quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Só se salva quem é Católico? Bonifácio VIII vs Vaticano II


O escritor e blogueiro católico Mark Shea resolveu escrever sobre salvação eterna. Em especial, ele debateu se para ser salvo por Deus a pessoa precisa ser católica.

Ele apresenta o que diz a Bula Unam Sanctam de 1302 do papa Bonifácio VIII (imagem acima) e contrapõe o que diz a constituição dogmática Lumen  Gentium do Vaticano II (parágrafo 15).

A Unam Sanctam diz que "é absolutamente necessário para salvação que todas as criaturas humanas sejam sujeitas ao Sumo Pontífice de Roma".

A Lumen Gentium diz que "A Igreja vê-se ainda unida, por muitos títulos, com os baptizados que têm o nome de cristãos, embora não professem integralmente a fé ou não guardem a unidade de comunhão com o sucessor de Pedro."

O texto é muito bom para reflexão do assunto, apesar de deixar muitas brechas teológicas e a conclusão ser frágil.

Mas é muito bom para se debater salvação, por isso recomendo a leitura.

Mark Shea é um blogueiro muito conhecido nos Estados Unidos. Em seu favor, ele é um grande admirador de Chesterton. No entanto, em geral eu não gosto muito de lê-lo, para mim ele deixa muitas brechas no que escreve e é muito agressivo condenando a agressividade dos outros. Ele próprio reconheceu isso certa vez e pediu desculpas, mas continuou no mesmo estilo.

Ele também costuma rotular as pessoas e faz isso ao escrever sobre salvação, separando os católicos entre católicos esquerdistas, católicos dissidentes, anti-católicos, católicos reacionários e católicos ortodoxos. Ele se considera um católico ortodoxo.

A conclusão geral de Shea é que se pode conciliar Bonifácio VIII com o Vaticano II, e que sabe-se onde a Igreja está, mas não se sabe quem está fora da Igreja, pois mesmo os não-cristãos que não conhecem Cristo podem ser salvos.

A parte mais forte do texto de Shea é quando ele cita o próprio Cristo em  São Marcos 9:38:40:


João disse a Jesus: «Mestre, vimos um homem que expulsa demônios em teu nome. Mas nós proibimos-lho, porque ele não nos segue».
Jesus disse: «Não lho proibais, pois ninguém faz um milagre em meu nome e depois vai dizer mal de Mim.
Quem não está contra nós está a nosso favor.

Além disso, acho que ele consegue explicar muito bem por que os não-católicos podem ser salvos. Então, se você está interessado em saber se protestantes podem ser salvos, Shea consegue explicar muito bem que sim, que eles podem ser salvos, como a própria Igreja determina.

As partes mais fracas no texto para mim são:

1) Faltou ressaltar a importância da Reforma Proetstante, que o próprio Chesterton considerava a pior coisa que aconteceu com a humanidade;

2) Acho que ele não conseguiu convencer totalmente que o Vaticano II é reconciliável com Bonifácio VIII, apesar de apontar com louvor que as pessoas devem lealdade e amor a Cristo e não a papas. Acho que o Vaticano II tem uma certa discrepância com a tradição ao imaginar a porta da salvação mais larga.

3) Faltou falar dos que não serão salvos. Por isso, o texto peca muito em ser muito otimista em relação a salvação, quando a "porta é estreita" para entrar no Reino do Céu. Assim, quem ler este texto pode se acomodar em seu parco cristianismo.

Eu não vou traduzir aqui o texto de Shea, porque o texto é um pouco longo e estou sem tempo, mas recomendo a leitura e o debate que ele proporciona.


8 comentários:

Leonardo Santana de Oliveira. disse...

Prezado Pedro, Salve Santíssima Virgem Maria,Mãe de Deus, Co-Redentora pois trouxe ao mundo O Redentor!!

"João disse a Jesus: «Mestre, vimos um homem que expulsa demônios em teu nome. Mas nós proibimos-lho, porque ele não nos segue».

Jesus disse: «Não lho proibais, pois ninguém faz um milagre em meu nome e depois vai dizer mal de Mim.
Quem não está contra nós está a nosso favor."



Essa passagem de Nosso Senhor é sempre usada para poder salvar o ecumênismo que levou os católicos ao indiferentismo e confirmou os hereges no erro.

Mas repare na parte final em que Nosso Senhor diz claramente, " Quem não está contra nós está a nosso favor."

