quarta-feira, 6 de março de 2013

Corrupção do Povo na América Latina


Todo mundo só fala hoje da morte do Hugo Chávez, que tal debater a arma usada por Chávez para ser ditador? Corrupção, domínio do povo usando dinheiro.

Leio no blog do jornalista Augusto Nunes sobre o que ele acha sobre a morte do caudilho venezuelano. É um excelente texto, concordo com ele em 90%, apenas acho que o legado destruidor de Chávez permanecerá por bastante tempo, até que nós, latino-americanos, aprendamos que quem nos dá dinheiro (por meio de bolsa famílias e afins) quer algo em troca. Ironicamente, a esquerda costumava pensar assim, até chegar no poder e fazer a mesma coisa que as ditaduras de direita faziam, dominar o povo usando benesses.

Interessante, ainda no blog do Augusto Nunes, é que do lado do excelente texto do jornalista, há uma frase de Gilberto de Carvalho, secretário-geral da presidência do Brasil, sobre o governos petistas. Diz  Carvalho:

"Ao contrário de governos anteriores, a gestão de Lula e Dilma levantou a dignidade do povo. Tivemos a coragem de ouvir esse povo, de receber esse povo no Palácio, de destinar os recursos públicos para esse povo, através do Bolsa Família, Pronaf, ProUni, Essa é a marca de um governo que caminha com o povo".

Quer dizer: o governo é bom porque dá dinheiro para as pessoas, com o dinheiro o povo ganha dignidade. Na verdade, o povo perde a dignidade. O Brasil está usando a mesma lógica de Chávez. E o povo latino-americano continua votando por dinheiro, vendendo sua consciência. Quando isto vai mudar?

O pior é que vejo os Estados Unidos caminhando na mesma trilha. Votando pelas benesses do Obama: food stamp (o bolsa família de lá), sistema de saúde de graça (que não sai de graça), liberação da imigração ilegal, dinheiro público para empresas escolhidas pelo governo, etc.


3 comentários:

avmss disse...

Falando em política, lembrei de um vídeo que assisti já faz um tempo do agora Papa Emérito Bento XVI, fazendo um discurso no Parlamento Alemão em 2011, que é excelente. Nele, o Santo Padre fala da passagem do Livro de Reis I(3,9), que o Rei Salomão pede um coração sábio para governar seu povo. Também cita que a cultura da Europa nasceu do encontro de Jerusalém, Atenas e Roma; do encontro entre a fé do Deus de Israel, a razão filosófica dos gregos e o pensamento jurídico dos romanos, este tríplice encontro forma a identidade íntima da Europa.
O vídeo foi dublado, segue o link:
http://www.youtube.com/watch?v=R7p_I21NeA8

Abraço

Pedro Erik disse...

Avmss,

Creio que falei disso aqui no blog. Também achei fantástico o discurso que o Papa Bento XVI fez na Alemanha. Clique em:

http://thyselfolord.blogspot.com.br/2011/09/papa-bento-xvi-o-que-e-o-direito.html

Abraço,
Pedro Erik

avmss disse...

Ah que bom, você postou o discurso na íntegra.