segunda-feira, 6 de junho de 2011

Facebook e Aborto


Um casal criou uma página no Facebook para a filha deles, Marriah Greene, que ainda está no ventre da mãe. Eles colocaram uma foto da ultrasonografia (vejam abaixo). A página foi um sucesso, mais de 200 pessoas se juntaram para seguir o nascimento de Marriah.


Mas, o Facebook retirou a página, alegando que apenas maiores de 13 anos podem ter página no Facebook. Putz, preciso avisar meu filho, de 11 anos.

Que idiotice!, qualquer um tem página no Facebook. Avalia-se que 17% dos usuários tem menos de 13 anos. A alegação é uma mentira.

O que houve? O Facebook não acha que estar no ventre significa estar vivo? Não quer celebração da vida no ventre para não ofender abortistas?  O que o Facebook fez foi tomar uma posição política e cultural (adotou a cultura da morte) escondida na desculpa esfarrapada dos 13 anos.
 
Eu não tenho página no Facebook! O que é muito difícil hoje em dia, recebo muitos convites de grandes amigos.

Há muito tempo, eu até criei uma página, quando o Facebook estava no começo (a moda era Orkut), mas apenas coloquei uma foto que tirei do mar, sem escrever nada e deixei para lá. Fiz isso depois que recebi o convite de um amigo muito próximo. Depois apaguei a página (pelo menos, eu tentei, tem gente que diz que isso não é possível).

Agora vendo o que o Facebook fez com a Marriah, eu engrossaria a turma que detesta Facebook, usando a blusa abaixo para mostrar minha posição.


2 comentários:

Eduardo R. V. disse...

Quando "você é" uma rede social do porte do Facebook, tem que saber lidar com opiniões.

Já vi gente reclamando que o Facebook retirou imagens de mães amamentando. Um jogador, recentemente, teve sua conta removida por apoiar os palestinos. E o botão curtir pode "rastrear o usuário" (essas informações seriam deletadas após o usuários sair da página). O Google contratou uma empresa para manchar a imagem do Facebook.

É o preço que se paga pela grandeza. Glória e desastre.

Quanto a classificação etária. Ridícula. No Orkut é 18 e o que tem de criança lá...

Pedro Erik disse...

Ótimas informações, Eduardo.

Muito obrigado.

Grande abraço,
Pedro Erik