Portanto tem que estar unido com Nosso Senhor e os Seus santos apóstolos.

Nosso Senhor disse que quem desprezava os santos apóstolos desprezava à Ele, portanto, os hereges protestantes não se salvam e esses textos sofísticos de autores como Shea só contribui ainda mais para o indiferentismo religioso.

Os hereges seguem um homem que caiu em heresias inventou doutrinas anti-bíblicas e ainda por cima roubou a Bíblia, a mutilou e deturpou.

Salvação fora da única Igreja de Cristo só se dá por ignorância invencível, onde as pessoas não pode saber que a Igreja Católica existe.Mas até a salvação fora da Igreja Católica exige que as pessoas sigam as Leis naturais que Deus grava no coração de cada pessoa.

Herege protestante não se salva, os argumentos de senhor Shea é muito fácil de refutar pois o conciliábulo de metz foi um golpe de arquitetado pelos hereges modernistas que já tinhas sido denunciados pelo Santo Papa Pio X.

Segundo Pio X o protestantismo é um compêndio de todas heresias que existe, que existiu e que existirá para a perdição das almas.

Não desejo condenação dos hereges, desejo sua conversão e saída da heresia maldita que é o protestantismo.

In Corde Jesu, semper!!


Leonardo Santana de Oliveira. disse...

Prezado amigo Pedro o concílio vaticano trouxe uma especie de guerra civil dentro da Santa Igreja.E os inimigos históricos da Igreja de Cristo defendem esse concílio, ora, se os inimigos de Cristo defende algo que a Igreja fez tem algo errado ai.

Os lobos não aplaudem o Pastor que protege as ovelhas dentro do redil.

O texto de Shea é muito fraco e defende o conciliábulo de metz com os sofísmas iguais que os hereges usam para defenderem suas heresias.

Volto a dizer meu caro amigo, eu era anti-católico e conheço como ninguém os sofísmas que hereges, ateus e pagãos usam para tentar refutar a Santa Igreja Católica.Portanto como ex-inimigo da ÚNICA Igreja de Cristo eu digo:

FORA DA SANTA IGREJA CATOLICA NÃO HÁ SALVAÇÃO!!OS INCOMODADOS QUE SE CONVERTAM OU TERÃO QUE PRESTAR CONTA POR TER DESPREZADO CRISTO E SUA ÚNICA IGREJA!!


Ps: a caixa alta não é para você prezado Pedro e sim para algum anticatólico que ler minhas palavras e achar que pode tentar sofísmar!!

Abraços!!

Leonardo Santana de Oliveira. disse...

Para acabar de vez com os sofísmas do senhor Shea e o conciliábulo modernista de metz que tenta criar uma falsa inião sem se basear na Verdade de Cristo, eu mandarei uma pequena parte do Concílio Infalivel e Dogmático de Trento que condenou a heresia protetante e anamatizou:

Concílio de Trento (1543-1563)
XIX Concílio Ecumênico (contra os inovadores do século XVI)


Sessão III (4-2-1546)

O Símbolo da Fé Católica

782. Este sacrossanto Concílio Ecumênico e Geral de Trento, legitimamente reunido no Espírito Santo, presidindo-o os três legados da Sé Apostólica, tendo em vista a importâncias das coisas a serem tratadas, principalmente daquelas que estão contidas nestes dois pontos: a de extirpar as heresias e a de reformar os costumes, motivo principal de estar reunido, julgou seu dever professar, com as mesmas palavras segundo as quais é lido em todas as igrejas, o Símbolo de Fé usado pela Santa Igreja Romana como princípio em que devem concordar todos os que professam a fé cristã e como fundamento firme e único contra o qual jamais prevalecerão as portas do inferno (Mt 16, 18). O qual é o seguinte: Creio em um só Deus, Pai Onipotente, Criador do céu e da terra e de todas as coisas, visíveis e invisíveis. E em um só Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito de Deus, nascido do Pai antes de todos os séculos; é Deus de Deus, Luz da Luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro; é gerado, não feito; consubstancial ao Pai, por quem foram feitas todas as coisas. O qual, por amor de nós homens e pela nossa salvação, desceu dos céus. E se encarnou por obra do Espírito Santo no seio da Virgem Maria, e se fez homem. Foi também crucificado por nossa causa; padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos e foi sepultado. E ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras. E subiu ao céus, está sentado à mão direita de Deus Pai. E pela segunda vez há de vir com majestade a julgar os vivos e os mortos. E seu reino não terá fim. E [creio] no Espírito Santo, [que também é] Senhor Vivificador, o qual procede do Pai e do Filho. O qual, com o Pai e o Filho é juntamente adorado e glorificado, e foi quem falou pelos profetas. E [creio] na Igreja, que é una, santa, católica. Confesso um só Batismo para remissão dos pecados. E aguardo a ressurreição dos mortos e a vida da eternidade. Assim seja.


