66,17)
3)Salmos 119,72: "Que a minha língua cante a tua promessa, pois todos os teus mandamentos são justos."
4) Provérbios 12,18: "Há quem use a língua como espada, mas a língua dos sábios cura as feridas.
5) Provérbios 12,19: "A língua sincera permanece para sempre, mas a língua mentirosa dura apenas um instante." 
6) Provérbios 13,3: "Quem vigia a própria boca conserva a vida; quem solta a língua caminha para a ruína."

--
Eu procuro me lembrar dessas passagens da Bíblia na hora de comentar o que o Papa Francisco fala. Eu e o Papa somos homens e não conseguimos domar a língua, mas devemos tentar sempre louvar a Deus com ela.

Além disso, quando leio sobre as palavras dele, eu procuro não ler nenhum comentário de nenhum especialista, procuro tirar minhas próprias conclusões, depois eu leio os comentários.

Lendo as entrevista que ele deu para o Fantástico e a do avião, minha conclusão é que em geral eu gostei, especialmente por dois aspectos:

1) Ele ressaltou a Doutrina da Igreja, disse que não ia mudar nada em relação ao aborto, ordenação de mulheres ou casamento gay. Disse apenas que está pensando em mudar a participação de divorciados na Igreja, coisa que o Papa Bento XVI já estava pensando, e que eu acho louvável, dentro de certos parâmetros;

2) Ressaltou que dentro da Cúria Romana há muita gente santa, com isso eliminando o foco da imprensa em problemas que ocorrem na Cúria.

Do lado negativo, há uma ou outra resposta que acho que ele poderia ter sido mais delicado com a Doutrina, como por exemplo, quando disse no Fantástico que não se importa se a educação da criança é dada por católicos e ou outras religiões. Este comentário realmente foi péssimo, pois a educação sempre envolve moral.

Outro lado negativo é o que a língua não falou. Acho que ele deveria ter mostrado preocupação com as coisas públicas brasileiras, como o PL 3/2013, que pode legalizar o aborto. Foram tantos discursos, durante 5 dias e nenhum tocou neste assunto. Fiquei decepcionado.

Mas fico mais preocupado com um detalhe em relação ao Papa Francisco: acho que ele está ficando escravo da mania de mostrar simplicidade ao público. Isto pode virar propaganda e prejudicar o momento de ser severo doutrinalmente

No mais, e mais importante que tudo, rezemos pelo Papa Francisco e pela Igreja.


2 comentários:

avmss disse...

Gostei da citação dele sobre os escândalos: "Uma árvore que cai faz mais barulho que um bosque inteiro que cresce." A Igreja é a maior instituição caritativa do mundo, isso nunca é lembrado pela imprensa. Também achei interessante sobre a Torre de Babel, com ponto de vista um pouco diferente do que em um post que você já publicou. Ele falou que estão mais preocupados com os tijolos que caem do que com os operários. O curioso é que isso foi explicado por um rabino no século XII, que nem o seu post foi explicado por um rabino, só que desse século.

Abraço

Pedro Erik disse...

Grande avmss,

Belo comentário, meu amigo.

Abraço,
Pedro Erik