segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Dois filmes sobre a Perseguição Comunista a Padres na Espanha de 1936


Eu já falei aqui do excelente filme "There be Dragons", que fala sobre a vida de Josemaria Escrivá no âmbito da perseguição a cristãos da guerra civil espanhola. Inclusive, este filme conta com a ótima participação de Rodrigo Santoro. Um amigo, por acaso, achou o filme There be Dragons muito forte, não conseguiu assistí-lo. Mas eu recomendo com todo fervor.

Os anarquistas e comunistas na guerra civil espanhola mataram milhares de religiosos. Ontem, descobri mais dois filmes que falam da perseguição, tortura e assassinato de padres na Espanha de 1936.

O primeiro se chama "Un Dios Proibido". O filme foi lançado no ano passado e narra o martírio de 51 membros da Comunidade Claretiana da cidade de Barbastro. Os anarquistas e comunistas que prenderam os padres e irmãos da comunidade, torturaram, exigiram que os padres renunciassem a fé católica, e até trouxeram prostitutas para tentarem os religiosos. Ao fim, os revolucionários fusilaram os religiosos. O Papa João Paulo II beatificou os mártires em 1992.

Há um museu especial dedicado aos mártires. O site mostra uma visita virtual ao museu. É sensacional.

Vejam trailler de Un Dios Proibido abaixo:






O segundo filme se chama  "Bajo um Manto de Estrellas" (Debaixo de um Manto de Estrelas) e narra o martírio de centenas de padres dominicanos na cidade de Almagro durante guerra civil espanhola. Eles também foram presos, torturados e mortos pelos anarquistas/comunistas.

O filme vai ser lançado na Esoanha no dia 14 de fevereiro próximo.

Vocês podem solicitar no site do filme, para que o filme seja exibido no Brasil.

Vejam o trailler de "Bajo um Manto de Estrellas abaixo:





---

Rezemos para que os cristãos (padres e leigos) tenham a força e a fé destes mártires espanhóis.


(Agradeço as informações sobre os filmes ao site Rome Reports, que escreve sobre Un Dios Proibido aqui e sobre Bajo um Manto de Estrellas aqui)

2 comentários:

Leonardo S. de Oliveira. disse...

Prezado Pedro, Salve Santíssima Imaculada Virgem Maria, Mãe de Deus, Co-Redentora pois trouxe ao mundo O Redentor!!

Meu caro amigo, meus parabéns!!

Seu blog é uma excelente fonte para se alimentar no conhecimento doutrinário e histórico da Santa Madre Igreja.

Os ateus comunistas são como os islãmicos, não conseguem conviver com Cristo e Sua única Igreja.

Toda vez que ateus comunistas e islãmicos tem o poder a Santa Igreja Católica e os católicos (as) sofrem torturas e martírios.

E todo martírio católico é antecedido com uma campanha de calúnias e difamações.Com vilipêndio com a moral e objetos sagrados.

Lendo sobre o martírio dos católicos na revolução espanhola, lí horrorisado que os ateus comunistas pegam padres e os castravam e os faziam andar à pé até o local onde seriam fuzilados.

Por isso todo católico (a) tem que ficar atento pois esses ateus comunistas odeiam a Santa Igreja Católica e os católicos (as), quando o comunismo ateu chega ao poder martíres são convocados para dar testemunho de Cristo nos tribunais e nos paredões ateístas.

In Corde Jesu, semper.

Pedro Erik disse...

É verdade, Leonardo.
O pior é ver padres idolatrando Marx e seus seguidores (fidel, Lenin, stalin, chavez, pol pot, mao tse tung...).
Peçamos proteção aos mártires do comunismo.
Abraço,
Pedro Erik