Shea deveria saber que unidade sem Verdade é uma ilusão sentimental e políticamente correta.

Leonardo Santana de Oliveira. disse...

Esse seu título é interessante prezado Pedro, eu apenas mudaria o nome do Papa Bonifácio VIII por Igreja Católica.

Então ficaria:

Santa Igreja Católica vs Vaticano II e seu novo evangelho.

Pedro Erik disse...

Obrigado, caríssimo Leonardo.

Eu concordo com Chesterton e consequentemente com você de que a reforma protestante é a fonte do mal que vivemos: relativismo religioso, ateísmo e do próprio espírito do Vaticano II.
Acho que Shea tenta sempre se posicionar no meio do debate e isto é receita para errar.
Divirjo de você, amigo, apenas na condenação peremptória aos protestantes. Acho que Deus com certeza salvará muitos deles, como o grande teologo Wlliam Craig, para citar um ilustre.
Mas com certeza o Vaticano II diminuiu muito a Igreja abrindo concordância com o pecado.
A Igreja diminuida é fortaleza do demônio. E ela tende a buscar menos fieis porque não tem fé em si mesma.
Obrigado pelo texto de Trento.
Sob sua sugestão de título, o objetivo do post é mostrar a posição de Shea e estimular o debate, então acho que cabe manter o Papa Bonifácio VIII.

ICXC NIKA

Grande abraço
Pedro Erik

Leonardo Santana de Oliveira disse...

Prezado Pedro eu admiro muito o teologo Wlliam Craig (foi por meio dele que voltei aos poucos para Fé cristã, mas, a teologia protestante é muito fraca e incoerente contraditória.A teologia católica é totalmente coerente do inicio ao fim por isso é fácil saber quem é verdadeiro cristão e quem está apenas louvando Nosso Senhor com os lábios).

Quando vejo um teologo herege como Wlliam Craig eu fico como os cruzados quando viam um mouro valente e honrado e exclamavam:

"Que belo barão cristão daria esse mouro!"

Um ex-protestante uma vez disse que não dá para permanecer na heresia protestante depois de conhecer a fundo a história do cristianismo.

Se eu estivesse frente a frente com o Graig eu perguntaria:

"Meu caro, como um homem inteligente como você se recusa a largar essa heresia protestante depois de saber que é a Santa Igreja católica a mãe da Bíblia e graças a Santa Igreja Católica que a Bíblia é o livro Sagrado do cristianismo ?"

Volto a dizer desejo e oro para os hereges se arrependerem de suas heresias e voltarem para a única Igreja de Cristo.Desejo conversão e não condenação.Mas Nosso Senhor que disse:

"quem vos ouve a Mim ouve, e quem vos despreza a Mim despreza. E quem Me depreza, despreza Aquele que Me enviou" (Lc 10, 16).

A heresia protestante é irracional e ilógica pois diz que ama Cristo mas despreza Seu Corpo Místico que O Própri Deus edificou!!

Abraços, prezado Pedro e desculpe por te encher com meu estilo políticamente incorreto!

Fique com Deus você e vossa família!!

Leonardo Santana de Oliveira. disse...

Ps:vale lembrar prezado amigo Pedro que o grande Chesterton era um herege protestante e devido a ser um homem inteligente se converteu a única Igreja de Cristo que é a católica por isso devemos orar para o Willian Lane Graig também ver a Verdade.

Pedro Erik disse...

Caro Leonardo,

Concordo plenamente que quem vai fundo no estudo da teologia se torna católico. Aliás foi isso que o Cardeal Newman disse quando se converteu ao catolicismo.
Você não me perturba com seus comentários, amigo. Pelo contrário, aprendo muito com você.
Sobre Craig, ele costuma responder perguntas no seu site Reasonable Faith. Pode ser que já tenha respondido à sua.
Rezemos pela conversão do mundo

Grande abraço
Pedro Erik