sábado, 15 de janeiro de 2011

Os recordes de João Paulo II




Foi anunciado a beatificação de João Paulo II para o dia 1 de maio. Foram analisados 251 supostos milagres por intercessão do papa. O postulador da causa de beatificação, o sacerdote polonês Slawomir Oder, elegeu entre eles a cura de uma freira francesa.

Ainda devo ler mais sobre este papa, considerado por muitos, católicos ou ateus, o homem do século XX. O feito mais importante de João Paulo II, sem dúvida, foi o combate incessante ao comunismo. Acho que seu maior milagre foi construir a queda do comunismo sem derramar nenhuma gota de sangue. Quem poderia supor isso desde a formação da União Soviética em 1917?

Mas abandono um pouco as minhas férias, apenas para relatar alguns recordes de Karol Wojtyla:

1) Apenas São Pedro  e Pio IX tiveram um pontificado mais longo do que João Paulo II, que permaneceu quase 27 anos como papa;

2) Foi o papa que mais viajou na história. Muita gente viu o papa no mundo. Ele deixou o Vaticano 1.500 vezes, visitando 129 países.

3) João Paulo escreveu o equivalente a 200 volumes de 500 páginas, incluindo 3.500 discursos.

4) João Paulo II beatificou e santificou mais que qualquer papa na história.

5) Ele foi o primeiro papa a entrar em uma sinagoga moderna, em uma igreja protestante e em uma mesquita.

6 comentários:

Anônimo disse...

Caro Pedro Erik,

Por favor, quando tive uma boa indicação de um livro sobre o Papa João Paulo Segundo, divulgue em seu blog. Também tenho muito interesse em ler sobre ele.

Abraço

Pedro Erik disse...

Ok, farei isso.
Muito obrigado, pelo comentário.

Abraço,
Pedro Erik

AVNC disse...

Acho que você deveria escrever um artigo sobre o outro grande responsável pela queda do comunismo: Ronald Wilson Reagan. Sua política armamentista, "Peace Through Strength", tão criticada por jornalistas e historiadores esquerdopatas (como diria Reinaldo Azevedo), foi o que levou a economia soviética ao colapso. Além isso, foi um maiores líderes da história americana. Aproveite que este é o ano de seu centenário e escreva um artigo em sua homenagem.

Pedro Erik disse...

Ótima idéia, AVNC.

Por coincidência, há cinco minutos atrás eu estava lendo uma discussão na Inglaterra sobre quem seria o melhor presidente dos Estados Unidos da história. Na pesquisa feita entre professores deu Franklin Roosevelt. Eu discordo completamente. Um deputado inglês muito conhecido defendeu o nome de Reagan.

Eu tendo a concordar com ele. Reagan foi sensacional e essencial para a queda do comunismo. Ele entendia que aquilo era anti-humano e tinha razão.

Mas teria receio de responder quem seria o maior. Só gosto de tecer comentários quando tenho um bom conhecimento de causa sobre o assunto. Os Estados Unidos foram formados por grandes homens e tiveram ótimos presidentes. Gosto muito de Calvin Coolidge, por exemplo.

Vou pensar seriamente em sua sugestão. Muito obrigado.

Abraço,
Pedro Erik

AVNC disse...

O New Deal, como política econômica, foi um fracasso retumbante. Pode-se dizer até que prolongou a Depressão. O que realmente salvou os EUA foi a Segunda Guerra Mundial. FDR inflou o Estado americano de tal maneira que este jamais foi o mesmo. Além disso, estabeleceu uma verdadeira "ditadura dos sindicatos" (nas palavras de Margaret Thatcher) que dominaria a política do país por décadas. E ainda assim ele é considerado o melhor presidente americano da história! Seria cômico se não fosse trágico.

Mas eu também não saberia responder qual seria o maior de todos. Apesar de todas as sua façanhas, Reagan tem uma mácula que nenhum grande presidente deveria ter: ele praticamente triplicou o déficit público durante o seu mandato. É claro que foi por uma boa causa. A produção armamentista, que havia estagnado por toda a década de 1970, cresceu a tal ponto que a URSS não conseguiu mais acompanhar e atingiu a bancarrota. Muitos historiadores de esquerda, entre eles Eric Hobsbawm, tentam difundir a tese de que o verdadeiro responsável pelo colapso do comunismo foi Mikhail Gorbachev, o que eu acho um absurdo. Gorbachev estava tentando salvar um regime que já havia falido por dentro, e Reagan deu o golpe de misericórdia que levou a União Soviética para a lata de lixo da história.

Só por isso, "The Gipper" já merece estar no panteão dos grandes estadistas da humanidade. Mas eu acho que seria mais adequado Lincoln ficar no topo. Afinal, não é qualquer um que, em apenas 5 anos, unifica um país dividido, liberta os escravos e molda a identidade nacional.

Eu confesso que sei bem pouco sobre Coolidge. O pouco que eu li sobre ele até agora não passa de um monte de estrume ideológico esquerdista. Eu vou tentar encontrar algo legível sobre ele. Será que você poderia me passar alguma coisa? E, a propósito, qual o nome do tal deputado inglês que defendeu o nome de Reagan nessa pesquisa?

Abraços, AVNC

Pedro Erik disse...

Caro AVNC,

O deputado inglês se chama Daniel Hannan.

E Reagan aumentou a dívida pública, mas não triplicou, nem mesmo duplicou. Veja: http://www.presidentreagan.info/debt_deficit_gnp.cfm

Sobre Coolidge, ele tinha a mesma lógica de Reagan. Era homem simples, que não acreditava em governo, tanto que quis deixar a presidência sem se candidatar apesar da grande popularidade.

Estou preparando um novo post sobre Reagan, publico amanhã.

Abraço,
Pedro Erik