terça-feira, 3 de junho de 2014

Obama troca 5 terroristas por 1 Traidor


Sinceramente, eu nunca vi nada pior sobre como um presidente tem de se comportar em guerra. Obama consegue trazer o pior para o comportamento de um presidente. Ele além de negociar com terroristas, coisa que nunca deve ser feita, fez um péssimo negócio: recebeu um traidor e entregou cinco inimigos. E Obama ainda fez isso passando por cima da lei, que o obrigava a pedir apoio do Congresso sobre o acordo. Obama não notificou os parlamentares.

A foto acima mostra os cinco terroristas libertados por Obama em troca por um soldado americano que desertou, chamado Bowe Bergdhal.  A foto abaixo mostra estes terroristas sendo recebidos em abraços no Catar. Os cinco terroristas libertados por Obama estão entre os mais perigosos.




Depois que Bergdalh fugiu de sua base no Afeganistão, pelo menos 6 soldados americanos morreram na busca por ele. 

O soldado Bowe Bergdahl era conhecido entre os companheiros de fardas como crítico ferrenho aos Estados Unidos, dizia, por exemplo, que os "Estados Unidos eram nojentos", e como quem queria se aproximar dos terroristas do Talibã.

O vídeo abaixo mostra o que os soldados que conviveram com Bergdahl pensam dele. Para eles, Bergdahl é no mínimo um desertor e no máximo um traidor. Uma investigação aponta que Bergdahl pode ter colaborado com o Talibã. O vídeo também mostra os soldados americanos que morreram na tentativa de resgatar Bergdahl.

O sargento que fala no vídeo abaixo está desafiando o próprio exército americano que obrigou que soldados assinassem um documento dizendo que não iam comentar o caso Bergdahl publicamente.





O pai de Bowe fez uma saudação a Alá do lado de Obama no anúncio da troca de prisoneiros. E costuma escrever no twitter contra os americanos e saudando os terroristas do Talibã.

Vejamos alguns exemplos do que Robert Bergdhal, pai do soldado, escreveu:



No primeiro tweet acima, Robert lamenta os presos em Guatanamo. Na segunda, ele lamenta o banimento de uma "mujahideen" (terrorista islâmico) da internet.

Isso é Obama. Eu considerava Obama disparado o pior presidente dos Estados Unidos. Mas agora ele está muito bem cotado para pior presidente do mundo.

Imagino o que o Putin faria com um desertor nas hostes inimigas.


(Agradeço os tweets ao site Weasel Zipper)

6 comentários:

Duddu Pontes disse...

Pedro,

como os americanos, tão patriotas, aceitam inertes esse tipo de coisa?

Abc!

Pedro Erik disse...

Caro Duddu,

Os militares estão revoltados. Mas eles já não eram apoiadores do Obama mesmo (Obam tem nível baixíssimo de aprovação entre militares) e eles seguem uma forte hierarquia que os impede de sair detonando o governo.

O povo que volta em Obama (latinos, negros e mulheres) não prestam muita atenção ao assunto.

Obama também está em fim de governo, a popularidade dele está em baixa desde o ano passado, mesmo para o nível baixo que ele já tinha (comparável e por vezest até menor que o do Bush).

Agora é ladeira abaixo e ele vai começar a tentar implementar medidas totalmente ideológicas (como combater emissão de gases carbonos) sem consultar o congresso.

Fora isso, a promessa agora é de que o soldado Bowe seja julgado pela sua deserção ou até mesmo traição. Mas antes ele vai virar herói da esquerda, que detesta o cristianismo e vive procurando apoiar o Islã.

Abraço,
Pedro Erik

Duddu Pontes disse...

Pedro,
a revolta dos militares com o Obama se dá pela diminuição do orçamento bélico, né?

Eu realmente não entendo...
Obama tá transformando os EUA em justamente o contrário do que eles sempre foram!
E ninguém faz/fala nada.

Abc

Pedro Erik disse...

Caro Duddu,

A esquerda em todo mundo odeia religião e militares. Não é diferente nos Estados Unidos, apesar de que muitos presidentes esquerdistas gostarem de fazer guerra, como é o caso de Obama que apesar de, pela estupidez do mundo, ter ganho o prêmio nobel da paz ampliou as guerras de Bush.

Seguramente, Obama está reduzindo em muito o orçamento militar, mas creio que esta não é a principal crítica de militares normais. Obama despreza os militares e os militares sabem disso. E isto é revelado não só no orçamento mas em seus discursos e atos. E este último ato foi seguramente o mais estúpido de Obama no âmbito militar.

Abraço,
Pedro Erik

Duddu Pontes disse...

Ainda com relação ao post, Pedro, li essa matéria hoje!

http://www.americanthinker.com/blog/2014/06/wife_of_paralyzed_soldier_wounded_looking_for_bergdahl_asks_whos_the_hero.html?utm_source=twitterfeed&utm_medium=facebook#.U5RWbTqEdQA.facebook

Quem é mesmo o herói? A guerra é mesmo abominável!

Abraco meu amigo!

Pedro Erik disse...

Caro Duddu,

Bergdalh não é herói, isto é fato. Ele no mínimo é um desertor. Pelo menos 6 morreram atrás dele, e há muitas informações de que ele colaborou com o Talibã.

Respeito muito os militares, assim como Cristo respeitou a fé de um quando o encontrou ("não sou digno que entrei em minha morada...").

Rezemos pela paz, reconhecendo que há momentos que se exige guerra.

Abraço,
Pedro Erik