quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Maria Sem Pecado.

-

Eu já falei aqui várias vezes do Blog do Satan. É um blog no qual o autor toma a posição do diabo para ensinar várias questões teológicas, com muito humor. É bem interessante e instrutivo. Eu acabei ficando próximo do autor do blog. Ele me citou no blog dele e eu recomendei o livro dele aqui.

Acontece que o autor do blog do Satan não é católico e por vezes isto acaba gerando discussões bem interessantes, pois, além de mim, ele tem muitos leitores católicos. 

O blog do Satan fez dois interessantes textos de Natal. Um mostra o Natal do ponto de vista do demônio. No segundo texto, ele ressalta que o demônio não conseguiu impedir que "a primeira criança sem pecado nascesse".

Eu fui o primeiro a comentar o texto. Elogiei o que ele escreveu, mas ressaltei que para nós, Católicos, outra criança já tinha nascido antes de Cristo sem pecado: Nossa Senhora, Maria, Mãe de Deus, Nossa Senhora Imaculada. A doutrina da Imaculada Conceição (Maria sem pecado) foi estabelecida pelo Papa Pio IX, em 8 de dezembro de 1854. A primeira coisa que Nossa Senhora disse a Bernadete Soubirous, quando apareceu em Lourdes, foi: "Eu sou a Imaculada Conceição".

Mas até hoje a doutrina gera muita controvérsia. Nós, Católicos, adoramos amar Maria, os Protestantes acham que devemos olhar apenas para Jesus. Seria uma ofensa a Ele se orássemos para Maria.

Meu comentário, acabou gerando uma grande discussão sobre Maria. Um dos leitores (joeclark77) recomendou dois textos de Ann Barnhardt sobre assunto.

Achei-os bem interessante. Pois, de certa forma, responde a uma das críticas dos Protestantes, a de que a Bíblia não apóia a idéia de que Maria é sem pecado. Barnhardt cita Lucas 1:46-55 e Lucas 1:28 para dizer que a Bíblia dá sim suporte para a crença. Pois Maria chama Deus de "Meu Salvador" e Maria é aclamada pelo anjo Gabriel como "Plena de Graça". A graça divina para Maria é plena, total, cheia, desde a concepção dela. Sem falar que Maria carregou Cristo em seu ventre. Carregou Deus, a salvação do mundo. Maria seria como um uma arca carregando o bem mais precioso do mundo. Mesmo que fosse apenas como Arca, ela também é sagrada.

Ô Maria concebida sem pecado, rogai por nós.

2 comentários:

Vânia Cavalcanti disse...

Olá, Pedro Erik!

Seu texto é basicamente referencial, ainda assim, exala uma delicada beleza. Certamente isso se deve ao referente - Maria, bendita entre as mulheres. Concordo inteiramente com você e acho também que se, por ventura ou desventura, nossa Santa Maria não fosse de imaculada concepção, o fato extraordinário de ter tido Jesus em seu ventre a redimiria de toda e qualquer mácula. E, sim, caro Pedro Erik, que a Santíssima Maria rogue por todos nós, que em nome de seu amor infinito interceda junto ao Pai por estas criaturas precárias e maravilhosas; especialmente por aquelas que ainda não se convenceram de que cada dia que acordamos é um pequeno milagre e um novo recomeço concedidos pelas inextinguíveis misericórdia e bondade Daquele que de Maria nasceu para nossa salvação. Desculpe-me, mas sempre me comovo quando falo do Amor divino por nós, porque ele é esplendorasamente maravilhoso quando cremos e porque nem mesmo o merecemos. Um abraço

Pedro Erik disse...

Fico muito feliz em saber que você viu delicadeza no texto.

Procuro sempre escrever tendendo ao técnico evitando escrever de forma que gere sentimentalismo. Por isso meu patrono é São Tomás. Mas talvez eu deva ser mais Santo Agostinho, mais amoroso com a Imaculada Conceição que tanto venero.


Abraço,
Pedro