sexta-feira, 3 de junho de 2011

O Que Você Faria? Nova Jersey vs Texas


O Que Você Faria? (What Would You Do?) é um programa da rede de televisão ABC americana comandado por John Quiñones (foto acima). O programa mostra situações feitas por atores e observa a reação das pessoas.

Nesta semana, eles fizeram um ator e uma atriz jovens contracenarem uma discussão sobre aborto, na qual a jovem não quer abortar e o cara quer que ele faça o aborto. Eles brigam aos gritos em restaurantes e esperam as pessoas reagirem. O inusitado do programa dessa vez foi a constrante reação entre a população de Nova Jersey e a do Texas. 

Vejam o vídeo abaixo traduzo em azul até a parte que começa as reações texanas. As imagens falam por si.


video

Nós estamos agora próximos de Dallas, na cidade de University Park, população de 23 mil e 224 pessoas. 

É um assunto que divide opiniões não importa o lugar que você vá. 

Garota diz: "Eu descobri que estou grávida".

Dois jovens enfrentam uma grande decisão na vida deles. 

Rapaz argumenta: 'Você tem de abortar".

É uma situação que nós fizemos antes em Nova Jersey. 

Mulher se aproxima em N.Jersey e diz: "faça o que você achar melhor".

Outra mulher diz: "Você vai querer ter esse bebê?"
Moça responde: Sim.
Mulher então diz: "Será difícil para você, querida".

Então, como Texas reage?

Ninguém no Texas recomendou o aborto, todos recomendaram a vida e todos usaram a santidade da vida e Deus como argumento. 

Eu já disse aqui Viva o Texas!, quando o governador Rick Terry aprovou uma lei que obriga às mães fazerem ultra-sonografoa antes de abortar. Agora, digo de novo: Viva o Texas!, o estado que mais cresce economicamente nos Estados Unidos. Que ele continue crescendo também na fé.

Mas o que há com o Texas? Pois há cristãos em todos os estados dos Estados Unidos.

Padre Antonio Vieira no Sermão dos Peixes lembrou que Cristo disse aos discípulos que eles eram o sal da terra. O sal deveria salgar, senão seria pisado pelos homens (Mateus 5,13). 

Diz o Padre Vieira:

"O efeito do sal é impedir a corrupção; mas quando a terra se vê tão corrupta como está a nossa, havendo tantos nela que têm ofício de sal, qual será, ou qual pode ser a causa desta corrupção? Ou é porque o sal não salga, ou porque a terra se não deixa salgar. Ou é porque o sal não salga, e os pregadores não pregam a verdadeira doutrina; ou porque a terra se não deixa salgar e os ouvintes, sendo verdadeira a doutrina que lhes dão, a não querem receber. Ou é porque o sal não salga, e os pregadores dizem uma cousa e fazem outra; ou porque a terra se não deixa salgar, e os ouvintes querem antes imitar o que eles fazem, que fazer o que dizem. Ou é porque o sal não salga, e os pregadores se pregam a si e não a Cristo; ou porque a terra se não deixa salgar, e os ouvintes, em vez de servir a Cristo, servem a seus apetites".

Qual será a resposta para a população e para os pregadores de Nova Jersey? E para a nossa, afinal o Padre Vieira estava falando para a população de São Luís do Maranhão em 1654?


4 comentários:

Eduardo R. V. disse...

Fecharam uma clínica de aborto esses dias na cidade Rio de Janeiro. Num programa de TV, enviaram uma pergunta, queriam saber quanto tempo a mãe ficaria presa. A apresentadora respondeu. Uns três anos. E comentou que o "pai" deveria ser preso também...

Pedro Erik disse...

Não entendi, Eduardo.

A mãe que queria praticar o aborto iria ser presa? Ela fez o aborto ou não? E os donos da clínica? Era clandestina?

Abraço,
Pedro Erik

Eduardo R. V. disse...

Tinham duas mulheres, uma com o procedimento feito e outra se preparando. Não sei se foi/foram presa/s. Uma telespectador perguntou e responderam isso. Aí a apresentadora levantou essa questão do pai ter que ser preso também.

Sim, clandestina e reincidente. Clínica e médicos.

Pedro Erik disse...

Valeu, grande Eduardo.

Obrigado pelas informações.

Entendo a pergunta da apresentadora, mas acho que ela tinha coisa mais importante para perguntar.

Abraço,
Pedro Erik