sexta-feira, 12 de abril de 2019

Papa Beija Sapatos dos Políticos do Sudão do Sul: Bonito, Ridículo ou Sacrilégio?


Em nome de trazer a paz entre dois políticos do Sudão do Sul, o Papa Francisco se rebaixou, ficou de quatro no chão e beijou os sapatos deles.

Foi um ato bonito de humildade em nome da paz no país? Ou foi um ato ridículo, pois o Papa se rebaixou para dois políticos que brigam pelo poder e pela distribuição das receitas de petróleo? Ou foi um sacrilégio, pois o Papa se rebaixou para o poder humano, secular?

No Sudão do Sul, o presidente Salva Kiir Mayardit (no poder desde 2011, desde que o Sudão do Sul se separou do Sudão) disputa o poder com o vice-presidente Riek Machar Dhurgon,  que ficou no cargo desde 2011 até 2016.

O site Aleteia traz a descrição do fato e até um vídeo que mostra o Papa se abaixando com muita dificuldade para beijar os sapatos dos políticos.

Rezemos pela Igreja.

3 comentários:

Emanoel Truta disse...

Bom dia nobre Pedro!

A pergunta que fica: se ajoelha para os "homens do mundo", mas não para o Santíssimo Sacramento, por quê?

É muito estranho, meu amigo. Quando minha esposa me falou fiquei sem acreditar, mas vi o vídeo... e não fora apenas uma vez, mas quatro ou mais.
O que dizer? Rezemos.

Viva Cristo Rei
Valei-nos Nossa Senhora das Dores!

Emanoel

Pedro Erik disse...

É realmente um cena inacreditável, meu amigo Emanoel. E fica difícil escolher a palavra mais adequada para descrevê-la.

Rezemos. Viva Cristo Rei.

Abraço,
Pedro

Adilson disse...

Ufa! Senti um frio na barriga. Até a pouco tempo, o papa se negava a permitir que os fiéis lhe beijassem as mãos, e agora ele age assim. O que de fato esse papa quer? O que ele realmente pretende com isso? Aonde quer chegar?