quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Pobre, Católica e Mulher no Paquistão

-

A Igreja Católica tem uma nova mártir em país muçulmano: Mariah Manisha.

Mártires da Igreja são aqueles que morrem em defesa de sua fé em Cristo. Ao que tudo indica, este foi o casa de Mariah. Nunca se vai ter certeza disso em um país muçulmano.

Se você é pobre, cristã e mulher em um país muçulmano, basicamente você não tem nenhum direito. Se um muçulmano quiser casar com você, você deve se converter ao islamismo. Mesmo se você for estuprada, não tem a quem reclamar, sua opinião não vale nada. Se você for rica, pelo menos pode deixar o país.

Mariah, católica de18 anos, vivia na cidade de Tehsil Samundari, no Paquistão, e foi morta a tiros por um homem  muçulmano de 28 anos, filho de um rico proprietário de terra, chamado Arif Gujjar. Mariah havia sido sequestrada por ele. Alguns dizem que ela foi morta por resistir ao estupro, outros dizem que ela morreu por se recusar a se converter ao islamismo para se casar com Gujjar.

O padre Zafal Iqbal  da cidade da família de Mariah disse que ela foi morta por resistir a se converter. E assegurou que ela é uma mártir.O vigário geral da diocese também ressaltou que cristãos, muitos deles sendo jovens mulheres, são vítimas sem qualquer auxílio.

Segundo relatos, Gujjar estaria agora preso.

Mariah seria a segunda mártir católico no Paquistão que eu tenho notícia (podem haver muito mais). Antes, e mais famoso, foi o caso do ministro paquistanês Shahbaz Bhatti (foto abaixo). Ele foi assassinado em março deste ano.


Que Deus tenha Mariah e Bhatti e os inclua entre os mártires, pois a Igreja terá extrema dificuldade para provar e saudar a fé deles. 

(Agradeço a informação ao site Pew Sitter)

2 comentários:

FireHead disse...

Requiescat in pace.

Pedro Erik disse...

É isso, FireHead.

Abraço,
Pedro Erik