sexta-feira, 27 de maio de 2011

Ahmadinejad é Pró-Israel?





Depois de uma semana em que o presidente dos Estados Unidos fez um discurso que, em certos aspectos, é mais radical que o discurso do Hamas, agora Ahamdinejad é acusado de ser pró-Israel. Para onde eu corro?

Pois é, mas na verdade, os clérigos do Irã estão querendo derrubar o Ahamdinejad de qualquer jeito. Eu já falei aqui da disputa entre o presidente do Irã e o líder supremo, Ali Khamenei. A briga envolve principalmente o sogro do filho de Ahamadinejad, Esfandir Masahei, e uma concepção de Irã. Ahmadinejad tem um viés nacionalista, quer armar o Irã, e o líder supremo quer manter o poder dos religiosos, na teocracia.

Os clérigos têm muita força no parlamento iraniano. Já foram presas 25 pessoas ligadas a Ahmadinejad acusadas de desvirtuar a religião islâmica. Mas, no que interessa, os dois detestam o Ocidente e Israel.

Ahmadinejad é realmente louco. As gafes de Obama,  que falei aqui nesta semana, são declarações shakesperianas na frente das loucuras de Ahmadinejad.

Essa semana, por exemplo, Ahamdinejad disse que a culpa da seca no país, era que a Europa estava secando as nuvens para que não chovesse no Irã, pode acreditar.

Ele tem uma visão mística do islamismo, por isso é facilmente acusado de bruxaria por aqueles que o detestam. Ele já declarou na ONU que reza pela vinda do 12o Imã, Mahdi, que viria destruir todos os infiéis. Essa semana, aqueles que estão na seita de Ahmadinejad declararam que o 12o Imã irá chegar no dia 5 de junho. Nossa Senhora.

Ontem, Ahmadinejad foi acusado por um clérigo que ele deseja amizade com Israel. A acusação é baseada na declaração de Masahei de três anos atrás que disse que o Irã deveria ter laços de amizade com Israel, apesar de Ahmadinejad ter declarado diversas vezes que quer varrer Israel do mapa.

Pois é, é neste tipo de país que a Rússia incentiva a criação de uma usina nuclear, que a Alemanha tem fortes laços de investimentos na área de petróleo, que o Brasil disse que o diálogo seria a melhor solução, e que o Obama se calou frente a juventude que queria liberdade.

Como já disse aqui, tanto Ahmadinejad como Khamenei odeia a gente, os infiéis, então não cabe escolher lado, mas incentivar a criação de uma bomba nuclear é demais, é o escolher o lado errado, é querer também a nossa morte.


4 comentários:

Anônimo disse...

o japao eh outro país que, faz menos de 10 anos, investe muito na indústria de petróleo iraniana.
essa aproximação causou mal estar entre eua e japao.

e o mahdi parece já estar colocado. na presidência dos eua.

Pedro, vc viu as histórias sobre a màe do obama?

será que ela fez parte do mk ultra, que tinha um importante qg no havaí?

e as fotos da mulher no rebel sex: black? essa mulher é a cara dela.

e a semelhança física do obama e do malcolm x? a voz e até a pose...

abs, psb

Pedro Erik disse...

Grande psb,

O que li sobre a mãe do Obama, era que ela era comunista e tinha assim certos conceitos hippies (outro mundo é possível, essas coisas). Mas nada que passasse disso. Também nunca me interessei sobre o assunto. Obama foi basicamente criado pelos avós, ao que parece.

Sobre o Japão, eu não lembro de ter lido nada, o que você disse é novidade para mim.

Abraço,
Pedro Erik

Anônimo disse...

japao é o 3o maior consumidor de óleo iraniano.
e investiu pesado na indústria há pouco menos de 10 anos:
http://www.ft.com/cms/s/0/9968a308-d3cb-11d9-ad4b-00000e2511c8.html#axzz1NbB5ET00
no final do ano passado declarou o congelamento dos investimentos por pressão americana.
abs.

Pedro Erik disse...

Valeu, pela informação. Este tipo de informação é muito importante para mim.

Abraço,
Pedro Erik